*

*

*

*

terça-feira, 8 de março de 2016

"Condução de Lula testou logística para prisão"

A 24ª fase da Lava Jato, com a condução coercitiva de Lula, sexta (4), foi considerada um grande teste para eventual prisão do ex-presidente. A Polícia Federal pôde testar o tempo de resposta do PT e a agilidade da imprensa ao perceber a operação. Um jatinho da FAB (e não da PF) ficou a poucos metros do local do depoimento de Lula, no aeroporto de Congonhas, para eventual necessidade de evacuar o ex-presidente.
Destino certo
A avaliação é que foi um sucesso o cumprimento dos 44 mandatos, na 24ª fase da Lava Jato, incluindo a condução de Lula sob vara.
Crimes graves
Ainda não é possível afirmar que Lula será preso, mas são gravíssimas as acusações contra ele: corrupção, lavagem de dinheiro etc.
Balão de ensaio
Enquanto roubavam a Petrobras, empreiteiras "doaram" R$ 30 milhões a Lula, entre 2011 e 2014, por meio do seu instituto e sua empresa.
Tentativa de assassinato
Petistas espalham certidão falsa de "filiação" do juiz Sérgio Moro ao PSDB. É a velha tática do PT denunciada no livro de Romeu Tuma Jr, ex-secretário nacional de Justiça: "Assassinato de Reputações".
Cambada de quadrilheiros
"Essa quadrilha quer continuar enganando o povo. O nome é parecido, mas o juiz se chama Sérgio Fernando Moro, e não Sergio Roberto Moro", afirma o deputado Sóstenes Cavalcante (PS-RJ)
Lula se recusou, sim
Dilma e outros petistas repetem a mentira de Lula "jamais de recusou" a depor. A 24ª fase da Lava Jato, da qual tanto reclamam, ocorreu 4 dias depois de Lula se recusar a aparecer para depor ao MP paulista.
Fonte: Claudio Humberto

Nenhum comentário: