#EsteBlogÉDemais!

#EsteBlogÉDemais!

Segunda semana

Segunda semana
17h50 (Dublado) - 21 (Legendado)

Dê este livro - R$ 30,00 - de presente

Dê este livro - R$ 30,00 - de presente
Adquira no Boulevard Shopping (na Cappa Clara Tabacaria), Restaurante Flor do Maracujá (na Kalilândia), bancas Avenida, Cidreira e Status (na avenida Getúlio Vargas), em O Folheteiro (no Mercado de Arte Popular)

sexta-feira, 31 de maio de 2019

Filme noir com astro francês

Estreia do astro francês Jean Gabin em Hollywood, "Brumas" (Moontide), 1942, filme noir de Archie Mayo - parcialmente dirigido por Fritz Lang, foi visto na noite desta sexta-feira, 31. Integra o digistrack "Filme Noir Volume 13".
Na trama, depois de uma farra na orla de San Pablo, Califórnia, o estivador Bobo (Jean Gabin), mulherengo e beberrão, que entra em brigas que não se lembra, pode ter assassinado alguém. Ele aceita um emprego em uma barcaça que vende iscas. Na mesma noite, ele resgata no mar uma moça, Anna (Ida Lupino), de uma tentativa de suicídio e dá abrigo para a garota., com quem acaba se apaixonando e casando. Enquanto isso, Tiny (Thomas Mitchell), um amigo de Bobo, quer sua companhia em trabalho em outra cidade.
Trata sobre alcoolismo, amizade quebrada, abuso sexual. 
O surrealista espanhol Salvador Dali contribuiu para cena surpreendente em que o personagem Bobo, bêbado, conversa com uma prostituta, cuja cabeça repentinamente desaparece, transformando-a num tronco falante com imagens de relógios giratórios.
Foi nominado para o Oscar de Melhor Fotografia, em preto e branco, para Charles G. Clarke.
A música tema do filme é "Remember", de Irving Berlin.
Ainda no elenco, os nomes de Claude Rains, Jerome Cowan, Helene Reynolds, Victor Sen Yung e Robin Raymond.
Foi um dos primeiros filmes noir realizados, uma realização que ajudou a estabelecer elementos estilísticos do gênero.

Como desarmar bombas

Visto mais um filme integrante da caixa da Versátil "O Cinema de Robert Aldrich", com três DVDs que reúne seis clássicos inéditos do diretor, todos em versões restauradas: o drama "A Dez Segundos do Inferno" (Ten Seconds To Hell), de 1959.
No final da Segunda Guerra Mundial, seis ex-soldados alemães (Foto: IMDb) - Jack Palance (Eric Koertner), Jeff Chandler (Karl Wirtz), Wesley Addy (Wolfgang Sulke), Dave Willock (Peter Tillig), Robert Cornthwaite (Franz Liefler) e Jim Goodwin (Hans Globke) - retornaram a Berlim e se estabeleceram como um grupo de eliminação de bombas, contratados pelo major Haven (Richard Wattis). Eric, que comanda o grupo, é um sujeito legal, e seu rival Karl é egoísta.  Eles ficam morando na casa da senhoria  Margot Hofer (Martine Carol), que é disputada pelos dois. 
A pressão do trabalho perigoso começa a afetar o grupo, tanto mais que concordaram em angariar metade de seu salário, de modo que, se apenas um sobreviver, leva tudo. As baixas e os atritos são inevitáveis, e ter que lidar com bombas britânicas de 500 quilos parece uma notícia particularmente ruim.

Interessante no filme é que todos atores que interpretam alemães são americanos.

Morre atriz Peggy Stewart


Peggy Stewart com Alan Lane em "Diligência de Bandidos"
Foto: IMDb

Faleceu nesta sexta-feira, 31, a atriz Peggy Stewart, estrela de muitos westerns dos anos 40 a 60.
Filmografia

Mais um registro de "A Flor"

No jornal noticioso independente e literário "A Flor", edição de 12 de junho de 1921, há 98 anos, na seção "Palcos e Telas", o registro sobre o Cine Theatro Sant'Anna: "Vamos ter hoje o prazer de apreciar mais uma vez nesta casa de diversão, o film 'Amotinação', interpretado pelos celebres artistas da arte muda Joseph Girard, que a tempos trabalhou no filme 'Telephone da Morte' e a encantadora Ora Carew.
Amanhã a continuação d'O Mysterio do Radium'.
Por estes dias será focalizado o majestoso e monumental filme, intitulado 'O Templo do Crepúsculo', interpretado pelo conhecido artista japonês Sessue Hayakawa."
Registro resgatado na publicação "Memórias", de Carlos Mello e Carlos Brito, lançada pelo Núcleo de Preservação da Memória Feirense Rollie E. Poppino.

Sobre "O Templo do Crepúsculo", 1918


Com direção de James Young, trata-se de drama sobre honra e relacionamento interracial. Na trama, o poeta japonês Akira (Sessue Hayakawa) morando em Tóquio, ama a americana Ruth Vale (Jane Novak), que foi colocada aos cuidados do pai de Akira quando seus pais missionários morreram. Ruth retorna o afeto de Akira até que ela conhece e se casa com Edward (Louis Willoughby), que prova ser um marido infiel. Três anos depois, Ruth está gravemente doente, enquanto Edward se diverte com sua nova amante, Adrienne Chester (Sylvia Breamer), mas Akira conforta a mulher que está morrendo com a promessa de proteger sua pequena filha Blossom (Mary Jane Irving). Mais tarde, Edward se casa com Adrienne e, com Akira no tomando conta de Blossom, eles retornam para a América, onde Adrienne renova um antigo caso. Quando Edward descobre ela com um amante, ele o mata. Akira aceita a culpa do crime para proteger Blossom da humilhação. Uma noite, Akira consegue sair da prisão para visitar Blossom, e consegue chegar à casa da garota. Levando-a da chuva, Akira brinca com a criança até que, finalmente, sua força o abandona.

Morre atriz Kathleen O'Malley

Palestra discute controle da jornada de trabalho

As inovações introduzidas pela Reforma Trabalhista, no que se refere ao controle da jornada de trabalho e os respectivos intervalos, serão discutidas nos próximos dias 6 e 7 de junho, em Feira de Santana e em Salvador, no Diálogo Industrial. Promovido pela Federação das Indústrias do Estado da Bahia (Fieb), o evento abordará a temática "Intervalos e Jornada de Trabalho Dentro do Comando Legal da Lei 13.467/17".
Em Feira de Santana, o evento será realizado na quinta-feira, 6, das 18 às 20 horas, na unidade do Sesi no município. Já em Salvador, a palestra será na sexta-feira, 7, das 9 às 11 horas, na sede da Fieb.
Voltada para empresários e representantes de empresas industriais baianas, a palestra será ministrada pela advogada e auditora fiscal do Trabalho, Maria Inez Diniz de Medeiros.
O evento é gratuito, com vagas limitadas. As inscrições podem ser feitas no portal do Sistema Fieb (www.fieb.org.br). Mais informações pelo telefone (71) 3343-1479 ou pelo e-mail capacitacaosindical@fieb.org.br.
Serviço:
"Diálogo Industrial - Intervalos e Jornada de Trabalho Dentro do Comando Legal da Lei 13.467/17".
FEIRA DE SANTANA
Quando: 6 de junho, das 18 às 20 horas
Onde: Sesi Feira de Santana - Rua Gonçalo Alves Boaventura, s/n - Alto do Cruzeiro.
SALVADOR
Quando: 7 de junho, das 9 às 11 horas
Onde: Fieb - Rua Edístio Pondé, Nº 342, Stiep - Salvador – BA.
(Com informações da Gerência de Comunicação Institucional do Sistema Fieb)

Destaque na edição do "NoiteDia" desta sexta-feira


quinta-feira, 30 de maio de 2019

Pré-estreias do filme "Eu Acredito" movimentam capitais

Filme cristão entra em cartaz no dia 6 de junho nos cinemas do país

Ygor Siqueira na pré-estreia Rio de Janeiro 
Fotos: Daniel Postigo e Johnny Prado / Ponto das Igrejas

Faltam sete dias para o lançamento de "Eu Acredito" no Brasil; e para apresentar o filme foram realizadas pré-estreias em diversas capitais. Com este filme, os locais que receberam a exibição antecipada foram Belém (PA), Fortaleza (CE), Manaus (AM), Recife (PE), Rio de Janeiro (RJ), Salvador (BA), São Paulo (SP), que sediaram o evento nos dias 28 e 29 de maio, e neste sábado, 1º de junho, a maratona encerra com a sessão em Curitiba (PR).
As pré-estreias são sessões exclusivas, que acontecem em um período antes do lançamento oficial nos cinemas, e que reúnem como público as celebridades de diferentes segmentos, os influenciadores, representantes da mídia cristã e líderes de ministérios católicos e evangélicos. De acordo com Ygor Siqueira, ceo da 360 WayUp, essa apresentação exclusiva impulsiona ainda mais o filme nos cinemas:
"As pré-estreias são importantes porque os líderes e influenciadores podem conferir e aprovar o conteúdo do filme antes de indicar. Como são filmes cristãos, é fundamental ter esse cuidado com a mensagem que será transmitida ao público. Quando realizamos uma pré-estreia contamos com a presença do líder, pastor, padre, influenciador, que têm os seus próprios seguidores. Com o filme já visto antecipadamente, eles podem divulgar com tranquilidade e clareza e impulsionar o filme, principalmente no primeiro fim de semana, que é tão importante para a permanência em cartaz. Além disso, a ideia da sessão também é proporcionar aos líderes religiosos a oportunidade de  assistir aos lançamentos, já que, às vezes, devido a agenda lotada, muitos não conseguem ir aos cinemas"afirma Ygor.
Quem já conferiu o filme, aprovou e recomenda. 
Confira os comentários:
"Como sempre, a pré-estreia foi um sucesso, no mais alto padrão, sempre diferenciada. E o filme me surpreendeu bastante, algumas cenas fortes e impactantes; prendeu a minha atenção!" - Eduardo Carmona, pastor da Catedral da Família do Guama (Belém do Pará).
"Eu e minha família ficamos maravilhados com o filme! 'Eu Acredito' conseguiu expressar o amor e a eficiência de Deus mediante um coração puro" - Alex Moriá, ator e apresentador (Recife).

"Estou impactado com a mensagem de fé transmitida pelo enredo do filme 'Eu Acredito'. Em todo tempo assisti com grande expectativa, pois ele prende a nossa atenção. Saí com minha fé renovada e acreditando no Deus de milagres; convicto diante de uma das frases do pastor do filme 'A quem muito se dá, muito será cobrado'. Viver uma vida de milagres requer responsabilidade para assumir a Glória de Deus. Parabéns aos responsáveis por tão abençoada produção, que despertará a fé do povo de Deus!" - Leonardo Rodrigues, pastor da Igreja Oikos da Fé (Olinda).
"Ainda estou impactado com o filme 'Eu Acredito'! Uma mensagem simples, impactante, verdadeira e atual. A cada cena aprendi, com um garoto, como é simples viver as coisas sensacionais de Deus; basta acreditar! Foi uma noite de aprendizado, lágrimas e alegria, ao saber que Deus me ouve e que posso ouvi-lO. Super recomendo o filme!" - Carlos Sobrinho, pastor da Igreja Santa Geração.
"'Eu Acredito' é realmente pra quem crê! Eu creio!!!" - Cristiano Arcoverde, pastor da Igreja Verbo da Vida (Recife).
"O filme 'Eu Acredito' superou todas as minhas expectativas. É um filme incrível, muito edificante para todos que assistirem. Ele nos remete a viver e crer no único Senhor e Salvador Jesus Cristo, principalmente por aqueles que não acreditam no poder de Deus" - Geison, pastor da Igreja Batista Restauração (Salvador).
O filme
"Eu Acredito" (I Believe) conta a história de Brian Webber (Rowan Smyth), de nove anos de idade, que tem um encontro sobrenatural com Deus, uma experiência que o leva à aventura das aventuras. Seus pais não estão muito felizes com isso, especialmente seu pai, Simon Webber (Matt Lindquist), um apresentador de TV ateu. 
Felizmente, Brian encontra aliados no pastor (Wilford Brimley) de uma Igreja local, e em um fuzileiro naval ferido (Jason London). A fé pura e inocente de Brian produz milagres extraordinários que rapidamente se tornam notícia na cidade.
O longa, que estreia na quinta-feira, 6 de junho, nos cinemas brasileiros, é uma distribuição da A2 Filmes,Imagem Filmes, em parceria no lançamento do projeto com a 360 WayUp. Confira a promoção de grupos, leve sua turma e compartilhe nas redes sociais com a hashtag #EuAcreditoMilagresAcontecem.
(Com informações de Paloma Furtado, da Assessoria de Imprensa de 360 WayUp)

O preço da fama na indústria cinematográfica


Jack Palance e Ida Lupino em "A Grande Chantagem"
Fotos: IMDb

Charles Castle (Jack Palance) é um ator de Hollywood de extremo sucesso, mas que dá mais valor aos seus filmes como negócio mais do que como arte. Ele está imerso em uma crise conjugal por conta de sua esposa idealista, Marion (Ida Lupino), que discorda de sua posição em relação ao estúdio. Por sua vez, ele deseja poder recomeçar sua carreira com filmes menos comerciais e mais artísticos. Com seu dilema ético e contra a vontade de seu agente Nat Danziger (Everett Sloane), Castle decide não renovar o contrato. Então, ele é pressionado pelo chefe de estúdio, Stanley Hoff (Rod Steiger), e manipulado em um encobrimento de assassinato - está envolvido no atropelamento com morte de uma criança - para proteger a carreira. Uma acusação do mundo amoral de Hollywood dos anos 50 e as consequências devastadoras sobre o ator.
Adaptação de peça escrita por Clifford Odets, em 1949, com roteiro de James Poe, "A Grande Chantagem", de Robert Aldrich, 1955, visto em DVD na noite desta quinta-feira, 30, é um filme noir, drama criminal que trata do preço da fama na indústria cinematográfica. Integra a caixa da Versátil "O Cinema de Robert Aldrich", com três DVDs que reúne seis clássicos inéditos do diretor, todos em versões restauradas.
Faz referências a Adão e Eva, Macbeth (de William Shakespeare), Al Jolson, Charles Chaplin, Elia Kazan, Jerome Kern, Stanley Kramer, ao estúdio Metro-Goldwyn-Mayer.
No elenco, além das atuações de Jack Palance, Ida Lupino, Rod Steiger e Everett Sloana, as presenças de Wendell Corey, Shelley Winters e Jean Hagen, como femmes fatales, mais Ilka Chase como colunista de fofocas.
Destaques para a direção de Robert Aldrich (nominado para a Leão de Ouro do Festival de Cinema de Veneza, em 1955, e ganhador do Leão de Prata do mesmo certame; também nominado pela revista "Cahiers du Cinéma", no mesmo ano), fotografia em preto e branco de Ernest Laszlo, e trilha de Frank De Vol.
Na ambientação do filme, uma pintura destacada, "O Pierrot" (1920), de Georges Rouault (1871-1958), em exibição no Museu Stedelijk, em Amsterdã.

Dayane Pimentel defende presença de policiais em campi universitários e escolas

Fala na sessão da Comissão de Educação da Câmara dos Deputados
Professora Dayane Pimentel com o presidente Jair Bolsonaro
Foto: Facebook

A deputada federal e presidente do PSL na Bahia, Professora Dayane Pimentel, defendeu, na manhã de quarta-feira, 29, durante sessão da Comissão de Educação da Câmara dos Deputados, a presença de policiais nos campi universitários e também em institutos e escolas de ensino médio, técnico e fundamental.
A fala da parlamentar baiana ocorreu em defesa do ministro-chefe da Advocacia Geral da União (AGU), André Mendonça, que também indica a medica como forma de conter índice de crimes cometidos em ambiente acadêmico.
"Talvez em Harvard não precise de tanta segurança, embora lá tenha, mas, por exemplo, na Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs), de onde eu venho, na Uesc, na Ufba, na Uneb, a gente precisa, pois os casos de estupro, de tráfico de drogas são elevados. O que a gente quer garantir é segurança", disse a deputada federal Dayane Pimentel.
"Os que têm a realidade de universidades de fora do país como parâmetro não entendem, mas eu, através de minha experiência, sei da necessidade que nossos alunos têm de segurança", concluiu a parlamentar.
(Com informações de Silvio Tito, da Assessoria de Imprensa)

Morre empresário Emilson Falcão


Faleceu em Salvador na quarta-feira, 29, o empresário Emilson Falcão (Foto). O sepultamento ocorre em Feira de Santana. Deixa viúva a esposa Liege.
Ele deixou sua marca nos mais diversos segmentos da cidade. Era grande exportador de fumo e empreendeu na antiga Telefeira. Foi diretor e conselheiro do Fluminense de Feira, diretor do Feira Tênis Clube e de presença frequente na vida social, no Clube de Campo Cajueiro.

"Propaganda eleitoral em rádio e TV é 30% para mulheres"


Quem defende é a presidente do DEM Mulher na Bahia

Roberta Caires (Foto) presidente do DEM Mulher na Bahia, defende nesta quinta-feira, 30, em Brasília, onde participa do Seminário Nacional de Formação Política das Mulheres Democratas, que pelo menos 30% do tempo da propaganda eleitoral gratuita no rádio e na televisão sejam destinados a campanhas femininas. O tempo mínimo de 30% na propaganda eleitoral é abonado pelo voto da ministra Rosa Weber, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), manifestado no ano passado após consulta pública.
"No Brasil, ainda temos dificuldade de ocupar os espaços de poder e de decisão na política e na vida pública porque não nos foram ofertados instrumentos motivadores e formadores da consciência política e de gestão pública", esclarece Roberta. "Para que possamos preencher legitimamente esses espaços, é necessário acesso pleno aos recursos, seja de representação ou financeiros, a que temos direito, para uma efetiva autonomia", conclui.
Ainda segundo a presidente, retirar "grandes mulheres" do anonimato, para colocá-las no processo político é seu papel como presidente do DEM Mulher na Bahia. São verdadeiras pedras preciosas e isso só se dará por meio de investimentos em formação". "A estruturação do partido, respeitando autonomia das mulheres, para que tenham a gerência sobre seus recursos fará com que mais mulheres alcancem seu espaço", diz.
Ela pede mais clareza ao TSE sobre a aplicação, em campanhas femininas, de 30% dos recursos do Fundo Especial de Financiamento de Campanha (FEFC). "Qualquer passo em outra direção é burlar as regras que buscam a equidade de gênero nos espaços de poder", advertiu Roberta. A presidente lembrou ainda que, no ano passado, após consulta pública ao TSE, a ministra Rosa Weber manifestou voto favorável à questão feminina, decidindo por "garantir-se observância, sincera e plena, não apenas retórica ou formal, ao princípio da igualdade de gênero".
(Com informações de Aura Henrique)

Curso no Senai de Operação de Empilhadeira


Filmes em Exibição no Orient Cineplace Boulevard

Semana até 5 de junho

LANÇAMENTOS NACIONAIS
ROCKETMAN (Rocketman), de Dexter Fletcher, 2019. Com Taron Egerton, Jamie Bell, Richard Madden, Bryce Dallas Howard e Gemma Jones. Drama biográfico musical. A fantástica jornada de transformação de um garoto prodígio tímido no piano para a superestrela que é Elton John. Essa história inspiradora conta uma história universal de como um garoto do interior se transformou em uma das figuras mais icônicas da cultura pop. Não recomendado para menores de 16 anos. Duração: 121 minutos. Horários: 11 horas (sábado, 1º de junho), 13h30 e 16 horas, com cópia dublada; 18h30  e 21 horas, com cópia legendada. Sala 3 (158 lugares).

GODZILLA II: O REI DOS MONSTROS (Godzilla: King of the Monsters), de Michael Dougherty, 2019. Com Kyle Chandler, Vera Farmiga, Sally Hawkins e Millie Bobby Brown. Os esforços heroicos da agência cripto-zoológica Monarch à medida que seus membros enfrentam uma sequência de monstros gigantescos, incluindo o poderoso Godzilla, que luta contra Mothra, Rodan e seu arqui-inimigo de três cabeças, King Ghidorah. Quando estas criaturas milenares ressurgem, elas lutam pela supremacia, colocando em risco a existência da humanidade. Não recomendado para menores de 16 anos. Duração: 121 minutos. Horários: 10h20 (sábado, 1º de junho), 13 horas, 15h40 e 18h20, com cópia dublada; e 21h10, com cópia legendada. Sala 1 (240 lugares).
                                              CONTINUAÇÕES

KARDEC: O FILME, de Wagner de Assis, 2019. Com Leonardo Medeiros, Sandra Corveloni e Genézio de Barros. Drama biográfico. Narra a trajetória de Allan Kardec, desde o período em que atuava como educador, passando pelo processo de codificação da doutrina espírita, até a publicação e repercussão de "O Livro dos Espíritos". Terceira semana. Não recomendado para menores de 12 anos. Duração: 110 minutos. Horários: 10h40 (sábado, 1º de junho) e 15h25, na Sala 2 (158 lugares).

HELLBOY (Hellboy), de Neil Marshall, 2019. Com David Harbour, Milla Jovovich e Ian McShane. Ação. Nimue, a rainha de Sangue, foi uma bruxa tão poderosa que nenhum mortal jamais conseguiu derrotá-la. Durante uma batalha, seu corpo foi dividido em seis partes e espalhado pelos lugares mais distantes da Terra. Anos depois, o massacre a um mosteiro próximo à Londres levanta a suspeita de que alguém pode estar querendo ressuscitá-la e Hellboy recebe a missão de conter essa terrível ameaça.  Segunda semana. Cópia dublada. Não recomendado para menores de 14 anos. Duração: 183 minutos. Horário: 13 horas. Sala  2.

VINGADORES: ULTIMATO (Avengers: Endgame), de Anthony e Joe Russo, 2019. Com Robert Downey Jr., Chris Evans, Chris Hemsworth, Brie Larson, Josh Brolin. Ação, aventura, fantasia e ficção científica. Depois dos eventos devastadores de "Vingadores: Guerra Infinita", de 2018, o universo está em ruínas. Com a ajuda de aliados remanescentes, os Vingadores se reúnem novamente para desfazer as ações de Thanos e restaurar a ordem no universo. Cópia dublada. Sexta semana. Não recomendado para menores de 12 anos. Horários: 17h35 e 21 horas. Sala 2.

ALADDIN (Aladdin), de Guy Rithie, 2019. Com Will Smith, Mena Massoud, Naomi Scott, Billy Magnussen, e Nasim Pedrad. Aventura e fantasia. Um menino de rua, Aladdin, e um gênio competem por uma lâmpada mágica que tem o poder de realizar seus mais profundos desejos. Segunda semana. Não recomendado para menores de 10 anos. Duração: 183 minutos. Horários: 10h30 (sábado, 1º de junho), 13h10, 15h50 e 18h40, com cópia dublada, e 21h20, com cópia legendada. Sala 4 (261 lugares).
ENDEREÇO E TELEFONE
Orient Cineplace Boulevard - Multiplex do Boulevard Shopping, telefax 3225-3185 e telefone 3610-1515, para informações sobre programas e horários.(Com informações do Departamento de Marketing de Orient Cinemas)