Lançamento nacional

Lançamento nacional
13 - 14h50 - 15h40 - 17h40 - 18h40 - 20h30 (Dublado) - 21h30 (Legendado)

segunda-feira, 17 de dezembro de 2018

162 anos de nascimento de Filinto Bastos

Óleo sobre tela de V. Campos, 66x54, 1925, localizado na Faculdade de Direito da Universidade Federal da Bahia (Ufba)

Nesta segunda-feira, 17, 162 anos de nascimento do feirense Filinto Justiniano Ferreira Bastos, conceituado e respeitado jurista, magistrado e professor. Outras datas são atribuídas ao seu nascimento.
O  Fórum de Feira de Santana e importante artéria desta cidade homenageiam o nome honrado. Nos anos 50 e 60, existia a Associação Cultural Filinto Bastos, que editava a revista "Sertão", e contava em seus quadros com integrantes como Agnaldo Marques, Aurino Bastos, Benedito Farias, Carlos Pires, Edgar Erudilho, Fernando Ramos, Humberto Mascarenhas, José Luiz Navarro, Olney São Paulo e Raimundo Almeida.
Em 24 de setembro de 1984, a Câmara Municipal de Feira de Santana, sob a presidência do vereador Dival Figueiredo Machado, criou, através de resolução, a Comenda Filinto Justiniano Ferreira Bastos, para pessoas que tenham prestado relevantes serviços à comunidade, nas atividades cultural e jurídica do Município.

Segundo Consuelo Pondé de Sena, que era integrante do Instituto Geográfico e Histórico da Bahia e membro da Academia de Letras da Bahia, seu nascimento foi em 17 de fevereiro de 1856.
Segundo Arnold Silva em "Crônica Feirense", ele nasceu em 11 de dezembro de 1856. Nessa data, em 1956, o lançamento da pedra fundamental do Fórum, que foi inaugurado dez anos depois.
"Recordações e Votos"
"Não deve a hodierna geração quedar em plano inferior ao das que a precederam. Não sejam os vivos indignos dos mortos que tanto nos honraram, deixando insculpida em obras de benemerência a magnitude de seus ideaes."
Em 2006, comemoração do sesquicentenário de nascimento da ilustre figura, com reedição (1) de "Recordações e Votos", que contém conferência pronunciada em 30 de junho de 1917 pelo desembargador Filinto Justiniano Ferreira Bastos, no Theatro Sant'Anna, em benefício dos festejos à padroeira da cidade.
Segundo Fernando Pinto de Queiroz, então coordenador do Núcleo de Preservação da Memória Feirense, na apresentação da reedição, é um "repositório magnífico de informações sobre o passado feirense, testemunho importante de um dos mais ilustres filhos, de que não podem prescindir os estudiosos de história deste município e os interessados na obra de seu consagrado jurista e escritor."
Diz mais Fernando Pinto de Queiroz: "Reproduz-se o texto com absoluta fidelidade. No estilo da época, viverão os leitores a Feira de Santana das últimas décadas do século XIX e primeiras do século XX, com o seu comércio, seus hábitos, seus logradouros públicos, seus templos, suas instituições, seus dirigentes e destacados habitantes, tudo no retrato preciso legado por Filinto Justiniano Ferreira Bastos."
Trajetória
Filinto iniciou seus estudos no Seminário Menor de sua terra natal. Em seguida, transferiu-se para o Seminário de Santa Teresa, em Salvador onde, em 1875, concluiu o curso de Humanidades.
Sentindo-se sem vocação para a vida religiosa, decidiu estudar Direito, o que o conduziu à Faculdade de Direito de São Paulo, em 1878. Entre seus colegas, o poeta Raimundo Correia (13.05.1859-13.09.1911) e o jornalista Júlio de Mesquita (18.08.1862-15,03.1927).
Colaborou na imprensa acadêmica como um dos articulistas da gazeta "A Reação". Era defensor da causa abolicionista e participou da Sociedade Emancipadora Acadêmica, da qual foi presidente.
Concluído o quarto ano de Direito, transferiu-se para a Faculdade de Direito do Recife, onde integrou-se ao Clube Abolicionista, do qual era orador.
Em 1882, de volta à Bahia, recebeu o diploma de bacharel e no ano seguinte foi nomeado para a Comarca de Camisão (atual Ipirá). Em 1884 assumiu o cargo de juiz municipal da mesma Comarca.
Com o advento da República ocorreram muitas mudanças na magistratura. Foi nomeado juiz de carreira e designado para a Comarca de Caetité. Em seguida, serviu em Caravelas e Amargosa.
Em 1892 foi promovido para Salvador como juiz de Primeira Entrância e cinco anos mais tarde foi elevado a conselheiro (desembargador) do Tribunal de Apelação e Revista da Bahia.
No mesmo ano de 1897 foi convidado a lecionar na Faculdade de Direito da Bahia.  Ensinou durante muitos anos e, ao falecer em 1939, era diretor da instituição.
Criada em 7 de março de 1917, a Academia de Letras da Bahia teve Filinto Bastos como um dos mais destacados fundadores. Assumiu a cadeira número 21, cujo patrono é Francisco Bonifácio de Abreu, barão de Vila da Barra.
Filinto Bastos escreveu livros e publicou artigos em revistas jurídicas, valendo lembrar "Breves Lições de Direito Penal" (1911), "Manual de Direito Público e Direito Constitucional" (1914), ”Elementos de Educação Física de Direito" (1914).
Na Biblioteca Acadêmico Luiz Viana Filho, do Senado Federal, em Obras Raras, encontra-se no acervo o livro (2) "Discurso que tinha que ser pronunciado por Filinto Justiniano F. Bastos, estudante do 5. anno da Faculdade de Direito do Recife no Festival do Club Abolicionista em a noite de 28 de setembro de 1882, no Theatro Santa Isabel", publicado pela Typographia Mercantil, do Recife.
(1) A conferência foi impressa em 1917 nas Officinas das "Duas Américas", na praça Deodoro, 3, em Salvador, com autorização do conferencista, para ser distribuída em benefício da "Egreja Matriz"

"Brasil pagou R$ 2,1 bilhões a Cuba irregularmente, diz TCU"

O Tribunal de Contas da União (TCU) investiga a transferência irregular de mais de R$ 2,1 bilhões dos cofres públicos do Brasil para a empresa cubana Cimab S/A, controlada pela ditadura, desde o ano de 2004, no governo Lula, até 2017. Do total, R$ 1,35 bilhão se referem a suposta compra do medicamento alfaepoetina humana recombinante. O acordo, com a Bio-Manguinhos, da Fiocruz Vacinas, previa a transferência da tecnologia, mas isso nunca foi feito. Sem contar outras irregularidades.
Saque a descoberto
O relator no TCU, ministro Augusto Nardes, recomenda rescindir o contrato e mudar de fornecedor. Ele aponta nove irregularidades.
Cubanos tratantes
O montante investigado inclui verba da construção de um centro de produção de medicamentos no Brasil, que jamais saiu do papel.
Contrato pra quê?
O TCU diz que nem sequer há termos aditivos no contrato do Ministério da Saúde com a cubana Cimab S.A. E está sendo pago até hoje.
Sem contrapartida
Não há prestação de contas da Bio/Manguinhos de verba do Ministério da Saúde repassada a Cuba mesmo sem a transferência de tecnologia.
Fonte: Claudio Humberto 

"PT criou até 'comitê' para defender terrorista"


O PT e seus "puxadinhos" criaram um "Comitê de Solidariedade" há oito anos, em defesa do bandidão italiano Cesare Battisti. A iniciativa ocorreu após o ex-presidente Lula conceder "asilo político" ao terrorista, condenado duas vezes na Itália à prisão perpétua por quatro assassinatos. Chico Alencar e Ivan Valente, do Psol, Eduardo Suplicy, José Mentor, Luiz Couto, Devanir Ribeiro e Vicentinho, todos do PT, constituíam a "bancada" de Battisti no Congresso, no governo do PT.
Movimento fraco
Ex-deputados e deputados petistas até hoje gravam vídeos em apoio a Battisti. Há até página no Facebook. Mas só tem 1.564 curtidas.
26 não são maioria
Com Eduardo Suplicy, grupo de 26 gatos pingados fez "protesto" por Battisti ano passado, na Faculdade de Direito/USP. Ninguém notou.
Reincidente
Além de matador, Battisti foi preso em flagrante por evasão de divisas e lavagem de dinheiro em outubro de 2017, tentando entrar na Bolívia.
Fonte: Claudio Humberto

"Chanceler da mamata"

Por Ipojuca Pontes

O dramaturgo Nelson Rodrigues, que tinha horror aos comunistas (e é até hoje por eles antropofagicamente canibalizado), tinha lá suas frases lapidares. Uma delas: "O pior anão é o gigante que não pula". Uma outra frase que ganhou perenidade: "Toda unanimidade é burra". É o caso de Fernanda Montenegro, que virou unanimidade e é tratada pela mídia esquerdista amestrada e pela corporação artística - sempre correndo atrás do dinheiro dos cofres públicos e privilégios de toda natureza - como uma vestal da Roma Antiga. Ou melhor, era - agora não é mais.
Abaixo transcrevo, comprovando o fato, respostas de internautas contra um discurso da vestal pronunciado no programa "Domingão do Faustão", o boquirroto garoto propaganda da TV Globo. Ei-las:
-  Sra. Fernanda Montenegro, em seu discurso em defesa da "mamata" da Lei Rouanet, a senhora se referiu a Internet como "terra de ninguém", desmerecendo/desrespeitando os protestos dos contribuintes contra a FARRA dos artistas com o nosso dinheiro. Saiba a senhora que, quando esse governo corrupto desvia milhões do ICMS para patrocinar artistas riquinhos que, em troca dão apoio à corrupção institucionalizada, são os doentes que sofrem nas filas dos hospitais, por falta de recursos. Recursos esses que financiam os seus espetáculos, o seu luxo, o seu conforto.
- A Internet NÃO é "terra de ninguém". É uma plataforma que democratizou a informação e deu voz ao povo.
- Graças à Internet o povo derrubou do poder uma organização criminosa (que os artistas PAGOS pela Lei Rouanet apoiavam). Graças à Internet hoje temos mais opções de mídia e a Globolixo deixou de manipular a mente de grande parte dos brasileiros.
- Os protestos da Internet são a voz do povo brasileiro. Vivemos numa democracia e nossas manifestações são legítimas. Então, nos respeite.
- Não queremos que o dinheiro dos nossos impostos financiem espetáculos tendo como conteúdo sexo/droga/violência, enquanto temos idosos e crianças morrendo sem assistência médica.
- Quanto à sua informação de que "não é corrupta", eu DISCORDO. O movimento #EleNão sacramentou o APOIO dos artistas a esse governo sabidamente corrupto com sentença condenatória de segunda instância.   Nos respeite.
- Temos voz e votos. E unidos, vamos reformular a Lei Rouanet.
- Em tempo: Senhor Presidente Bolsonaro, nós, eleitores, queremos prestações de contas de todos "artistas" beneficiados pela Lei Rouanet.
- Juntos somos fortes! Juntos derrotamos o PT! Juntos mudaremos o Brasil!
As palavras dos indignados internautas, que exigem o devido respeito de Fernanda Montenegro, são mais que apropriadas, justas e verdadeiras. Com efeito, o "beautiful people" das corporações artísticas (há décadas dopados pela grana fácil de leis permissivas e pelos salamaleques da mídia global) perdeu por completo o senso da realidade.
Eles principiam por condenar a burguesia e a moral burguesa em seus dispendiosos empreendimentos, nas suas conversas e entrevistas, mas procuram ignorar o fato de que alimentam um dos piores traços desse grupo social: a hipocrisia. Vivem reclamando do sistema capitalista e do governo, falam em transformar o mundo, mas, na prática, não querem mudança alguma, Condenam o "sistema" de pura indústria pois se servem dele e dele vivem (alguns à tripa-forra).
Agora, neste início de terceiro milênio, quando a nação vive uma das crises mais dramáticas de sua história, com 13 milhões de desempregados e mais de 42 milhões vegetando na informalidade; em que cerca de 60 mil brasileiros são assassinados anualmente por falta de condições para se manter o aparelho de segurança do Estado; em que mais de 100 mil pessoas (dados do Ipea, 2015) compõem o universo de drogados, alcoólatras e miseráveis a tomar as calçadas das nossas cidades; em que milhares e milhares de homens, mulheres, idosos e crianças se deslocam de hospital em hospital sem conseguir atendimento mínimo; em que 12 milhões de adolescentes e crianças (até quinze anos), segundo o IBGE, permanecem literalmente analfabetas por falta de escolas e professores; e em que 62 milhões de pessoas perderam o crédito por inadimplência - como considerar o vozerio de corporações que só pensam em arrancar mais dinheiro dos contribuintes, via isenções fiscais e benesses, para consecução de projetos individuais?
Sem dúvida, trata-se de uma escandalosa falta de respeito para com o País e sua imensa população desamparada (ou não).
A Lei Rouanet é filha bastarda da Lei Sarney, governante que foi apedrejado nas ruas do Rio de Janeiro e que Collor, enquanto candidato, prometeu encarcerar e não fez quando eleito, cometendo, então, um Ato de Alta Traição contra o povo brasileiro.
Concedendo benesses como a Lei Rouanet, Lei do Audiovisual, Fundo Setorial do Áudiovisual, Fundos da Loteria etc., além dos gastos de manutenção da pesada máquina burocrática do engajado Ministério da Cultura, o governo do permissivo Michel Temer (que está ameaçado de ser preso por corrupção logo após deixar o poder) torra mais de R$ 22 bilhões anuais com o dispendioso aparato.
Dá para aceitar uma sacanagem dessas?
PS - O que pessoas como Fernanda Montenegro não entendem é que a democrática plataforma da Internet mudou irreversivelmente o entendimento do Brasil e do mundo. E que o jornalismo ideológico praticado pelas organizações Globo - rádio, jornal e TV - é, hoje, motivo de descrédito e piada.
Voltaremos ao assunto.
Fonte: https://diariodopoder.com.br

domingo, 16 de dezembro de 2018

74 anos do Feira Tênis Clube

No dia 8, aniversário de 74 anos do Feira Tênis Clube (Foto: Arquivo), fundado em 8 de dezembro de 1944. 
Lembrar que em 14 de abril de 2009 o clube foi declarado de utilidade pública pela Prefeitura de Feira de Santana, para fins de desapropriação em regime de urgência, com o objetivo de ser destinado à criação de equipamento comunitário. 
Lembrar também que a sede do FTC, localizada no centro de Feira de Santana, foi arrematada por um R$ 1,6 milhão no leilão que o Tribunal Regional do Trabalho da 5ª Região (TRT5) promoveu em Feira de Santana em 15 de abril de 2010. O imóvel - então avaliado em R$ 4,5 milhões - possui varandas, salão de festas, salão de recepção, bar, palco, casa de máquinas, ginásio de esportes, sanitários, vestiários e outros departamentos, em uma área construída de 3.350 metros quadrados.
Parte de sua área virou estacionamento.
Enquanto isso, com organização de Carlos Melo, Carlos Brito e José Angelo Pinto, a Fundação Senhor dos Passos, através do Núcleo de Preservação da Memória, lançou em 2012, mais uma edição da série "Memórias" (Foto: Divulgação). Desta vez com matérias do "Boletim do Fe Te Ce", editados por Egberto Costa, da "Revista do FTC", editada por Dimas Oliveira quando das comemorações dos 50 anos do clube, e de acervos fotográficos (Adessil Guimarães, Dàzio Brasileiro, Peron Freitas e dos falecidos Edson Fialho e Fernando Rebouças).

sábado, 15 de dezembro de 2018

"Como Battisti, PF soube da prisão pela imprensa”

Causou espanto a divulgação da ordem de prisão do terrorista italiano Cesare Battisti na noite de quinta (13), favorecendo sua fuga. A notícia da ordem do ministro Luiz Fux, do STF, contrariou a prática adotada há anos pela Justiça e a polícia, de surpreender de manhã cedo o alvo de mandado de prisão. O mandado chegou à Polícia Federal após a sua divulgação pela imprensa. Na manhã de sexta (14), quando a polícia bateu à porta do bandido a ser extraditado, ele havia desaparecido.
Destino provável
Policiais acham que Battisti teve ajuda de cúmplices ou agentes de outro país. Há um ano, ele foi preso tentando escapar para Bolívia.
Fuga planejada
Policiais experientes observam que fugitivos como o terrorista Battisti tem sempre plano de fuga preparados nos mínimos detalhes.
Vai que é tua, STF
Procuradores também estranharam a fuga de Battisti. Mas, indagada, a Procuradoria Geral da República informou que isso é "assunto do STF".
Fux não comenta
No STF, o ministro Luiz Fux informou que não vai comentar a suspeita de que a fuga de Battisti pode ter sido provocada pelo vazamento.
Decreto de extradição estava pronto há um ano
O decreto de extradição do terrorista Cesare Battisti, assinado pelo presidente Michel Temer, estava pronto desde o ano passado. A única alteração foi preparada também nesta sexta (14) pelo ministro Torquato Jardim (Justiça), um dos mais admirados juristas do País, que refez a argumentação para seguir a decisão do ministro Luiz Fux, do Supremo Tribunal Federal (STF) ao ordenar a prisão do criminoso.
Tratativas diplomáticas
Em novembro do ano passado, os chanceleres do Brasil, Aloysio Nunes, e da Itália, Angelino Alfano, iniciaram tratativas para extradição.
Frieza e crueldade
Battisti revoltou os italianos ao executar 4 pessoas e deixar paraplégico um garoto de 15 anos. Foi condenado duas vezes à prisão perpétua.
Apenas um bandido
Até por ignorância, a "esquerda" brasileira dá tratamento de "ativista" ou "perseguido político" a Battisti, que é apenas um bandido comum.
Pergunta à consciência
Se Battisti é"“ativista", como proclama a esquerdopatia nacional, apesar do assassinato de 4 pessoas, o que será terrorismo para essa gente?
Fonte: Cláudio Humberto

"Ainda falta o Instituto"


O caso envolvendo o Instituto Lula no esquema de lavagem de dinheiro na Guiné Equatorial foi remetido à Justiça Federal de São Paulo por ordem do então juiz Sergio Moro. A denúncia foi recebida pela juíza da 2ª Vara Federal de São Paulo, e o presidiário virou réu outra vez.

Fonte: Cláudio Humberto

sexta-feira, 14 de dezembro de 2018

Morre atriz Sondra Locke


A atriz americana Sondra Locke faleceu no dia 3 de novembro, aos 74 anos. A informação só chegou na quinta-feira, 13.
Em seu primeiro filme, "Por Que Tem de Ser Assim?" (The Heart Is a Lonely Hunter), em 1968, foi indicada ao Oscar de Melhor Atriz Coadjuvante por seu papel na adaptação do livro de Carson McCullers (na foto, com Alan Arkin).
Ela foi casada com Clint Eastwood e atuaram juntos em seis filmes:

Boulevard Shopping funciona em horários especiais neste fim de ano


O Boulevard Shopping conta com horários especiais de funcionamento neste mês de dezembro, para que seus clientes possam ter mais tempo e comodidade para as suas compras de Natal e Ano Novo.
Confira a programação abaixo:
Na segunda-feira, 17, terça-feira, 18, quarta-feira, 19 e quinta-feira, 20, o Shopping funcionará das 10h às 23 horas (exceto o Bompreço, que funcionará das 8 às 23 horas).
Na sexta-feira, 21, e no sábado, 22, o Shopping estará aberto das 9 horas à meia-noite (com exceção do Bompreço, que funcionará das 8 horas à meia-noite).
No domingo, 23, o empreendimento estará aberto das 10h à meia-noite. O Hiper Bompreço funcionará das 8 à meia-noite.
Na segunda-feira, 24, o Shopping estará aberto das 9 às 17 horas; Bompreço funcionará das 8 às 18 horas.
Na terça-feira, 25, o Boulevard estará totalmente fechado.
Na segunda-feira, 31, funcionará das 9 às 15 horas e o Hiper Bompreço das 8 às 17 horas.
Na terça-feira, 1º de janeiro, o Boulevard estará totalmente fechado, exceto o complexo Multiplex.
(Com informações de Julia Raquel, da ComunicAtiva Associados)

quinta-feira, 13 de dezembro de 2018

Prefeitura renova contrato com a Caixa para pagamento da folha


A Prefeitura de Feira de Santana, através da Secretaria da Fazenda, contratou instituição financeira - a Caixa Econômica Federal - para prestação e serviços bancários de pagamento da folha de salário dos servidores públicos do município.
Trata-se de uma renovação de contrato, de 60 meses, como o anterior, firmado em 2013, como informa o secretário Expedito Eloy.
Nesta sexta-feira, 14, o prefeito Colbert Martins deve assinar o contrato com representantes da instituição financeira, em ato no Gabinete.


Charge de Sponholz



TSE rejeita ação do PT que pedia inelegibilidade de Jair Bolsonaro

Acusação era de que houve coação dos funcionários das lojas Havan para votar no presidente eleito quando candidato

O Plenário do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) concluiu, na manhã desta quinta-feira, 13, o julgamento de uma ação eleitoral que pedia a inelegibilidade de Jair Bolsonaro e de seu vice Antonio Hamilton Mourão, eleitos para a Presidência da República. O pedido, apresentado pela coligação "O Povo Feliz de Novo" (PT/PCdoB/Pros), foi rejeitado por unanimidade.
A deliberação acerca da Ação de Investigação Judicial Eleitoral havia sido interrompido no último dia 4, por pedido de vista do ministro Edson Fachin. Na ocasião, cinco dos sete ministros presentes já haviam se pronunciado pela improcedência da ação.
Ao apresentar hoje seu voto-vista, o ministro Edson Fachin concordou com o relator do caso, ministro Jorge Mussi, no sentido de que o conjunto de provas elencadas não era suficiente para que o pedido prosperasse.
A ação contra os então candidatos abrangia também, no polo passivo, o empresário Luciano Hang, dono da rede de lojas Havan. Segundo a acusação, o empresário teria constrangido seus funcionários a votar em Bolsonaro "sob ameaças de fechamento de lojas" e demissão, após ter feito pesquisas para saber em quem esses trabalhadores pretendiam votar.
Quando votou, no dia 4, o relator Jorge Mussi ressaltou a fragilidade e a falta de consistência das provas para caracterizar a existência de coação eleitoral. Segundo o magistrado, a acusação teria baseado suas evidências tão somente na liminar proferida pela Justiça do Trabalho e em imagens retiradas de redes sociais, sites e matérias jornalísticas que sugeriam a relação de amizade entre Hang e Bolsonaro. 
Já na sessão desta quinta-feira, após concordar com esses argumentos, o ministro Fachin ressalvou que a improcedência da ação não impede "uma nova análise do tema em outras demandas que possam abarcar eventuais práticas de abuso por meio de aplicativos de Internet e redes sociais".
Última a votar, a presidente da Corte, ministra Rosa Weber, acompanhou os demais magistrados, declarando-se a favor do arquivamento do pedido de inelegibilidade do presidente eleito.
Fonte: http://www.tse.jus.br

360 WayUp: empresa celebra o crescimento e relembra conquistas de 2018

Além dos inúmeros sucessos que foram vistos nas telonas, projetos culturais também fizeram parte dos êxitos deste ano
Estande da 360 Way Up na Expo Cristã foi visitado por vários nomes da músicaa gospel, como Leonardo Gonçalves
Ygor Siqueira com a premiação de "Em Defesa de Cristo" na categoria Melhor Filme Estrangeiro no FICC

O último mês do ano chegou e nada mais comum do que olhar para os meses antecedentes e relembrar as inúmeras conquistas obtidas e desafios que foram vencidos. Com 3 anos de atuação no mercado cinematográfico cristão, a 360 WayUp tem alçado voos cada vez mais altos, que são visíveis através dos resultados de cada ação, campanha ou projeto idealizados.
Prova desse crescimento foi a série de filmes com princípios cristãos que foram lançados nas telonas brasileiras. Em 2018, a 360 WayUp, através da parceria com distribuidoras como Universal Pictures, Sony Pictures, Paris Filmes, Califórnia Filmes e Imagem Filmes, levou mais de dois milhões de brasileiros às salas de cinema para assistir aos filmes "Maria Madalena", "Paulo, Apóstolo de Cristo", "Eu Só Posso Imaginar", "Deus Não Está Morto: Uma Luz na Escuridão", "Sansão" e "Entrevista Com Deus". 
Para Ygor Siqueira, CEO da empresa, o sucesso das campanhas de lançamento dos filmes cristãos que chegam ao Brasil só acontece porque o público e parceiros acreditam e confiam no trabalho que a equipe da 360 realiza.
"Acredito que a cada ano e lançamento que passa, a Igreja de Cristo entende o quão poderoso é termos filmes com princípios cristãos nos cinemas, nas plataformas digitais e em todos os segmentos de distribuição. Sou grato a Deus porque Ele levantou a 360 WayUp e toda equipe para avançarmos cada vez mais com o cinema cristão e impactar vidas por meio dessas mensagens. Minha oração é que continuemos nessa missão de conquistar cada vez mais", afirma Ygor.
Além de promover os filmes, a 360 também acredita que é preciso falar sobre cultura, cinema e intensificar a visão cristã dentro desse nicho. Ao pensar dessa maneira, em maio de 2018 foi realizado o primeiro Encontro Cultural de Economia Criativa Cristã, com o objetivo de fomentar o setor e atrair incentivos e parcerias potenciais para o mercado. O encontro reuniu cerca de 200 pessoas, entre elas o ministro da Cultura Sérgio Sá Leitão e Christian de Castro, diretor-presidente da Agência Nacional de Cinema (Ancine).
Outro projeto que a empresa investiu este ano foi a Expo Cristã em São Paulo. Pela primeira vez a 360 WayUp montou um estande no evento, que atraiu diversos nomes da música gospel e líderes de ministérios relevantes no país, além de levar o público a conhecer quem é a 360, o que faz e quais projetos impulsionou ao longo destes três anos.
Para a 360 WayUp, o ano de 2018 pode ser resumido em uma palavra: multiplicação. Foi um tempo de multiplicação de ideias, projetos, parcerias, contatos e de oportunidades para fomentar a relevância dos valores cristãos dentro do cinema brasileiro. Exemplos disso foram as premiações que recebeu neste ano.
Em setembro, Ygor Siqueira foi homenageado pela Câmara dos Vereadores do Rio de Janeiro com a Medalha Tiradentes, maior condecoração do estado, pelo relevante serviço prestado à causa pública carioca, pelos seus feitos realizados através da 360 WayUp. No início de dezembro, no Festival Internacional de Cinema (FICC), a estatueta foi concedida à empresa, em parceria com a Pure Flix e California Filmes (produtora e distribuidora do filme, respectivamente), pelo longa "Em Defesa de Cristo", que venceu na categoria Melhor Filme Estrangeiro.
Dois mil e dezoito trouxe diversas vitórias para a empresa e alavancou o potencial do cenário cinematográfico cristão, mas a proposta para 2019 é que seja um ano para ir além, um momento para novos sonhos e alvos e conquistas, como comenta Ygor Siqueira. 
"A cada ano Deus direciona uma palavra rhema que norteia a 360 WayUp. Depois de 2018, com inúmeros projetos que foram iniciados, 2019 vai ser o ano de conquistar e avançar ainda mais. Tenho a convicção de que o melhor está por vir e faremos o melhor com cada oportunidade que tivermos de realizar produções, lançamentos de filmes, eventos e projetos que alavanquem o Evangelho de Cristo na terra. Conseguimos realizar muitas coisas em apenas 3 anos, porém, há muito mais a ser feito e, por isso, a união de todos é fundamental para que o Evangelho continue avançando por meio da sétima arte", conclui o CEO.
(Com informações de Paloma Furtado, da Assessoria de Imprensa de 360 WayUp)

75% aprovam primeiras medidas de Bolsonaro, segundo pesquisa CNI/Ibope

Pesquisa foi realizada entre 29 de novembro e 2 de dezembro em 127 municípios de todo o país, com 2.000 entrevistas
As primeiras medidas promovidas pelo presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL), são aprovadas por 75% da população brasileira, segundo pesquisa Ibope, encomendada pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), divulgada nesta quinta-feira, 13. Para 14% dos entrevistados, Bolsonaro e sua equipe estão no caminho errado. Não souberam responderam 11% das pessoas ouvidas.
A pesquisa foi realizada entre 29 de novembro e 2 de dezembro em 127 municípios de todo o país. Foram entrevistadas 2.000 pessoas. A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou menos para menos e tem confiança de 95%.
De acordo com o levantamento, quanto maior a renda familiar, maior o porcentual dos que acreditam nas medidas anunciadas pelo novo governo até o momento. Dentre as famílias com renda superior a cinco salários mínimos, o percentual dos que concordam chega a 82%. O número cai para 70% entre as pessoas com renda familiar de até um salário mínimo.

Le biscuit investe e inaugura nova loja na cidade natal da marca

Unidade abre as portas nesta sexta-feira, a partir das 9 horas, na avenida Senhor dos Passos

Fundada em 1968, em Feira de Santana, por Aristóteles Martins Santana, a rede Le biscuit foi pioneira no conceito de rede de variedades na Bahia. A varejista partiu de dois pontos de venda na Princesinha do Sertão, um no comércio de rua e outro em shopping, e expandiu para o Brasil. Nesta sexta-feira, 14, a cidade que foi berço desta trajetória passa a sediar a 122ª unidade da companhia. A nova loja será inaugurada na avenida Senhor dos Passos, 1350, a partir das 9 horas.
Com uma área de 1.561m² e contando com um investimento de R$ 3 milhões, o empreendimento gerou mais de 50 empregos diretos e indiretos na região. "É uma grande satisfação celebrar os 50 anos da marca, reforçando nossa presença na cidade onde tudo começou. Feira de Santana faz parte da história da Le biscuit e estar mais próximo do público que fomentou essa trajetória tem um valor especial para toda empresa", afirma David Lee, diretor de operações e expansão da Le biscuit. Atualmente, a Le biscuit está presente em 13 estados das regiões Nordeste, Norte e Sudeste do país.
Muito além de armarinho e artesanato, hoje, a diversidade de produtos da Le biscuit inclui mais de 20 mil itens de diversas categorias tais como, bebê, bomboniére, brinquedos, cama mesa e banho, eletroportáteis, decoração, festa, higiene, beleza e moda, lazer, papelaria, telefonia e utilidades do lar. "As unidades da cidade já acompanharam esta ampliação do conceito da Le biscuit. Com esta nova loja, o público contará com mais uma opção de compra na região", conclui David Lee.
Durante a inauguração da Le biscuit na avenida Senhor dos Passos, o público poderá conferir uma variedade de artigos para preparar a casa para as festas de final de ano e antecipar as compras de presentes de Natal para toda a família. Além disso, haverá ofertas exclusivas e, nas compras acima de R$ 100, 00 o cliente ganha uma ecobag da marca Le.
Sobre a Le biscuit
A Le biscuit, rede de lojas de departamento dedicada em oferecer 12 categorias em produtos a preços competitivos, completou 50 anos de existência em 2018. Fundada em 1968, na cidade de Feira de Santana, na Bahia, a Le biscuit marca o início do seu processo de expansão em 1992, com a abertura da primeira loja em Salvador e Aracaju. Em 2012, com a entrada do fundo de investimento Vinci Partners para o grupo Le biscuit, a rede iniciou um plano de crescimento nacional mais robusto e, atualmente, conta com mais de 100 lojas distribuídas em treze estados (Alagoas, Bahia, Ceará, Espírito Santo, Maranhão, Minas Gerais, Pará, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte, São Paulo e Sergipe). A Le biscuit atua com um mix variado de mais de 20 mil itens de armarinho e artesanato, bebê, bomboniére, brinquedos, cama mesa e banho, eletroportáteis, decoração, festa, higiene, beleza e moda, lazer, papelaria, telefonia e utilidades do lar.
(Com informações de Lívia Santana, da Frente & Verso Comunicação Integrada)

Bolsonaro avaliza aliança do PSL com ACM Neto na Bahia

"Em busca de uma Bahia mais forte"


O presidente eleito Jair Bolsonaro declarou, na quarta-feira, 12, que está mais confiante com a atuação de seu grupo político na Bahia, depois dos entendimentos entre o PSL, seu partido, e o Democratas no Estado. 
Em reunião com a deputada federal eleita Dayane Pimentel, o presidente nacional do Democratas ACM Neto e a bancada do partido, na sede do governo de transição, em Brasília, o presidente eleito declarou apoiar os entendimentos entre a futura parlamentar e o prefeito de Salvador "em busca de uma Bahia mais forte". 
No encontro. ACM Neto decidiu indicar o marido de Dayane, Alberto Pimentel, para a Secretaria de Esportes e Trabalho. "Começo a acreditar ainda mais na Bahia", disse o presidente eleito.
Dayane Pimentel também exaltou a importância da aliança. "Agradeço a confiança de ACM Neto em ofertar a nós espaço em seu governo para que possamos mostrar nosso trabalho com união e força. Precisamos mudar a realidade da Bahia e essa junção será fundamental para isso. O momento é de união com os que querem contribuir com o governo de Jair Bolsonaro, vamos em busca de gerar resultados positivos para nosso povo", disse.
(Com informações da Assessoria de Comunicação)

Filmes em Exibição no Orient Cineplace Boulevard

Semana até quarta-feira, 19 de dezembro

PRÉ-ESTREIA
OS DETETIVES DO PRÉDIO AZUL 2:  O MISTÉRIO ITALIANO, de Vivianne Jundi, 2018. Com Pedro Henrique Motta, Letícia Braga e Anderson Lima. Aventura infantil. Pippo, Sol e Bento são desafiados a atravessar um oceano para concluir uma investigação e salvar um grupo de crianças enganadas por dois bruxos disfarçados de produtores de um concurso musical. Seguindo pistas, encaram uma viagem de vassoura até a Itália, onde, onde acontece o evento de magia - a Expo-Bruxo.  Classificação: Livre. Duração: 93 minutos. Horários: 11h10 (sábado, 15), 13h10, 15h10, 17h10 e 19h10. Sala 3 (165 lugares).
LANÇAMENTO NACIONAL
AQUAMAN (Aquaman), de James Wan, 2018. Com Jason Mamoa, Patrick Wilson, Amber Heard, Nicole Kidman, Dolph Lundgren, Willem Dafoe, Djimon Hounsou e Temuera Morrison. Ação, aventura, fantasia e ficção científica. Arthur Curry descobre que é o herdeiro do reino subaquático de Atlântida e deve dar um passo adiante para liderar seu povo e ser um herói para o mundo. Não recomendado para menores de 12 anos. Duração: 143 minutos. Horários: 10h10 (sábado, 15), 13 horas, 15h40 e 18h40, com cópia dublada, e 21h30, com cópia legendada, na Sala 4 (261 lugares);  11h30 (sábado, 15), 14h50, 17h40 e 20h30, com cópia dublada, na Sala 1 (240 lugares).
CONTINUAÇÕES
ENCANTADO (Charming), de Ross Venolkur, 2018. Animação. Três princesas - Bela Adormecida, Branca de Neve e Cinderela - de contos de fadas se vêem noivas do mesmo homem: o Príncipe Encantado. Segunda semana. Cópia dublada. Classificação: Livre. Duração: 86 minutos. Horários: 11 horas (sábado, 15), 13h10, 15 horas, 17h40 e 19 horas. Sala 2 (158 lugares).
O CHAMADO DO MAL (Malicious), de Michael Winnick, 2018. Com Josh Stewart, Bojana Novakovic, Delroy Lindo e Melissa Bolona. Thriller de horror. Quando Adam aceita um emprego como professor, ele e sua esposa grávida, Lisa, se mudam para um novo lar. Tudo parece perfeito, até que ela sofre um aborto. Agora, ela se vê assombrada por uma entidade maligna que atormenta sua vida. Lisa terá que lutar contra a razão para encontrar respostas e descobrir o que aconteceu com seu bebê. Segunda semana. Cópia dublada. Não recomendado para menores de 14 anos. Duração: 82 minutos. Horários: 13 horas, na Sala 1; e 21 horas. Sala 2.
ANIMAIS FANTÁSTICOS: OS CRIMES DE GRINDELWALD (Fantastic Beasts: The Crimes of Grindelwald), de David Yates, 2018. Com Eddie Redmayne, Katherine Waterston, Jude Law, Johnny Depp e Dan Fogler. Aventura. Newt Scamander reencontra os amigos e une forças com seu antigo professor de Hogwarts, Albus Dumbledore, para enfrentar o terrível Gellert Grindelwald. Quinta semana. Cópia dublada. Não recomendado para menores de 12 anos. Duração: 133 minutos. Horário: 21h10. Sala 3.
ENDEREÇO E TELEFONE
Orient Cineplace Boulevard - Multiplex do Boulevard Shopping, telefax 3225-3185 e telefone 3610-1515, para informações sobre programas e horários.
(Com informações do Departamento de Marketing de Orient Cinemas)

"Em discurso de despedida, Magno Malta garante: faria tudo de novo"


Senador se despede da vida pública após 19 anos: "Combati o bom combate"

Na tarde de quarta-feira, 12, o senador Magno Malta (PR/ES) se despediu de seu mandato após quase duas décadas de Congresso. Como não foi reeleito, declarou recentemente que está saindo da vida pública.
"Aprouve a Deus, a quem dedico toda honra, chegar a este momento", iniciou, lembrando sua trajetória política.
O senador destacou sua participação na CPI do Narcotráfico, que liderou em meados dos anos 2000, e a CPI da Pedofilia, que só terminou este ano. Reiterou que a legalização das drogas foi uma duas bandeiras de seu mandato. "São 42 anos tirando gente das drogas", asseverou, considerando seu tempo como líder evangélico.
Parafraseando o apóstolo Paulo, garantiu: "Combati o bom combate". Em seguida, após listar uma série de leis que propôs, assegurou que fez tudo para garantir "o futuro do Brasil".
Ao falar sobre sua participação na campanha deste ano, foi incisivo: "Continuo confiando em Bolsonaro. Faria tudo de novo. Vejo Bolsonaro como um homem de caráter, um homem de bem".
Malta fez um apelo para que seja esclarecida logo a investigação da facada que Bolsonaro levou durante ato de campanha, em Juiz de Fora (MG) em setembro e que segue cercada de mistério. Em tom profético, o senador disse que os "esquerdopatas" jamais vão voltar ao poder, e que a eleição de Bolsonaro foi proporcionada pelos pais de família, que defenderam os valores.

quarta-feira, 12 de dezembro de 2018

Revisão de clássico filme noir

Ava Gardner e Burt Lancaster em "Os Assassinos"
Foto: IMDb

Dois assassinos profissionais (William Conrad e Charles McGraw) chegam a uma cidade pequena e matam um atendente de posto de gasolina, o "Sueco" (Burt Lancaster, em seu primeiro filme), que está esperando por eles. Investigador de seguros Jim Reardon (Edmond O'Brien) persegue o caso contra as ordens de seu chefe, que considera trivial. Juntando tópicos da vida do morto, o investigador descobre um complexo de traição e crime, todos ligados com a linda e misteriosa Kitty Collins (Ava Gardner). É a presença da mulher fatal, uma das características do gênero. 
Ainda no elenco: Albert Dekker, Sam Levene, Virginia Christine e Jack Lambert.
"Os Assassinos" (The Killers), de Robert Siodmak, 1946, é baseado em conto homônimo de Ernest Hemingway (1899-1961), com roteiro de Anthony Veiller, indicado ao Oscar. Foi revisto na noite desta quarta-feira, 12.
Outras indicações ao prêmio da Academia de Hollywood: Melhor Diretor, Melhor Edição e Melhor Música.
"Os Assassinos" foi selecionado para preservação no Registro Nacional de Filmes dos Estados Unidos pela Biblioteca do Congresso.
Está incluído entre os "1001 Filmes Que Você Deve Ver Antes de Morrer", editado por Steven Schneider.
O filme é usado como exemplo de cinematografia film noir no documentário "Visions of Light", de 1992.