*

*

terça-feira, 23 de outubro de 2018

Simples assim



TSE libera Bolsonaro para dizer que Haddad foi 'o pior prefeito'


Além de rejeitar a representação do PT contra a propaganda que o liga às Farc, os ministros do TSE recusaram hoje mais uma ação dos petistas contra a campanha de Jair Bolsonaro.
Os advogados de Fernando Haddad queriam direito de resposta à afirmação, no horário eleitoral de Bolsonaro, de que o poste de Lula foi considerado "o pior prefeito do Brasil". Sérgio Banhos considerou o pedido improcedente.
O Tribunal também determinou que a UNE retire duas páginas de seu site na internet e um vídeo de sua conta no Facebook contra Bolsonaro.
Na liminar, Banhos atendeu a pedido da defesa do deputado e considerou que o conteúdo configura propaganda eleitoral irregular, por ter sido divulgado por pessoa jurídica.
Fonte: https://www.oantagonista.com

Ex-satanista alerta que cristãos não deveriam celebrar o Halloween

John Ramirez, que hoje é pastor, afirma que prática pode trazer maldição

O Halloween vem crescendo em popularidade no Brasil nos últimos anos. Segundo reportagem da revista "Veja", mais de 10 cidades brasileiras aprovaram leis, além do Estado de São Paulo, decretando o 31 de outubro como o "Dia do Saci", como uma resposta ao feriado do Dia das Bruxas, festejado nos Estados Unidos e em outros países de língua inglesa.
Muita gente vê na data apenas uma brincadeira e oportunidade para usar fantasias, mas o ex-satanista John Ramirez, que hoje é pastor, acredita que não se pode ignorar os "aspectos espirituais" do Halloween.
A rede de TV Christian Broadcasting Network (CBN), divulgou uma pesquisa dando conta que 87% dos evangélicos acreditam que eles não devem comemorar o Dia das Bruxas, mesmo assim muitas igrejas têm celebrado a data com atividades para crianças.
Em entrevista ao programa "Prayer Link", da emissora, Ramirez falou sobre sua experiência pessoal. "Eu era um general no reino das trevas, dominava a feitiçaria", testemunha. "Eu me sentava com o Diabo e falava com ele como estou falando com você hoje. Era esse tipo de comunicação, de relacionamento, que eu tinha", enfatiza.
Para Ramirez, no aspecto espiritual, o Halloween é uma "realidade obscura". "As pessoas que se envolvem com isso, 'abrem portas' para o mundo das trevas e isso traria uma maldição".
"Você precisa estar ciente disso… Renuncie a isso em nome de Jesus Cristo ou irá amaldiçoar sua vida e de sua família", explica.
Quando estava envolvido com feitiçaria, Ramírez costumava sacrificar animais em 31 de outubro como parte dos rituais satânicos. Ele deixa claro que desde a origem desta festividade pagã (Samhain) existe a crença de que nesta data abre-se portais entre o mundo dos vivos e dos mortos.
Os doces de hoje substituíram os alimentos que antigamente eram oferecidos para apaziguar os espíritos.
Fonte: https://noticias.gospelprime.com.br

"Os postes de Lula"

Por Ipojuca Pontes

Uma das especialidades de Lula, o Abutre Vermelho, tem sido inventar "postes" para burlar a lei e continuar, por intermédio deles, a mandar e desmandar no País. Conta a lenda que, certa feita, num jantar de confraternização entre comparsas, depois de entornar muitas taças de "Romanné Conti" e puxar longas baforadas de cigarrilhas cubanas (acesas, com presteza, pelo assecla Delúbio "Honesto" Soares), Lula deixou escapar:
– "Sabe, companheiros. Hoje, sem falsa modéstia, eu elejo até um poste para governar o Brasil!"
E elegeu mesmo. A guerrilheira Dilma Rousseff, a Mãe do Pac, hoje caída em desgraça, foi o "poste" escolhido e eleito. Antes, Lula tinha designado o guerrilheiro Zé Dirceu, egresso da DGI (Dirección General de Inteligência cubana, órgão de espionagem financiado pela KGB Soviética) e chefe da Casa Civil no seu reinado. O barco ia de vento em popa quando Dirceu, tipo arrogante e sem o menor escrúpulo, foi denunciado pelo deputado Roberto Jefferson como operador-mor do esquema do mensalão adotado para comprar com grana surrupiada dos cofres públicos o voto parlamentar. Na ocasião, ficou registrado nos anais do Congresso a fala em que Jefferson, em sessão histórica, encarou firme o comunista corruptor e, diante do ar debochado do "poste" de Lula, foi letal:
– "Ministro, o senhor amedronta as pessoas que o cercam… Tenho medo de V. Excelência. Porque V. Excelência provoca em mim os instintos mais primitivos".
Outro "poste" que Lula quis conduzir à Presidência foi o companheiro Antonio Palocci, trotskista e coordenador de sua equipe de transição, nomeado, depois, ministro da Fazenda (considerado de "feição liberal"). O ministro caiu em desgraça quando foi obrigado a renunciar depois da quebra do sigilo bancário do caseiro Francenildo Costa, testemunha de acusação contra Palocci no caso do "Escândalo da República de Ribeirão Preto", cujo cenário era uma mansão de Brasília onde rolavam negociatas do governo e encontros com prostitutas agendadas pela cafetina Jeany Mary Corner.
A mencionada Dilma Rousseff, único "poste" a chegar ao poder (na prática, manobrada por Lula), levou o país à insolvência, à inflação de 2 dígitos e ao desemprego de 12 milhões de trabalhadores. Acusada de fraude eleitoral, foi reeleita, mas em seguida deposta por impeachment em assinalado crime de responsabilidade. No parecer do então procurador geral da República, Rodrigo Janot, o impedimento do "poste" de Lula também encampava, no "conjunto da obra", os crimes de corrupção ativa e passiva, obstrução da justiça e organização criminosa.
O atual "poste" presidenciável de Lula é o ex-prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, rebatizado no Nordeste pelo codinome "Andrade", tentativa astuciosa de torná-lo palatável ao ouvido regional.
Claro, não há nenhuma chance do Brasil elegê-lo. Mas, para tomar o poder, Haddad talvez seja capaz de tudo e mais alguma coisa. Daí, a virulência desesperada com que o "poste" de Lula ataca Bolsonaro, líder irreversível nas pesquisas, detratando-o como sujeito violento, mentiroso, covarde e antifeminista - embora o candidato do PSL seja mais bem votado entre as mulheres do que o "enfant gâtée" escolhido pelo dono do PT (54%X48 pró Bolsonaro).
Por sua vez, há uma campanha insidiosa, manifesta pela mídia esquerdista, de que Bolsonaro representa um "risco para a democracia". Na cruzada inútil, mas indecente, o candidato conservador é visto como nazista, fascista, misógino, homofóbico e, pior, sujeito mórbido que incentiva a intolerância e o ódio. O eleitor, claro, não acredita nesse tipo de fancaria, mas os companheiros da mídia engajada, artistas, intelectuais de "miolo mole" et caterva vivem de alimentar essa mixórdia. Já escrevi antes que essa gente nunca enfrentou leitura política séria, sistemática, tocando tudo de orelhada. Em campanha diária, quer passar por "formadora de opinião", distorcendo tudo, sem distinguir ao certo fascismo de nazismo. De fato, para além da indignação, essa gente desperta dó.
(Abro parênteses para lembrar que o comunismo - travestido de "socialismo científico" e posto em prática por Lenin e Stalin e seguido por fanáticos como Trotski, Mao, Pol Pot, Ho Chi Min Ceausescu, Tito, Fidel, Guevara, Daniel Ortega, Manuel Marulanda, Hugo Chávez, Maduro, Abimael Guzmán, Agostinho Neto, entre os mais notórios - disseminou pelo mundo massacres, torturas, deportações, fuzilamentos e genocídios em quantidade três vezes maior do que as misérias praticadas pelo nazifascismo. (Ver números exatos publicados no "Livro Negro do Comunismo – Crimes, Terror e Repressão", de Stéphane Courtois, Ed. Bertand Brasil, 1999 e em "Hitler", de Joachim Fast, Nova Fronteira, 1976).
Nos livros citados, por exemplo, se verá que a construção de campos de concentração para fins de aniquilamento de prisioneiros e execução de trabalhos forçados foi, muito antes do aparecimento do nazismo, uma genuína criação de Lenin, cérebro admirado por esquerdistas de todos os matizes.
Na sua cantilena, o atual candidato de Lula se vende como uma "esperança democrática" e fiador da "pacificação do País". Como? No Brasil, desde a intentona comunista de 1935, a esquerda apela para a violência e a luta armada. Antes de 64, por exemplo, quem estava por trás das Ligas Camponesas no banho de sangue lavrado na Fazenda Santo Antônio, em Mari, na Paraíba? Quem, antes do AI-5, fez explodir no Aeroporto dos Guararapes, em Recife, uma bomba para matar Costa e Silva e que, entre tantos, vitimou o poeta Edson Régis? Quem matou Celso Daniel, o prefeito de Santo André, e as nove testemunhas que iriam depor sobre o assassinato? Quem, recentemente, defronte ao Instituto Lula agrediu, aos chutes e pontapés, o sexagenário Carlos Alberto Bettoni levado ao hospital com traumatismo craniano e quatro costelas quebradas? Quem esfaqueou o próprio Bolsonaro?
O negócio é o seguinte: há dois tipos de comportamento nas organizações comunistas, que se mesclam: o que se vende como paladino dos ideais de emancipação e fraternidade, e um outro, clandestino, que trama na surdina e executa o roubo, a propina, a mentira sistemática e a matança sem fim. O resto é leguleio de marafona.
P S - Bolsonaro, se não atentarem novamente contra sua vida, já está eleito (73% dos cariocas votam nele). Seu maior problema, depois de eleito, será enfrentar a má fé cínica e a obtusidade córnea da mídia amestrada. Tal qual Donald Trump, nos Estados Unidos, que encarou de peito aberto o "The New York Times" e o "Washington Post", jornalões falidos, Bolsonaro precisará de muito fôlego para encarar - aí, sim - o ódio compulsivo de jornais como a "Folha de São Paulo" e "O Globo" - só para ficar nos mais persistentes.
Tal como 2+2 somam 4, a corriola não vai perdoá-lo pelo fato de ser eleito erguendo-se contra o comunismo e o seu velho irmão siamês, o "socialismo científico".
Fonte: https://diariodopoder.com.br/

segunda-feira, 22 de outubro de 2018

"Ey, Ey, Ey Haddad"


A frente democrática de Fernando Haddad finalmente ganhou um apoio de peso.
Depois do discurso de Eduardo Bolsonaro sobre o STF,  José Maria Eymael "mandou sinais a Fernando Haddad, a quem pediu um pacto nacional pela democracia", diz a "Época".
Agora só falta FHC formalizar o apoio a Haddad.
Fonte: https://www.oantagonista.com

"Haddad ataca as Forças Armadas"

Fernando Haddad disse que as instituiçōes temem as Forças Armadas, inclusive a "linha dura", e sugeriu que Sergio Etchegoyen "tutela" o TSE: "As instituições estão se sentindo ameaçadas, inclusive pela linha dura de parte das Forças Armadas."
"O que o Etchegoyen tinha que estar dando entrevista do lado da Rosa Weber? Quem é ele? Qual autoridade que ele tem no TSE? O que ele tem com isso? Ele foi lá se colocar como uma ameaça, tutelar? Isso nunca aconteceu. Os tribunais não precisam disso."
Fonte: https://www.oantagonista.com

"Marginais vermelhos são a 'oposição' a Bolsonaro, Haddad?"

Fernando Haddad acordou.
Ele publicou no Twitter:
"Bolsonaro ameaçou a sobrevivência da oposição a ele. As instituições demoram a reagir, se sentem ameaçadas, inclusive por parte das Forças Armadas. Precisamos defender o estado democrático de direito. Como as pessoas vão se sentir seguras se ele ameaça quem pensa diferente dele?"

Na verdade, como registramos, Bolsonaro havia dito:
"A faxina agora será muito mais ampla, se essa turma quiser ficar aqui vai ter que se colocar sob a lei de todos nós, ou vão pra fora ou pra cadeia. Esses marginais vermelhos serão banidos de nossa pátria."
É curioso que os petistas se sintam ameaçados quando Bolsonaro fala em "marginais vermelhos".
Fonte: https://www.oantagonista.com

Havan pede indenização de R$ 2 milhões da "Folha" no "escândalo" do WhatsApp


A Havan e seu dono, Luciano Hang, ajuizaram nesta segunda-feira, 22, na Vara Cível da Comarca de Brusque, em Santa Catarina, ação de indenização por danos morais no valor de R$ 2 milhões contra a "Folha de S. Paulo" em razão da matéria "Empresas bancam disparo de mensagens anti-PT nas redes".
A defesa afirma que "não há nenhum contrato de Luciano Hang ou da Havan com empresas de tecnologia para envio de mensagens anti-PT".
Os advogados destacam o subtítulo ("Com contratos de R$ 12 milhões, prática viola a lei por ser doação não declarada") e o trecho correspondente na matéria ("A 'Folha' apurou que cada contrato chega a R$ 12 milhões e, entre as empresas compradoras, está a Havan"), e afirmam:
"Nota-se que não há tom de denúncia de possível fato, mas efetiva acusação, tratando os crimes como certos."
E mais:
"É por isso que se reproduz dentro do Poder Judiciário a resposta pública do autor Luciano Hang à falsa acusação: desafia-se a 'Folha de S. Paulo' a provar que a matéria é verdadeira. Como jamais haverá uma prova de algo que foi inventado pelo periódico e sua jornalista, as requeridas devem ser condenadas a pagar indenização que, além de puni-las por um dos mais tristes episódios da imprensa brasileira, as impeçam de novamente tentar influenciar uma eleição democrática."
A defesa argumenta ainda que "nenhuma mensagem foi apresentada para embasar a alegação" de que "um único contrato permitiria o envio de 150 milhões de mensagens pelos autores".
"O periódico simplesmente lança a afirmação de que 'apurou' os fatos, sem dizer como ou onde. Claramente, em sua visão, isso bastaria para uma condenação sumária dos autores perante a opinião pública."
Fonte: https://www.oantagonista.com/

Logo logro



"Lula disse a Dilma que STF está 'acovardado'"


Deu no jornal "O Globo", edição de 16 de março de 2016, como em toda a grande mídia:

O ex-presidente Lula falou com a presidente Dilma Rousseff por telefone no último dia 4, depois de ter encerrado o depoimento à Polícia Federal no Aeroporto de Congonhas, onde foi levado coercitivamente. O ex-presidente comentou como foi a operação da Polícia Federal na casa dele e de seus filhos e diz que está "assustado com a República de Curitiba".
Lula diz a Dilma que a tese da investigação é a do domínio do fato e que não iria "ficar em casa parado". Iria antecipar a campanha para a Presidência em 2018 e aproveitar a militância para ir para a rua.
O ex-presidente comenta ainda que a operação da Polícia Federal foi um "espetáculo de pirotecnia sem precedentes". A presidente Dilma concordou: "É isso aí!"
- Nós temos uma Suprema Corte totalmente acovardada, nós temos uma Superior Tribunal de Justiça totalmente acovardado, um Parlamento totalmente acovardado, somente nos últimos tempos é que o PT e o PC do B é que acordaram e começaram a brigar. Nós temos um presidente da Câmara f..., um presidente do Senado f..., não sei quanto parlamentares ameaçados, e fica todo mundo no compasso de que vai acontecer um milagre e que vai todo mundo se salvar. Eu, sinceramente, tô assustado com a “República de Curitiba". Porque a partir de um juiz de 1ª Instância, tudo pode acontecer nesse país - diz Lula.

"Bíblia que Haddad recebeu de presente é achada no lixo"


Assista ao vídeo
Fonte: Facebook: https://www.facebook.com/andrefernm/

Bolsonaro tem 60% dos votos em pesquisa BTG Pactual

O candidato à Presidência da República Jair Bolsonaro (PSL), continua apresentando larga vantagem em relação ao adversário Fernando Haddad (PT), segundo pesquisa feita pelo instituto FSB, contratada pelo banco BTG Pactual.
Segundo o levantamento, divulgado nesta segunda-feira, 22, o deputado federal tem 60% dos votos válidos, enquanto o petista possui 40%. Os votos válidos excluem do cálculo os brancos e nulos.
A pesquisa entrevistou 2.000 eleitores em 26 estados e no Distrito Federal, entre sábado, 20, e domingo, 21. A margem de erro é de 2 pontos percentuais, com intervalo de confiança de 95%. O registro no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) é sob nº BR-03689/2018.

Bolsonaro diz que "'Folha' é a maior fake news do Brasil"


O candidato à Presidência Jair Bolsonaro (PSL) pediu aos seus apoiadores, em vídeo ao vivo exibido em telões na avenida Paulista, em São Paulo, no domingo, 21, que "participem das eleições ativamente" daqui a sete dias, "sem mentiras sem fake news, sem 'Folha de S.Paulo'".
"A Folha de S. Paulo é a maior fake news do Brasil. Vocês não terão mais verba publicitária do governo", afirmou ao público, sob gritos da plateia. "Imprensa vendida, meus pêsames."
Apesar dessa fala, ele afirma que apoia a imprensa livre.
O candidato não estava no ato, mas falou por meio de videoconferência aos apoiadores que participavam da manifestação em São Paulo.
Em fala de dez minutos, prometeu uma "uma limpeza nunca vista na história desse Brasil" se eleito.
"Vamos varrer do mapa esses bandidos vermelhos do Brasil", afirmou, sob gritos de "Fora PT".
"Essa turma, se quiser ficar aqui, vai ter que se colocar sob a lei de todos nós. Ou vão para fora ou vão para a cadeia."
Fonte: “Folhapress”

Concerto em lançamento de livro


No lançamento do livro “Memórias  - Arnold Ferreira da Silva", que tem como organizadores Carlos Alberto Almeida Mello e Carlos Alberto Oliveira Brito, concerto da sesquicentenária Sociedade Filarmônica 25 de Março em homenagem póstuma ao sócio benemérito Arnold Ferreira da Silva, na sexta-feira, 9 de novembro, a partir das 19 horas, no Casarão Fróes da Motta.
No programa do concerto vão ser executados os dobrados "Presidente Carlos Brito", de Antonio França, e "Sonhador", de Osvaldo Cabral; a marcha "Therezinha Silva", de Heráclio Guerreiro; a valsa "Professora Edelvira Oliveira", de Antonio França; a peça "Fantasia Nº 9", de João Camelier com bombardino solo; mais as canções populares "My Way", de Paulo Anka, com arranjo de Paulo Neto; "Azul da Cor do Mar", de Tim Maia, com arranjo de Wellington das Mercês; e "Asa Branca", de Luiz Gonzaga Renato Teixeira, com arranjo de Antônio Neves.
O regente da 25 de Março é o maestro Antônio Neves (Foto) e o corpo musical - 27 integrantes, incluindo alunos da Escola de Música Maestro Estevam Moura -, conta com Julia Santana e Verena Silva, flautas; Weverton Rodrigues, Stanley Kael, Jorge Sousa, Reinaldo, Tâmilly Souza e Marina Santos, clarinetas; Ruth Carvalho, sax soprano; Paulo Alexandrino, sax tenor;  Sidney Ramos, sax barítono; Aurelino Dias (Nagibe), José Carneiro, João Augusto Reis e Welton Bacelar, trompetes; Sara Fadigas e Maria Layane Oliveira, João da Hora Farias, João Oliveira e Jaime Machado, trombones; Antonio Batista, bombardino; Paulo Neto e Gabriel Silva, tubas; Antonio da Silva, Fabrício e Raphael Reis, percussão.
A ação cultural é da Fundação Senhor dos Passos, através no Núcleo de Preservação da Memória Feirense Rollie E. Poppino.

"Hipocrisia tem limite"


É até engraçado observar as expressões de petistas indignados com a suposta "campanha difamatória" contra Haddad. Como se não fossem alguns dos ladrões mais conhecidos da política brasileira.
Fonte: Claudio Humberto

domingo, 21 de outubro de 2018

"Pesquisas antecipam o fim da hegemonia de Lula"

Por Josias de Souza

Nas últimas quatro sucessões presidenciais, Lula mandou e, sobretudo, desmandou no poder federal. Elegeu-se duas vezes. E transformou Dilma Rousseff num conto do vigário no qual o eleitorado caiu um par de vezes. Esse poder hegemônico de Lula, informam todas as pesquisas, está com os dias contados. Acabará no próximo dia 28 de outubro.
Deve-se o infortúnio de Lula ao próprio Lula, que conseguiu converter Fernando Haddad, seu segundo poste, em candidato favorito a transformar Jair Bolsonaro no próximo presidente da República. Lula escolheu seu próprio caminho para o inferno ao imaginar que poderia prevalecer impondo uma nova solução doméstica petista.
Preso, Lula sabia que sua foto dificilmente estaria na urna de 2018. Poderia ter transferido eleitores para um candidato fora dos quadros do PT. Tinha em Ciro Gomes uma versão livre do contágio da Lava Jato. Mas preferiu a aposta mais arriscada. Ao lançar um poste do PT, descobriu que o antipetismo é, hoje, mais forte que o lulismo. Lula chega ao fim da sua era como cabo eleitoral da ultradireita.
Fonte: https://josiasdesouza.blogosfera.uol.com.br/

"PT foi acusado de pagar a 'mortadelas virtuais'"


A ação que pretende impedir no tapetão a vitória de Jair Bolsonaro alegando "compra de envio" de mensagens via Whatsapp, pode representar "tiro de bazuca" no pé do PT. É que a ação abre caminho para que o PT seja punido por ação idêntica devido à utilização do aplicativo "O Brasil Feliz de Novo", que remunera os "mortadelas virtuais" que compartilham o conteúdo petista nas redes sociais.
Pode isso, Arnaldo?
O app Brasil Feliz de Novo paga até R$ 2 mil/mês para os "militantes" mais ativos. A fórmula é simples: engajamento online vira dinheiro.
Mortadela virtual
Ganha "pontos" no aplicativo quem compartilhar, curtir ou se engajar de alguma forma conteúdo do PT. Pontos são trocados por dinheiro.
Vídeo explicativo
O caso do PT tem até vídeo explicativo de criadores do aplicativo sobre como maximizar o objetivo do usuário: "ganhar dinheiro, né gente?".
No mesmo balaio
A legislação eleitoral permite propaganda eleitoral na Internet, mas não o "impulsionamento" pago de conteúdo por terceiros. O MP já investiga.
Fonte: Cláudio Humberto

"Manipulação"


A "pesquisa CUT/Vox Populi" cravou Bolsonaro à frente (“"53%") contra "47%" de Haddad quando Paraná Pesquisas, Datafolha, Ibope etc apontavam 18 ou 19 pontos de diferença entre os dois. Que vergonha.
Fonte: Cláudio Humberto

"Quem visitou Pinto na prisão"


No Capítulo XXI do livro "O Processo de Cassação da Rádio Cultura", organizado por Dimas Oliveira, e lançado há três meses, dados sobre visitantes ao preso Francisco Pinto - as visitas foram iniciadas no dia 21 de outubro de 1974, há 44 anos. 
Segundo consta no Ofício nº 99/74/P-4, de 22 de outubro de 1974, do major PM do 1º Batalhão de Polícia Militar do Distrito Federal Evanildo Bathomarco Pastori ao coronel comandante geral, os primeiros visitantes ao preso Francisco Pinto, no dia 21 de outubro, foram os advogados Josaphat Marinho e Regina Bittencourt, o médico João Borges, as estudantes Thais Cavalcante Alencar Pereira, depois como secretária parlamentar, e Alice Aguiar, os secretários Oscar G. Caiado e Silvia Tereza Caiado e a assessora Cecília de Queiroz Campos. Thais Alencar que viria a ser esposa de Pinto, visitava ele constantemente.
Deputado federal, João Borges Figueiredo (MDB) foi o primeiro político a visitar Chico Pinto, no primeiro dia de prisão. A visita foi como médico.
O publicitário Domingos Leonelli teve visita registrada no segundo dia, 22 de outubro.
No dia 25 do mesmo mês, as visitas de José Falcão da Silva e Antônio Carlos Daltro Coelho.
O deputado federal Ulysses Guimarães esteve com Pinto no dia 20 de novembro. Os senadores Amaral Peixoto, Danton Jobim, Marcos Freire e Nelson Carneiro também visitaram Francisco Pinto.
Outros políticos conhecidos na época que marcaram presença: deputados Ademar Santillo, Alceu Collares, Aldo Fagundes, Alencar Furtado, Amaury Muller, Antonio Paes de Andrade, Fernando Lira, Francisco Libardoni, Freitas Nobre, Getúlio Dias, Henrique Eduardo Alves, Hildéerico Oliveira, Iranildo Pereira, Lysâneas Maciel, Jarbas Vasconcelos, J. G. de Araújo Jorge, José Santilli Sobrinho, Laerte Ramos Vieira, Marcondes Gadelha, Mário Wolz Teodoro, Nadyr Rossetti, Odacir Klein, Ozires Pontes, Pedro Ivo Campos, Tarcilo Vieira de Mello Filho, Thales Ramalho.
De Feira de Santana, outros visitantes foram Nóide Cerqueira, Aurélio Miguel Pinto Dórea, José da Silva Moura Filho, José Benevides de Queiroz, Sinézio Felix, Renato Ribeiro de Sá Bittencourt Câmara.
Nos dias 28 e 29 de dezembro de 1974, Pinto recebeu a visita de sua mãe, Inácia Pinto dos Santos, e de seus irmãos, Antônio Pinto e José Pinto dos Santos Júnior.
Deputado estadual, Oscar Marques, dono da Rádio Cultura, visitou Chico Pinto no dia 30 de dezembro.
No dia 2 de janeiro de 1975, não houve visitas. O mesmo ocorreu nos dias 15 a 18 de março.
No dia 25 de janeiro de 1975, a visita do adido da Embaixada da França, Mostroux Marcel.

sexta-feira, 19 de outubro de 2018

"Entrevista Com Deus" aborda salvação e livre arbítrio


Assista ao trailer

Jornalista Paul Asher se vê em uma das missões mais desafiadoras de sua carreira: entrevistar um homem que diz ser Deus


Com estreia marcada para o dia 15 de novembro nos cinemas do Brasil, "Entrevista Com Deus" é um filme que aborda temas de grande relevância através da história de um jornalista, que após cobrir a guerra do Afeganistão, retorna para casa, com a sua fé abalada. Completamente sem esperanças, ele se vê diante do maior desafio da sua vida profissional: entrevistar um homem misterioso que diz ser Deus. Em conflito com suas crenças, e com inúmeros questionamentos, ele se encontra diante da seguinte questão: O que perguntar a Deus?
O filme traz no elenco diversos atores reconhecidos, como David Strathairn (indicado ao Oscar de Melhor Ator por "Boa Noite e Boa Sorte"), Brenton Thwaites, Yael Grobglas, Hill Harper e Charlbi Dean Kriek.
O longa se passa na cidade de Nova York e envolve, em boa parte do filme, diálogos entre Deus (David Strathairn) e Paul (Brenton Thwaites), conflitos em seu casamento com Sarah Asher (Yael Grobglas) e momentos de resistência e reflexão após as surpreendentes e misteriosas respostas de Deus. Diante das dúvidas que o jornalista traz, temas como salvação, livre arbítrio norteiam a entrevista colocam Paul em uma situação de confronto com suas próprias ideias, crenças e emoções.
"Entrevista Com Deus" apresenta ao espectador dúvidas muito comuns no cotidiano, tanto entre ateus como cristãos, como, por exemplo: "Por que coisas ruins acontecem a pessoas boas?", "Por que existe tanta maldade?", "Como ter fé diante de tantas coisas ruins que acontecem?", "O que preciso fazer para ter a salvação?". O jornalista Paul Asher se vê em um grande dilema em sua carreira ao ter que entrevistar este homem que diz ser Deus. Mas o filme deixa também uma questão para o público: se você estivesse frente a frente com Deus, com essa mesma chance de entrevistá-lO, o que perguntaria?
Imagem Filmes:
A Imagem é uma distribuidora nacional de filmes independentes comprometida com a qualidade e variedade de produções. Atuando nos segmentos de cinema, vídeo e televisão a distribuidora é responsável pelos lançamentos de grandes produções nacionais, além de produções internacionais.  www.imagemfilmes.com.br
360 WayUp:
Uma empresa de assessoria e consultoria a projetos audiovisuais com ênfase no mercado cristão. Responsável pela comunicação de sucessos como: "Você Acredita?", "Quarto de Guerra", "Ressurreição", "Milagres do Paraíso", "Deus Não Está Morto 2" "Deus Não Está Morto: Uma Luz na Escuridão", "Ben-Hur", "Papa Francisco", "Extraordinário" e "A Cabana", totalizando mais de 17 milhões de espectadores à frente das telonas. Além disso, nosso foco é viabilizar, produzir, distribuir e divulgar produtos que alcançam pessoas com uma mensagem de fé e restauração. O nosso principal diferencial é saber e ter experiência em nos comunicar com o público alvo, os cristãos. www.360wayup.com

(Com informações de Paloma Furtado, da Assessoria de Imprensa de 360 WayUp)







Janaína destrói argumentação petista e demonstra que foi o PT que utilizou "robôs" no WhatsApp


Não é de hoje que o PT segue os ensinamentos de Lênin:


"Acuse os adversários do que você faz, chame-os do que você é".
Na Lava Jato, por exemplo, tentaram de todas as formas enfraquecer e desmoralizar o juiz Sérgio Moro. Foram infindáveis os "Fake News" contra o magistrado.Sem escrúpulos, envolveram até mesmo o pai do juiz e a esposa nas perversidades assacadas. Fizeram todo o tipo de acusação e inventaram inúmeras mentiras, visando desacreditá-lo e assim afastá-lo dos processos contra o meliante Luiz Inácio Lula da Silva.
Presentemente, visando algum dividendo eleitoral, o medíocre Fernando Haddad admite que Sérgio Moro "ajudou o Brasil".
Mais recentemente, repetiram a estratégia contra a jovem juíza Carolina Lebbos. Não respeitaram a magistrada, não respeitaram a mulher.
Aliás, não respeitam nada e nem ninguém, são extremamente covardes e inescrupulosos.
A própria Janaína Paschoal foi vítima da ira insana desses pilantras. Ela sim uma mulher honesta e honrada, mas que foi atacada sem dó, na tentativa de desconstruir a sua brilhante atuação no impeachment de Dilma Rousseff.

As urnas deram a resposta, tanto para Janaína, quanto para Dilma.

E coube justamente a Janaína Paschoal decifrar mais uma safadeza que o PT, em conluio com o panfleto denominado "Folha de S. Paulo", tenta armar, acusando o candidato Jair Bolsonaro, indiscutivelmente protagonista da maior campanha eleitoral popular voluntária da história do Brasil.
A advogada e deputada eleita enumerou cinco pontos e apresentou a prova de que o PT, como dito, segue os ensinamentos de Lênin.

1) Li a AIJE (Ação de Investigação Judicial Eleitoral) proposta pelo PT em face da Chapa Bolsonaro/Mourão. Não há nenhum documento a instruir a denúncia. O PT se baseia unicamente na matéria da Folha, que não apresenta documento nenhum!
2) Tanto é verdade que a ação se baseia em nada, que solicita busca e apreensão em empresa, cujo sócio declarou apoio a Bolsonaro. Ora, declarar apoio, agora, é crime?
3) Em entrevista, o candidato Haddad chegou a falar em prisão de Bolsonaro. Ao fazê-lo, mencionou uma matéria na Revista Piauí. Fui conferir a matéria. Simplesmente não traz nenhuma ilicitude!

4) Na ação proposta hoje (mesmo dia da publicação da materia), sem nenhum alicerce, o PT fala no uso de robôs por parte da campanha de Bolsonaro. No entanto, mensagem padrão saiu de grupo que apoia Haddad e não o contrário… vejam o exemplo abaixo.
Parece óbvio que tudo não passa de esperneio de derrotado e de quem não respeita a democracia.

Assembleia de Deus oficializa apoio a Jair Bolsonaro

Maior denominação no Brasil 
reúne mais de 20 milhões de fiéis
José Wellington Costa Júnior e Jair Bolsonaro
Foto: Tiago Bertulino / CGADB
O presidente da Convenção Geral das Assembleias de Deus no Brasil (CGADB), pastor José Wellington Costa Júnior encontrou-se com o candidato à Presidência Jair Bolsonaro (PSL) na tarde de quinta-feira, 18.
Durante a reunião ele declarou oficialmente o apoio do seu grupo denominacional, que conta com 95.732 pastores. A Assembleia de Deus é a maior denominação do país, reunindo mais de 20 milhões de fiéis.
Bolsonaro, que tem uma ampla identificação com o segmento evangélico, agradeceu a formalização do apoio e também "as orações dos irmãos da Assembleia de Deus, só estou vivo porque Deus me guardou".
Enviou ainda um aviso aos evangélicos: "tenham certeza que, se for a vontade de Deus que eu seja eleito, vocês terão na presidência alguém afinado com aquilo que a Igreja defende; o Brasil é laico, mas nós somos cristãos".
José Wellington Júnior justificou a decisão pela candidatura de Jair Bolsonaro: "não é só por seu perfil conservador, mas acima de tudo pelo respeito que o mesmo demonstra para com a família e a Igreja, sendo contra a ideologia de gênero, legalização das drogas, aborto e tantos outros itens que vem contra o que nos ensina a palavra de Deus".
No primeiro turno a Convenção não havia se posicionado oficialmente a favor de nenhum candidato, embora seu presidente emérito, José Wellington, tenha declarado voto em Bolsonaro.
Fonte: https://noticias.gospelprime.com.br

Flávio Bolsonaro tem conta do WhatsApp banida


O senador eleito pelo Rio de Janeiro Flávio Bolsonaro (PSL), filho do presidenciável Jair Bolsonaro (PSL), afirmou em sua conta no Twitter nesta sexta-feira, 19, que teve sua conta do WhatsApp banida. 
"A perseguição não tem limites! Meu WhatsApp, com milhares de grupos, foi banido DO NADA, sem nenhuma explicação! Exijo uma resposta oficial da plataforma", escreveu na rede social.

PT já encontrou culpado pela derrota: WhatsApp


Haddad quer censurar WhatsApp e pede cassação de Bolsonaro

Candidato do PT usa matéria de jornal para embasar pedido 

O jornal "Folha de São Paulo" publicou matéria de capa na quinta-feira, 18, com denúncias de uma suposta "rede" especializada em espalhar "fake news" contra o Partido dos Trabalhadores, com o objetivo de prejudicar a campanha de Fernando Haddad. Entretanto, não foram divulgados, até agora, nenhum documento ou provas.
A matéria vem na esteira de uma reportagem publicada no "The New York Times" assinada por três autores, entre eles Pablo Ortellado, colunista da "Folha", onde é feito um apelo para a empresa responsável pelo programa de mensagens WhatsApp - a mesma do Facebook - tome medidas como restrição de encaminhamentos para cinco pessoas ao invés de 20, restrição de transmissões para um número menor que os 256 contatos atuais para listas de transmissão e limitar o tamanho de novos grupos.
Essas mesmas sugestões estão sendo feitas agora pela Agência Lupa, (ligada ao Grupo Folha) uma das "checadoras" de conteúdo que trabalha junto ao Facebook para desmentir notícias falsas.
O assunto virou tema de reportagens dos principais órgãos de imprensa do país. Todos citam a reportagem da "Folha de São Paulo", segundo a qual empresários estariam gastando dezenas de milhões de reais para "serviços de disparos de mensagens no WhatsApp".
Contudo, Luciano Hang, dono da Rede Havan, citado pelo jornal como um desses empresários, veio a público negar qualquer envolvimento e afirma que irá processar a "Folha" por calúnia e difamação.
Ao longo da tarde, o Psol, que apoia Haddad no segundo turno, entrou com um pedido de suspensão do Whatsapp no Brasil até o fim do período eleitoral. O site político "O Antagonista" noticiou que a campanha do PT fez pedido semelhante.  No pedido da coligação encaminhado ao Tribunal Superior Eleitoral, isso fica bem claro, quando pede um "plano de contingência" do mensageiro em 24 horas. Caso isso não ocorra, o serviço deveria ficar suspenso.
Anulação da eleição
Pelas redes sociais, tanto Fernando Haddad quanto Manuela D'Ávila (PCdoB) estão anunciando que por "caixa 2" e "propaganda ilegal", pedindo que sua candidatura seja cassada e o segundo turno realizado entre a chapa do PT e a de Ciro Gomes (PDT). Eles citam como principal argumento o material veiculado pela "Folha de São Paulo".
O candidato petista afirmou que "há indícios de outros 'milhões de reais' em contratos ainda não identificados" e que Bolsonaro teria pedido isso aos empresários pessoalmente. Para Haddad, houve crimes de organização criminosa, caixa dois, calúnia, difamação e lavagem de dinheiro.Por sua vez, o PDT disse que "o problema das fake news é muito grave" e que essa compra do envio em massa de mensagens contra o PT configuraria "crime de abuso do poder econômico". Por isso, pedirá a nulidade das eleições de 2018.
Em junho, o ministro Luiz Fux, então presidente do Tribunal Superior Eleitoral,  havia dito que, conforme o artigo 222 do Código Eleitoral, a justiça pode anular uma eleição se resultado for influenciado por 'fake news' em massa.
O outro lado
Jair Bolsonaro (PSL), usou o Twitter para responder às acusações contra ele que até aqui não se mostraram consistentes. Os jornalistas da "Folha" não apresentaram qualquer tipo de comprovação, como os contratos citados, algo que podia ser esperado em uma reportagem investigativa..
"Apoio voluntário é algo que o PT desconhece e não aceita. Sempre fizeram política comprando consciências. Um dos ex-filiados de seu partido de apoio, o Psol, tentou nos assassinar. Somos a ameaça aos maiores corruptos da história do Brasil. Juntos resgataremos nosso país!", escreveu o pesselista.
Em outra mensagem acrescentou: o "PT não está sendo prejudicado por 'fake news', mas pela VERDADE. Roubaram o dinheiro da população, foram presos, afrontaram a justiça, desrespeitaram as famílias e mergulharam o país na violência e no caos. Os brasileiros sentiram tudo isso na pele, não tem mais como enganá-los!

Bolsonaro tem 64% dos votos válidos


Pesquisa DataPoder360 divulgada nesta sexta-feira, 19, pelo site "Pode360", indica que Jair Bolsonato (PSL) tem 64% dos votos válidos. Enquanto isso, Fernando Haddad (PT) tem 36%.
O levantamento, realizado na quarta-feira, 17, e na quinta-feira, 18, com 4.000 entrevistas em 413 cidades brasileiras, está registrado na Justiça Eleitoral sob nº 08852/2018.

Quem é a primeira deputada federal de Feira de Santana

Deputada federal eleita Profa. Dayane Pimentel com o livro "O Processo de Cassação da Rádio Cultura"

Dayane Jamille Carneiro dos Santos Pimentel, ou Profa. Dayane Pimentel, "A Federal de Bolsonaro", foi eleita pelo PSL, partido do qual é presidente estadual, com recorde de 136.742 votos para a Câmara dos Deputados - 15.928 votos em Feira de Santana.
Candidata em primeira eleição, entre os 473 candidatos à Câmara Federal, foi a quarta mais votada na Bahia. Ela é a primeira mulher a se eleger deputada federal por Feira de Santana
Mulher com mais votos para a Câmara Federal pela Bahia, com mais de 10 mil votos à frente de Alice Portugal (PCdoB) e 32 mil votos à frente da senadora Lídice da Mata (PSB).
As redes sociais foram o seu principal meio de campanha. O perfil de Profa. Dayane Pimentel no Facebook tem mais 190 mil seguidores. No Instagram, são mais de 32 mil seguidores.
Dayane Pimentel tem especialização em Educação de nível superior, mas ela nunca chegou a ensinar porque estava grávida no período em que conseguiu a titulação. Após o parto de seu filho Nicolas, hoje com três anos, ela mergulhou de cabeça no projeto político.
Matéria publicada no jornal "NoiteDia", edição desta sexta-feira, 19

Balaio Político


Carreata Bolsonaro
Carreata pró-Jair Bolsonaro vai ocorrer na tarde desta sexta-feira, 19, a partir das 15 horas, com saída da avenida Nóide Cerqueira. O convite é do ex-candidato ao Governo do Estado José Ronaldo e da deputada eleita Dayane Pimentel.
Segundo turno
No primeiro turno, Jair Bolsonaro (PSL) obteve 102.398 votos (33,91%) em Feira de Santana. É aguardada ampliação de sua votação no segundo turno, no dia 28, superando a votação de Fernando Haddad (PT), de 138.944 votos (46,01%).
Onde andam?
Neste período pós-eleitoral e com a marcha dos acontecimentos, uma questão: Onde andam o ex-deputado federal Jairo Carneiro e a ex-deputada estadual Eliana Boaventura?
Menor abstenção
Feira de Santana, segunda maior cidade da Bahia, teve o menor índice de abstenção nas eleições 2018, com 10,89%. Salvador, a capital, teve índice de 13,56%.
Marqueteiros em baixa
Com o resultado das eleições deste ano, os marqueteiros entram em baixa. Eleição se ganha nas redes sociais, fica claro.
Calendário
Desde sábado, 13, 15 dias antes do segundo turno, data a partir da qual nenhum candidato que participará do segundo turno de votação poderá ser detido ou preso, salvo no caso de flagrante delito.
Insistência
Marina Silva já disputou outras eleições - e perdeu - como candidata à Presidência. Nas eleições deste ano, o vexame da candidata foi muito grande. Nem no seu estado, o Acre, ela conseguiu desempenho satisfatório: ficou em quinto lugar, com pouco mais de 10 mil votos (2,5% dos votos válidos). A pergunta que não quer calar é: nas eleições de 2022 ela vai se candidatar novamente?
Coluna publicada na edição desta sexta-feira, 19, do jornal "NoiteDia"