#EsteBlogÉDemais!

#EsteBlogÉDemais!
Feira precisa continuar no caminho de progresso

*

*
Clique na logo para ouvir

Segunda semana no Orient Cineplace Boulevard

Segunda semana no Orient Cineplace Boulevard
15 horas

Lançamento mundial - 19.12

Lançamento mundial - 19.12
11 horas (sábado, 21) - 14h10 - 17h20 (Dublado) - 20h30 (Legendado)

Dê este livro - R$ 30,00 - de presente

Dê este livro - R$ 30,00 - de presente
Adquira no Boulevard Shopping (na Cappa Clara Tabacaria), Restaurante Flor do Maracujá (na Kalilândia), bancas Avenida, Cidreira e Status (na avenida Getúlio Vargas), em O Folheteiro (no Mercado de Arte Popular)

sexta-feira, 6 de dezembro de 2019

Vai ter BRT: A saga do projeto


Projeto continua enfrentando questionamentos da oposição


A narrativa daqueles que sempre puxam Feira de Santana para baixo, que se incomodam com o avanço constante rumo à modernidade, dos que somente avançam para a retaguarda, é que as obras do Bus Rapid Transit (BRT) estão atrasadas, que ele não vai funcionar. Um discurso recorrente que não rende voto.
O projeto, iniciado no governo do prefeito José Ronaldo, em 2013, enfrentou vários questionamentos da oposição, com ações no Ministério Público, principalmente. Junto com invasões e manifestações resultaram no atraso da obra.
Depois de todas questões referentes ao projeto serem sanadas, com o prefeito Colbert Martins tendo recebido da Secretaria Nacional de Mobilidade Urbana do Ministério das Cidades o encaminhamento para a conclusão do contrato entre a Prefeitura e a Caixa Econômica Federal e sua conformidade com as diretrizes do Programa PAC 2 Mobilidade Médias Cidades, agora aparece questão na Justiça, com alegação, infundada, de que Prefeitura invadiu área na avenida Nóide Cerqueira para construção de terminal. 
Linha do tempo
2013
Março - O então prefeito José Ronaldo anuncia a implantação do Bus Rapid Transit (BRT).
A Prefeitura é autorizada, através da Lei Municipal 3.387/2013 a contratar empresa para desenvolver o projeto do BRT. 
Proposta do município foi inserida no Programa de Aceleração do Crescimento (PAC II), eixo Mobilidade Médias Cidades, do Programa de Implantação de Transportes e de Viabilidade Urbana (Pró-Transporte), com recursos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), através da Caixa Econômica Federal.  
Junho - Empréstimo de cerca de R$ 90 milhões para a construção do BRT é aprovado junto à Caixa Econômica Federal. 
Setembro - Assinatura de contrato com a empresa Prisma Consultoria, vencedora de licitação, para realizar o projeto.
Dezembro - Assinatura do contrato do empréstimo entre a Prefeitura e a Caixa Econômica Federal.
2014
Janeiro - Contrato do financiamento para o BRT é publicado no "Diário Oficial da União", no montante de R$ 94.850.000,00, com financiamento de R$ 90.107.500,00 e contrapartida da Prefeitura no valor de R$ 4.742.500,00. 
Março - Projeto executivo realizado pela Prisma é  entregue à Superintendência da Caixa Econômica Federal.
Maio - Prefeitura realiza audiências públicas para discussão do BRT.
Dezembro - Prefeitura adia licitação para a realização do BRT, depois de recomendação do Ministério Público Estadual para ampliação de discussões sobre o projeto.
2015
Fevereiro - Prefeitura é autorizada a licitar empresa para realização das obras, depois de inquéritos do Ministério Público Federal e Ministério Público Estadual serem arquivados.
Março - A empresa Via Engenharia é vencedora da Licitação, com a participação da Terrabrás do Brasil S.A.
Abril - Defensoria Pública pede anulação do projeto, com a alegação de que o Município não tem Plano Diretor.
Junho - Obra do BRT é autorizada, com previsão de conclusão em um ano e meio.
Ação civil pública da Defensoria Pública contra a Prefeitura pede a suspensão da execução do projeto do BRT. De acordo com o órgão, o projeto apresentado oferece impacto ambiental, em virtude da retirada de diversas árvores.
Após a Prefeitura recorrer, as obras do BRT são retomadas.
Agosto - Manifestações contra o BRT são realizadas e grupo de oposição invade e acampa no canteiro de obras na avenida Maria Quitéria.
Outubro - Obra do BRT é retomada.
Dezembro - Defensoria Pública da União pede a suspensão da obra.
2016
Janeiro - Início da construção de estação de passageiros do BRT na avenida Getúlio Vargas.
Fevereiro - Obra do BRT suspensa pela Justiça Federal.
Março - Tribunal Regional Federal da Primeira Região suspende liminar que impedia a Caixa Econômica Federal de repassar ao Município recursos para continuidade da obra.
Julho - Tribunal de Justiça da Bahia opina pela regularidade do projeto do BRT e dos procedimentos adotados para sua execução.
Agosto - Trincheira construída no cruzamento entre as avenidas Maria Quitéria e Getúlio Vargas é inaugurada.
2018
Março - Trincheira no cruzamento das avenidas Presidente Dutra e João Durval é inaugurada.
Junho - Anunciada licitação para serviços ligados ao BRT.
Novembro - Construção de Terminal na avenida Ayrton Senna reiniciada.
2019
Agosto - BRT ganha Centro de Controle Operacional.
O que é
O Bus Rapid Transit (BRT) é um sistema de transporte de ônibus que proporciona mobilidade urbana rápida, confortável e com custo eficiente, através da provisão de infraestrutura segregada com prioridade de passagem, operação rápida e frequente e excelência em marketing e serviço ao usuário.
O BRT é um mecanismo de transporte público eficaz para as cidades desenvolverem rapidamente um sistema de transporte público que possa expandir-se por uma rede completa e atender à crescente demanda de transporte, bem como promover um serviço veloz e de excelente qualidade.
Ainda em seus primeiros anos de aplicação, o conceito de BRT
oferece o potencial para revolucionar a forma do transporte urbano.
Os principais elementos que compõe um sistema BRT são:
- Ônibus de alta capacidade e com conforto (ar condicionado);
- Circulação de ônibus em espaço exclusivo;
- Moderno sistema de bilhetagem;
- Embarque pré-pago ao nível do ônibus;
- Controle semafórico de prioridade de tráfego para os ônibus.
O BRT basicamente imita as características de desempenho e conforto dos modernos sistemas de transporte sobre trilhos, mas com diversas vantagens:
- Capacidade: atualmente um BRT transporta até 40 mil phs, enquanto um VLT tem capacidade de até 20 mil phs, já um sistema de metrô necessita pelo menos 50 mil phs para se tornar eficaz;
- Flexibilidade: o BRT permite mudança futura do trajeto com menos custo. Já o metrô ou VLT podem ser expandidos, porém dificilmente alterados devido ao impacto que causam à infraestrutura urbana e seu custo de remanejamento;
O primeiro sistema de BRT no Brasil foi implantado em Curitiba-PR no ano de 1973.
Atualmente mais de 100 cidades nos cinco continentes já implantaram sistemas de BRT, totalizando mais de 3.500 quilômetros de BRT no mundo, e um número ainda maior de sistemas está em construção ou em planejamento. 

Incompetência petista impede que Feira tenha Teatro e Centro de Convenções

1. Maquete do Teatro e Centro de Convenções
 2. Abandono é visível e mato toma conta

O tempo passa - e lá se vão quase 13 anos - e o governo petista mantém inalterado o quadro do Teatro e do Centro de Convenções de Feira de Santana. As obras do complexo cultural estão abandonadas desde que Jaques Wagner assumiu o Governo da Bahia, em 2007. Inúmeras alegações já foram dadas para a suspensão das obras - até uma incrível justificativa de "falhas no projeto" -, que estavam bem adiantadas.
Voz quase solitária, o Blog Demais tem tratado da questão reiteradamente. As lideranças políticas da base governista pouco estão se preocupando com o caso. Uma das alegações para a suspensão das obras foi a capacidade do espaço, que consideraram grande para a cidade.
O abandono se configura como um retrocesso, um contrasenso. O mato toma conta da área, que está aberta com muro derrubado.
Vale lembrar que o projeto do complexo foi bancado pela Prefeitura, assim como é do Município a área.
A autorização para a construção do Teatro e Centro de Convenções foi assinada em 6 de julho de 2005, pelo então governador Paulo Souto. A estrutura do prédio está erguida no bairro São João e tem 20 mil metros quadrados de área construída.
Feira de Santana precisa tanto do Teatro como do Centro de Convenções. Muitos consideram um equipamento importante para a cultura e para a economia do município. Pelo projeto original - do arquiteto sergipano Eduardo Carlo Magno, que ganhou licitação - o espaço conta com um Teatro para 720 espectadores, dotado de salas para ensaio, cenografia, oficina de produção, camarins, além de equipamentos de som e luz de última geração. O Centro de Convenções tem dois andares. No térreo, um pavilhão para eventos com 900 metros quadrados; no primeiro piso, salas de imprensa, administração e mais seis espaços para reuniões, palestras e congressos.
O empreendimento é de extrema importância para a cidade. Não só para desenvolver o turismo de negócios, mas também para alavancar as atividades artísticas e culturais. A execução do projeto pelo Estado ficou a cargo da Secretaria de Desenvolvimento Urbano, através da Superintendência de Construções Administrativas (Sucab).
O investimento do Estado previsto na obra foi de cerca de R$ 13 milhões, que até dezembro de 2006 seguiu projeto arquitetônico. Pela previsão do governo democrata, as obras deveriam ser concluídas em março de 2007. Em 20 de setembro de 2006, o então secretário de Desenvolvimento Urbano, Roberto Moussallem, e o então secretário da Cultura e Turismo, Paulo Gaudenzi, estiveram em Feira de Santana para uma visita de inspeção. Eles constaram na época que as partes mais difíceis e demoradas já haviam sido feitas - a fundação e a estrutura. A partir daí, a conclusão seria rápida e depois viria a montagem de palco, iluminação cênica, som entre outros equipamentos.
Já em segundo governo, Rui Costa não dá mostras de que vai concluir a obra.
A constatação frente ao abandono é que só em outro governo que não do PT para se ter a obra concluída.

Comércio tem horário especial de funcionamento para Natal

Considerando as comemorações dos festejos natalinos e que no transcurso de tal evento a demanda de atividades comerciais acresce sobremaneira, considerando também a celebração de acordo entre o Sindicato do Comércio e do Sindicato dos Empregados no Comércio de Feira de Santana, sobre o funcionamento do comércio, o prefeito Colbert Martins decretou - está publicado no "Diário Oficial Eletrônico" - que fica autorizada, excepcionalmente, a extensão do horário para o funcionamento de estabelecimentos comerciais no período especificado:
Sexta-feira, 6, até às 19 horas;  
Sábado, 7 até 15 horas;
Domingo, 8, das 9 às 15 horas;
Segunda-feira, 9, à sexta-feira, 13, até às 19 horas;  
Sábado, 14, até às 18 horas;
Domingo, 15, das 9 às 17 horas;
Segunda-feira, 16, à sexta-feira, 20, até às 20 horas;
Sábado, 21, até às 18 horas;  
Domingo, 22, até às 15 horas;
Segunda-feira, 23,  até às 20 horas;
Terça-feira, 24, até às 16 horas;
Terça-feira, 31, até às 16 horas.

"No Aliança, 15 milhões de filiados evangélicos"

Em busca de apoio para se viabilizar, o partido Aliança pelo Brasil, que está sendo criado pela família Bolsonaro, poderá ganhar, em prazo curto, 15 milhões de filiados evangélicos. É o que prometem políticos evangélicos no caso de a bancada conquistar "protagonismo maior" no governo, ocupando espaço de atuação política. O apoio para criação de partido deve ser de ao menos 500 mil eleitores de nove estados.
Ambição
O "protagonismo" que atrai evangélicos têm nomes: dois ministérios, sendo um de "nível A", como a Casa Civil, e outro "B", tipo Governo.
Sem espaço
Esse grupo de parlamentares reconhece que há evangélicos no governo, mas nenhum deles produto de entendimento com a bancada.
Campanha
Após decisão favorável do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o Aliança deve iniciar campanha para coleta de assinaturas, inclusive digitais.
Maior do país
Só com as 15 milhões de filiações evangélicas, o Aliança nasceria como o maior do País. Dez vezes mais que o PT, que soma 1,5 milhão.

Fonte: Claudio Humberto

quinta-feira, 5 de dezembro de 2019

"Mais Que Vencedores" continua em cartaz em mais de 430 cinemas


Filme já reuniu mais de 460 mil espectadores desde o dia 21 de novembro
Aryn Wright-Thompson e Priscila Shirer em “Mais Que Vencedores”
Foto: Divulgação
 
O filme "Mais Que Vencedores" tem sido o "queridinho" dos brasileiros desde a estreia. Só na primeira semana, o longa já tinha batido a marca de mais 200 mil espectadores. E esse número tem crescido cada vez mais, iniciando a terceira semana, nesta quinta-feira, 5, com o total de mais de 460 mil pessoas que foram ao cinema conhecer a história do treinador John Harrison e da atleta Hanna Scott.
"Mais Que Vencedores" continua em cartaz em mais de 430 cinemas espalhados pelo Brasil - incluindo o Orient Cineplace Boulevard. Muitos têm sido os relatos de grupos que não se reuniam fora da igreja há um tempo e tiveram a oportunidade de estarem juntos no cinema para assistir a um filme cristão. Da mesma forma, muitas famílias e crianças que nunca tinham ido ao cinema ou sequer ao shopping puderam viver essa experiência, como foi o caso de um grupo de Santo Antônio do Descoberto (GO).
"Nossa, pra elas, foi maravilhoso! Elas nunca tinham entrado em um elevador, nunca tinham subido em uma escada rolante. Foi uma coisa extraordinária! Aquelas pessoas simples, se admirando com tudo o que viam. Tudo foi novidade. Alguns nunca tinham entrado em um shopping ou ido ao cinema. É maravilhoso podermos proporcionar algo tão simples e deixar essas crianças tão felizes", comenta uma das líderes das crianças. 
E você pode ajudar ao "Mais Que Vencedores" a chegar aos 500 mil espectadores. Vidas têm sido impactadas, restauradas e o amor de Deus tem alcançado diversas pessoas. Contribua para que mais vidas sejam abençoadas. Se você já assistiu, que tal levar um amigo ou familiar para também ter essa experiência? Você pode se surpreender com detalhes que não percebeu da primeira vez em que assistiu.
E se você ainda não foi conferir, não perca tempo. Reúna sua caravana e corra para o cinema de sua preferência. Quem sabe a foto do seu grupo não apareça no próximo release ou nas redes sociais do filme? Poste sua foto no Instagram, marque o perfil @ @maisquevencedoresfilme, compartilhe e incentive aos seus amigos que ainda não foram.

Veja alguns dos comentários das redes sociais de quem tem ido aos cinemas assistir ao filme "Mais Que Vencedores":
 
(Com informações de Paloma Furtado, da Assessoria de Imprensa de 360 WayUp)