Dê este livro - R$ 30,00 - de presente

Dê este livro - R$ 30,00 - de presente
Adquira no Boulevard Shopping (na Cappa Clara Tabacaria), Restaurante Flor do Maracujá (na Kalilândia), bancas Avenida, Cidreira e Status (na avenida Getúlio Vargas), no Espaço Cultural e O Folheteiro (no Mercado de Arte Popular)

Venda antecipada no Orient Cineplace Boulevard

Venda antecipada no Orient Cineplace Boulevard

Venda antecipada no Orient Cineplace Boulevard
Lançamento em 15 de agosto no Orient Cineplace Boulevard - 11 - 13h20 - 15h40 - 18 - 20h20

terça-feira, 29 de maio de 2018

O Brasil precisa de reformas estruturais


Federação das Indústrias do Estado da Bahia e os 43 sindicatos empresariais filiados manifestam sua crescente apreensão com o atual momento do País. Os desdobramentos de uma das mais graves crises dos últimos tempos, cujo estopim foi a greve dos caminhoneiros no dia 21 de maio, está conduzindo o Brasil para um ambiente de tensão social, agravado por problemas de desabastecimento e crises econômica e institucional.Ao negociar com a categoria dos caminhoneiros, o Governo Federal cedeu às exigências. 
Portanto, é hora de a categoria lembrar-se da sua responsabilidade com a sociedade, com o País. Os preocupantes impactos dessa greve prejudicam enormemente a população, não sendo admissível que interesses individuais ou de segmentos se sobreponham aos da nação.
Está claro que o ônus desse movimento é de todos os brasileiros. O acordo proposto pelo governo federal, certamente, implicará em aumento de impostos, atrelando a necessidade de novas fontes de recursos à aprovação do projeto de lei que prevê a reoneração da folha de pagamentos, outro duro golpe no setor produtivo, uma vez que deverá elevar os custos operacionais e dificultar novas contratações.
O Brasil não suporta mais aumento da carga tributária. Não é possível onerar ainda mais as famílias e os setores produtivos.
Ao contrário, é preciso avançar para uma reforma estrutural do sistema tributário brasileiro. É necessário implementar, de uma vez por todas, uma reforma tributária que reduza e simplifique a carga de impostos no Brasil, o que deve passar principalmente por instituir o IVA – Imposto sobre Valor Adicionado. A simplificação do sistema é o primeiro passo para tornar a cobrança de tributos mais justa.
É preciso avançar também com as reformas política, previdenciária e do Estado brasileiro, este muito maior que a sua economia. O País precisa dessas reformas estruturais, sem as quais a nossa economia jamais crescerá de forma sustentada.
Salvador, 29 de maio de 2018.
Federação das Indústrias do Estado da Bahia - Sistema FIEB
Enviado pela Gerência de Comunicação Institucional

Nenhum comentário: