*

*

*

*

terça-feira, 3 de janeiro de 2017

"Petrobras vende ativo de R$ 11,5 bi por R$ 1,3 bi"



A Petrobras vendeu o Complexo Petroquímico de Suape, em Pernambuco, à mexicana Alpexo por apenas 385 milhões de dólares (R$ 1,3 bilhão), depois de torrar R$ 11,5 bilhões tentando viabilizá-lo. Muito criticado pelos técnicos da área de petroquímica, o projeto foi imposto em 2006 à estatal pelo seu conselho de administração, cuja presidente era Dilma Rousseff, por ordem de Lula. O Complexo foi Inventado pelo ex-diretor Paulo Roberto Costa e construído, claro, pela Odebrecht.
TCU e MPF vão se mexer?
Tribunal de Contas da União e Ministério Público Federal não indicam se agirão para Lula et caterva pagarem pelos prejuízos à Petrobras.
Os responsáveis
Paulo Roberto não tinha poder para gerar tanto prejuízo. Seria estranho se Dilma, Lula e conselheiros da estatal não fossem responsabilizados.
Perdas irreparáveis
Como a implantação, a venda do Complexo - em processo pouco transparente - também representa enorme prejuízo para a Petrobras.
Pergunta não se cala
A pergunta do repórter da TV Al Jazeera a Dilma são aplicáveis ao caso: os conselhos da estatal foram corruptos ou incompetentes?
Fonte: Cláudio Humberto

Nenhum comentário: