*

*

Rede Orient - A partir de quinta-feira, 14

Rede Orient - A partir de quinta-feira, 14
Orient Cineplace Boulevard - 15 - 18 (Dub) - 21 (Leg)

sexta-feira, 20 de janeiro de 2017

Má educação no cinema é motivo de protestos

Charge de Daniel Ponciano

Cada dia mais, o comportamento de frequentadores de cinema em Feira de Santana, como em vários outros lugares, é motivo de protestos e reclamações de grande parte dos espectadores. A falta de educação é muito grande por parte de alguns que estão assistindo as sessões. “As pessoas conversam e atendem celulares antes e durante a projeção do filme. Tem gente que fica olhando o celular a todo instante e ‘acendendo’ aquela luz irritante”, protesta o bancário Thomas Rabelo.
Existem também outras queixas como os que contam o filme, os que colocam os pés sobre a poltrona da frente, os que chegam atrasados e que saem antes do final. As pessoas saem do cinema comentando com indignação, o fato de serem atrapalhadas pelos espectadores mal-educados, que são crianças, adolescentes e até adultos, homens e mulheres, sem distinção. Segundo o técnico Pedro Ventura, “tem gente que acha que cinema é para conversar com quem está do lado, atender ao celular, adivinhar o que pode acontecer na tela. Pior é que não gostam de serem reclamados”.
Talvez por terem comprado ingresso, as pessoas pensam que têm o direito de fazer o que bem entendem, como se estivessem na poltrona de sua casa, não diferenciando uma sessão de DVDs com amigos de uma sessão de cinema em uma sala escura.
Cinema é um local para se assistir a filmes, respeitando as pessoas com quem se compartilha o espaço da sala. Muitos espectadores se incomodam com a situação e apelam para um “psiu!”, um “cala a boca!” ou ainda uma indireta e até xingamentos. Mas, as pessoas voltam a incomodar e não se pode ameaçar de chamar a polícia. O certo é que está sendo impossível assistir-se a um filme em paz e sossegado, por causa do comportamento selvagem de débeis mentais que assolam as salas de cinema.

Nenhum comentário: