*

*

quarta-feira, 8 de junho de 2016

Meio ano de cinema brasileiro e quadro é muito ruim



Quase meio ano e o cinema brasileiro compareceu com apenas oito filmes programados no Orient Cinemas Boulevard. 
Um dos títulos, "Os Dez Mandamentos", de Alexandre Avancini, ocupou a maior sala do complexo Multiplex durante 11 semanas, 77 dias, de 28 de janeiro a 13 de abril. Foram 308 sessões com a sala de 261 lugares lotada em praticamente todas as sessões, com cerca de 80 mil espectadores. Um fenômeno de público marcado como o filme brasileiro mais visto de todos os tempos.
Os outros filmes foram "Vai Que Dá Certo 2"0, de Maurício Farias, três semanas em cartaz, incluindo a de pré-estreia; o decepcionante "Reza a Lenda", de Homero Olivetto, três semanas; "Um Suburbano Sortudo", de Roberto Santucci, três semanas; "Em Nome da Lei", de Sérgio Rezende, duas semanas; "Escaravelho do Diabo", de Carlo Milani; e "Uma Loucura de Mulher", de Marcus Ligocki Júnior. 
O oitavo filme foi "Bem Casados", de Aluízio Abranches, que foi lançado em meados de dezembro do ano passado e teve um período complementar na primeira semana de janeiro.
O quadro revela a situação do cinema brasileiro, que continua muito ruim.

Nenhum comentário: