*

*

quarta-feira, 29 de junho de 2016

"Câmara suspende atividades, não suas despesas"

A suspensão das atividades da Câmara, decidida pelo presidente interino Waldir Maranhão (PP-MA), não foi seguida da suspensão das despesas rotineiras dos parlamentares e seu staff. Ganhando R$ 33,7 mil por mês, mais R$ 92 mil de verba de gabinete e R$ 45,6 mil de "cota para o exercício parlamentar", cada deputado custa R$ 171,4 mil por mês (R$ 5,7 mil por dia) à Câmara, apareça ou não para trabalhar.
Tudo como antes
Também não foram suspensos os gastos dos deputados com celulares, passagens aéreas, restaurante, selos, combustíveis, que pagamos.
Proteção amiga
Maranhão suspendeu as atividades dos deputados, como antecipou esta coluna, para não ter de votar a cassação de Eduardo Cunha.
Deboche
Miro Teixeira (Rede-RJ) está indignado com a suspensão de atividades à revelia dos deputados, que serão cobrados. "É um deboche", ataca.
Faltou respeito
"Ele não tem respeito por ninguém", diz Sóstenes Cavalcante (DEM-RJ) sobre Maranhão, alguém sem condição de presidir a Câmara.
Fonte: Claudio Humberto


Nenhum comentário: