*

*

sexta-feira, 17 de junho de 2016

Uma noite cultural para ficar na memória


Abrindo espaço às mais variadas manifestações artístico-culturais da região, o Mercado de Arte Popular será palco, nesta sexta-feira, 17, de uma vasta programação que dará início às comemorações alusivas ao Sesquicentenário da Sociedade Filarmônica 25 de Março, uma das mais tradicionais instituições baianas do gênero.
A 25 de Março é parte da memória cultural da cidade, historicamente lembrada pelas suas participações antológicas nas saudosas festas de Santana. Nesta noite,  a filarmônica apresentará um repertório repleto de clássicos do cancioneiro popular brasileiro, com destaque aos frevos e dobrados.
A noitada também será marcada pelo lançamento de "A República do Mangue", romance de estreia do poeta e jornalista Jorge Magalhães, impresso em Lisboa, editado e distribuído simultaneamente  pela Chiado Editora para o Brasil e países de língua portuguesa.
Ainda no quesito literatura, o público será brindado com relançamentos dos livros "A História do Fluminense de Feira", de Adilson Simas; "cinema demais", de Dimas Oliveira; "O Teatro em Feira de Santana", de Geraldo Lima; "Reminiscências de Feira de Santana" e "Eme Portugal: O Mito Social Feirense", de José Francisco Brandão de Freitas; "Feira de Santana: Histórias e Estórias de Feira de Santana", editado pelo Instituto Histórico e Geográfico de Feira de Santana (IHGFS), Escrito a 50 Mãos; e "O Grito das Entranhas", sétimo dedicado à poesia, de Sandro Penelú, este em lançamento.
Na área do audiovisual, será lançada a coletânea de DVD "Fragmentos da História de Feira de Santana - Volume 8", incluindo os filmes "Ser Tão", de José Humberto, a partir de painel de Lênio Braga, no Terminal Rodoviário; "O Rumbeira", de Antônio Miranda, com Galdino Leite, transcrito do Super 8, que será exibido, "Perfil de Pedro Roberto", acervo Dimas Oliveira; "Impedimento do Prefeito Francisco Pinto", do acervo de José Olímpio Mascarenhas, no DVD 15; "Chuvas de Março", de Jonhy Guimarães e Volney Menezes; e "II Encontro de Santanopolitanos", acervo Evandro Oliveira.
As artes plásticas estarão representadas com o lançamento do álbum "Memórias - Pintores de Feira de Santana", de Carlo Barbosa, com reproduções das telas "Triunfo do Cordeiro", "Ressurreição do Cordeiro", "Flagelação de Cristo", "Romeiros 2", e "Sem Título", da segunda fase religiosa do artista feirense, pela Fundação Carlo Barbosa.
A promoção envolve a Prefeitura de Feira de Santana, através da Secretaria de Trabalho, Turismo e Desenvolvimento Econômico, pelo seu Departamento de Turismo, Fundação Senhor dos Passos (Núcleo de Preservação da Memória Feirense); Chiado Editora (de Portugal); Fundação Carlo Barbosa; Instituto Histórico e Geográfico de Feira de Santana (IHGFS); Associação dos Artesãos do Mercado de Arte Popular (Artmap); Blog Demais, Blog Por Simas e site Infocultural.

Nenhum comentário: