*

*

quarta-feira, 15 de junho de 2016

Jornal "Santanópolis"



Número 5 do jornal "Santanópolis", edição de 27 de agosto de 1955.
Este número cinco na sua primeira página, foto acima, consta à esquerda uma coluna escrita por Evandro Oliveira e Olney São Paulo sob o pseudônimo Conde D’Evey (junção das duas primeiras letras de Evandro e as duas últimas de Olney). Eram matérias satíricas das colunas sociais, surgidas nessa época com grande aceitação pelo público dito socialite no Brasil, com Jacinto de Thormes, Ibrahim Sued e em Feira com o saudoso Eme Portugal. Usava muitos trocadilhos e em forma de gozação terminologias estrangeiradas. Lembro depois que Eme Portugal listou as senhoras mais elegantes de Feira de Santana festa no Feira Tênis Clube, com o título das "Dez Mais Elegantes", ameaçamos, fazer nossa lista das "Dezelegantes".
No centro, o editorial escrito por José Luiz Navarro da Silva, redator chefe desse jornal.
Para entender o editorial, necessário contar o que antecedeu.
Alunos do Santanópolis: José Luiz Navarro da Silva, Oyama Silva, Evandro Oliveira, Olney São Paulo, Jair Santos Silva, Jujú Lopes e outros, criaram um jornal, apesar do nome "Santanópolis" e dos componentes todos do Colégio, faziam questão de ser independentes. Mas, no número 3 ou 4, o repórter policial Jujú descobriu um problema na Polícia e foi noticiado, que teve repercussão política e houve pressão para que não se continuasse com o assunto. Suspendeu-se algumas semanas, mas aí Dálvaro Silva, pai de Luiz Navarro que dirigia a "Folha do Norte" onde era impresso o Santanópolis apoiou o grupo e voltou-se a publicar com o número 5, inclusive dando sequência à matéria fruto da celeuma. Os números seis e sete bateram todos os recordes de tiragem e como a pressão foi aumentando, com argumentos de ser um jornal de uma instituição de ensino, resolveu-se mudar o nome do jornal para "O Coruja".

Nenhum comentário: