*

*

*

*

sexta-feira, 17 de junho de 2016

A pré-candidatura de Jairo Carneiro

Por Dimas Oliveira
O que leva o ex-deputado federal Jairo Carneiro (PP) a aceitar uma pré-candidatura a prefeito de Feira de Santana, que "já nasce morta", como se comenta nos meios políticos?
O próprio Jairo responde a questão: "a decisão ocorreu no seu devido tempo e através do chamado do Partido Progressista, por intermédio do presidente João Leão, e está em sintonia com o projeto administrativo e político do governador Rui Costa". Para ele, "também há a importância da contribuição da presidente do diretório local, Eliana Boaventura. Nós estamos sendo chamados para este grande desafio".
Resumo da ópera. A pré-candidatura está inserida na estratégia bancada pelo Governo do Estado de muitos candidatos de partidos oposicionistas, "pulverizando a disputa para forçar o segundo turno". Na hora H, os braços auxiliares do petismo caem fora e convergem para o candidato de maior densidade eleitoral no momento.
Jairo Carneiro anunciou a pretensão em entrevista, "em primeira mão", no programa "Acorda Cidade", na Rádio Sociedade. Provavelmente sem assessoria, cometeu um equívoco, pois para um fato que se quer relevante a informação deveria ser dada em coletiva aos meios de comunicação, não?
Uma questão: será que o eleitorado feirense ainda lembra do nome do professor e advogado, que nos últimos seis anos passou pela Secretaria de Estado da Agricultura e pelo Desenbanco?
Vale o túnel do tempo: a última vez que Jairo Carneiro disputou uma eleição - para a Câmara dos Deputados, onde foi deputado por seis mandatos consecutivos - foi há seis anos, em 2010. Depois que trocou de partido, saiu do Democratas para o PP, só conseguiu 19.736 votos. Em 2014 não foi candidato.
Mais memória: em 1996, o senador Antonio Carlos Magalhães indicou Josué Mello como candidato do PFL, preterindo Jairo. Em 2000, o mesmo ACM preferiu apoiar José Ronaldo em vez de Jairo Carneiro, que em pré-campanha alardeava ter apoio do "cacique" peefelista.
Artigo publicado no jornal "NoideDia", edição desta sexta-feira,17


Nenhum comentário: