*

*

*

*

terça-feira, 6 de dezembro de 2016

"STF aguardava ser provocado para afastar Renan"

Estava escrito: provocado, o Supremo Tribunal Federal (STF) afastaria Renan Calheiros da presidência do Senado. E foi isso o que aconteceu no exame do pedido de liminar do Rede Sustentabilidade, partido de Marina Silva. Coube ao ministro Marco Aurélio decidir sobre o caso, levando em conta o precedente Eduardo Cunha e a maioria já formada no plenário do STF proibindo réus na linha sucessória presidencial.
Decisão na quarta
A liminar de Marco Aurélio vai ser julgada nesta quarta-feira (7), no plenário do STF. Mas poucos acreditam que venha a ser revogada.
Continua senador
O ministro Marco Aurélio destacou que Renan está afastado só da presidência do Senado e não do mandato outorgado pelos alagoanos.
Segurança jurídica
Em sua decisão, Marco Aurélio lembra que a permanência de Renan na presidência compromete, inclusive a segurança jurídica.
Vai encarar?
Com sua destituição do cargo, Renan não pode mais usar jatinhos da FAB. Agora, só avião de carreira, lado a lado de passageiros comuns.
Meia festa
O afastamento de Renan Calheiros da presidência do Senado foi comemorado nas redes sociais até se descobrir que o vice-presidente é Jorge Viana, ex-governador eleito pelo PT de Lula e Dilma no Acre.
Fonte: Claudio Humberto

Nenhum comentário: