*

*
Clique na logo para ouvir

*

*

sexta-feira, 19 de abril de 2019

Revisão do primeiro filme visto


Assista ao trailer


H. B. Warner como Jesus em "O Rei dos Reis"
Fotos: IMDb

Primeiro filme visto em cinema, com seis anos, provavelmente numa sexta-feira santa, em 1955, "O Rei dos Reis" (The King of Kings), de Cecil B. DeMille, 1927, foi revisto em DVD nesta sexta-feira, 19. São 155 minutos de duração.
O filme é mesmo magnífico e considerado a melhor versão da vida de Jesus Cristo já realizada pelo cinema. Indubitavelmente, trata-se de uma obra-prima.
Reverência espiritual e imaginação cinematográfica estão nesta produção, ainda no cinema mudo.
Destaque para os efeitos especiais - há 92 anos nem se imaginava os avanços em efeitos gerados por computador. O filme é em preto e branco, com algumas sequências, como a inicial, em cores.

Destaque também para o guarda-roupa e para a trilha sonora, de Hugo Riesenfeld. São milhares de pessoas na figuração e um grande elenco.
Conta-se que cada dia de filmagem foi seguido por orações, uma determinação de Cecil B. DeMille.
No final, não aparece "The End". O filme escurece e Jesus, depois da ressurreição, aparece pairando sobre uma cidade moderna e a legenda sobreposta "LO - I am with you always" (Sou com você sempre).
Elenco: H. B. Warner (Jesus), Jacqueline Logan (Maria Madalena), Joseph Schildkrault (Judas), Dorothy Cummings (Maria), Ernest Torrence (Pedro), Rudolph Schildkrault (Caifás), Joseph Striker (João), Robert Edeson (Mateus), Victor Varconi (Pilatos), Majel Coleman (Claudia Proculla), William Boyd (Simão Cirineu), Julia Faye (Marta), Clarence Burton (Dimas), Montagu Love (Centurião), Michael D. Moore (Marcos), entre muitos outros.
Cecil B. DeMille dirigiu outros filmes com temática bíblica e religiosa, como as duas versões de "Os Dez Mandamentos" (1923 e 1959), "O Sinal da Cruz" (1932), "As Cruzadas" (1935) e "Sansão e Dalila" (1949).

Nenhum comentário: