Nesta quinta-feira

Nesta quinta-feira
14h30 - 16h40 - 18h50 (Dub) - 21 (Leg)

*

*

*

*

sexta-feira, 22 de abril de 2016

Pelo menos 17 partidos devem compor coligação com Democratas



Dos 35 partidos existentes no Brasil, tirando os que não têm representação em Feira de Santana - Novo, PCB e Rede -, pelo menos 17 devem marchar com a provável candidatura do prefeito José Ronaldo (Democratas) à reeleição em 2 de outubro. Então, mais da metade deles. Existe a projeção da coligação chegar a 20 partidos
Demonstração de apoio neste sentido foi dada com a participação de representantes dos partidos na convenção para eleição do Diretório Municipal do Democratas, realizada no sábado, 9 de abril, no Teatro da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL).
Além da eleição dos membros titulares e suplentes do Diretório Municipal - João Marinho Gomes Júnior é o presidente -, ocorreram eleições de delegados e suplentes à Convenção Municipal, do Conselho Fiscal e Conselho Consultivo Municipal e da Comissão Executiva Municipal.
Presentes Ildes Ferreira, representando o presidente Colbert Martins, do Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB); deputado estadual Carlos Geilson, presidente do Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB); vereador Ronny Miranda, presidente do Partido Humanista da Solidariedade (PHS); vereador Correia Zezito, presidente do Partido Social Liberal (PSL); vereador Eli Ribeiro, presidente do Partido Republicano Brasileiro (PRB); vereador Marcos Lima, presidente do Partido Republicano Progressista (PRP); vereadora Neinha Bastos, presidente do Partido Trabalhista Brasileiro (PTB); vereador Tom Costa, presidente do Partido Ecológico Nacional (PEN); Ícaro Ivvin de Almeida Costa Lima, representando o deputado federal Irmão Lázaro, presidente do Partido Social Cristão (PSC); Paulo Aquino, presidente do Solidariedade (SD), David Leal, presidente do Partido Verde (PV); Deibson Cavalcante, presidente do Partido Popular Socialista (PPS); Jair de Jesus, presidente do Partido da Mulher Brasileira (PMB); Gildásio Ferreira, presidente do Partido Trabalhista Cristão (PTC); Antonio Carlos Dias de Almeida, o Carlinhos Mocotó, presidente do Partido da Pátria Livre (PPL), Pedro Paulo Santos Silva representando Álvaro Rios, presidente do Partido Social Democrata Cristão (PSDC); e Cristiana Lima, presidente do Partido Trabalhista do Brasil (PT do B).
Nas eleições de 2012, o Democratas contou com apoio de 13 partidos na coligação "O Trabalho Vai Voltar": PHS, PMDB, PMN, PPS, PRP, PSDB, PSC, PSDC, PSL, PTB, PT do B, PTN e PV. 
Texto publicado no jornal "NoiteDia", edição desta sexta-feira, 22

Nenhum comentário: