Clique na imagem

*

*
Clique na logo para ouvir

*

*

quinta-feira, 18 de julho de 2019

Sobre o casarão da praça Carlos Bahia


O Serviço Social do Comércio (Sesc) inaugura nesta quinta-feira, 18, um complexo gastronômico e cultural, constituído de restaurante, teatro e prédio administrativo, localizado na praça Carlos Bahia (Foto: Divulgação).
Numa segunda etapa, a instituição entrega restaurado o antigo casarão da Santa Casa de Misericórdia. Esse prédio sesquicentenário - 154 anos - é tombado pelo Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural (Ipac).
A demora para o início das obras de restauração do prédio se deve a restrições técnicas impostas pelo Instituto.
No casarão funcionou o "Palácio do Menor", da Associação de Proteção à Infância (API) e já foi sede do Batalhão de Polícia Militar. O imóvel foi doado ao Sesc pela Prefeitura de Feira de Santana, em 28 de novembro de 2007, no segundo governo de José Ronaldo, depois que foi adquirido junto à Santa Casa de Misericórdia. Através de Projeto de Lei aprovado pela Câmara Municipal, a autorização para desafetação do bem público para fins de doação. Todo o processo jurídico da doação da Prefeitura ao Sesc foi feita de forma legal.
Breve história do casarão

Em 1859, quando D. Pedro II visitou Feira de Santana o imperador fez a doação de dois contos de reis, quantia considerável e que foi decisiva para a fundação da Santa Casa de Imperial Asilo dos Enfermos, inaugurada em 25 de março de 1865. Posteriormente voltou ao nome original de Santa Casa de Misericórdia.
O prédio da Santa Casa foi construído antes de 1865 por um fazendeiro, para sua residência, e depois vendido para a casa hospitalar que a adaptou para os fins devidos, como conta o historiador Antônio Moreira Ferreira.
Durante quase um século a Santa Casa foi a única casa hospitalar gratuita de Feira, socorro para todos os casos, amparo para todos os doentes da região.
Com a construção do Hospital D. Pedro de Alcântara e a transferência da Santa Casa de Misericórdia para o hospital se deu no ano de 1956.
Transferida a Santa Casa, o velho casarão abrigou por alguns anos o Batalhão da Polícia Militar e posteriormente ganhou o pomposo título de "Palácio do Menor".

Nenhum comentário: