*

*

sábado, 9 de abril de 2016

"Novas provas fizeram Janot voltar-se contra Lula"



Novos fatos e provas recolhidos pela Lava Jato fizeram o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, firmar a convicção de que Lula e Dilma protagonizaram uma trama para obstruir a Justiça e tumultuar as investigações, a fim de impedir o juiz Sérgio Moro de adotar medidas coercitivas contra o ex-presidente. As novas provas foram enviadas ao Supremo Tribunal Federal por ordem do ministro Teori Zavascki.
Fica peixe...
A situação de Lula, o investigado, piorou tanto que ele pediu à PGR para manter seu depoimento de quinta (7) sob sigilo. Foi atendido.
Razão do sigilo
De tão graves, as novas provas contra Lula, que incluiriam até vídeo, podem impactar na votação do impeachment de Dilma.
Dilma na roda
Em seu parecer, Janot sugere possível abertura de investigação contra a própria presidente Dilma, por crime de obstrução à Justiça.
Salvo-conduto fajuto
Janot se convenceu de vez que o "termo de posse" enviado por Dilma a Lula era "salvo-conduto" contra eventual mandado do juiz Sérgio Moro.
Tiro de misericórdia
"O Janot acabou de matar o governo", afirma o deputado Danilo Fortes (PSB-CE), sobre a mudança de opinião do procurador Rodrigo Janot sobre a nomeação de Lula para a Casa Civil.
Fonte: Cláudio Humberto

Nenhum comentário: