Venda antecipada - Orient Cineplace Boulevard

Venda antecipada - Orient Cineplace Boulevard
Pré-estreia na quarta-feira, 25, às 21h10 - Lançamento na quinta-feira, 26 - 11h20 (Sáb., 28, e Dom., 29) - 13h40 - 16 - 18h20 (Dub) - 20h40.(Leg)

quarta-feira, 17 de maio de 2017

Rei Arthur é personagem icônico




1.  Charlie Hunnam, o novo Rei Arthur
2. Nigel Terry em "Excalibur"
3. Sean Connery em "Lancelot, o Primeiro Cavaleiro"
Fotos: IMDb

O Rei Arthur é um dos personagens mais icônicos do cinema de aventura. Tanto ele como Avalon, Camelot, Espada Mágica, Excalibur, Guinevere, Merlin, Távola Redonda. Além dos filmes de ação e aventura, o personagem apareceu em comédia, musical e animação, como protagonista ou coadjuvante. Ainda como referência. São dezenas de títulos.
Além do cinema, o personagem também foi motivo de séries para a televisão.
O mais novo filme, "Rei Arthur: A Lenda da Espada" (King Arthur: The Legend of the Sword), de Guy Ritchie, tem lançamento nacional nesta quinta-feira, 18, no Orient Cineplace Boulevard. Charlie Hunnam faz o Rei Arthur. Arthur aos dois anos é feito por Oliver Zac Barker; aos seis anos por Yannik Baker; aos 11 anos por Hugh Robb; e aos 19 anos interpretado por Barney Walsh.
Filmografia
"Lancelot e Elaine" (Lancelot and Elaine), de Charles Kent, 1909, com Charles Kent.
"Um Ianque na Corte do Rei Arthur" (A Connecticut Yankee in the King Arthur's Court), de Emmett J. Flynn, 1921, com Charles Clary.
"Na Corte do Rei Arthur" ((A Connecticut Yankee in the King Arthur's Court), de Tay Garnett, 1949, com Sir Cedric Hardwicke.
"Cavaleiros do Rei Arthur" (The Adventures of Sir Galahad), de Spencer Bennett, 1949, com Nelson Leigh.
"Cavaleiros da Távola Redonda" (Knights of the Round Table), de Richard Thorpe, 1953, com Mel Ferrer.
"O Príncipe Valente" (Prince Valiant), de Henry Hathaway, 1954, com Brian Aherne.
"O Espadachim Negro" (The Black Knight), de Tay Garnett, 1954, com Anthony Bushell.
"Lancelot: O Cavaleiro de Ferro" (Lancelot and Guinevere), de Cornel Wilde, 1963.
"A Lenda da Espada Mágica" (Siege of the Saxons), de Nathan Juran, 1963, com Mark Dignan.
"A Espada Era a Lei" (The Sword in the Stone”, de Wolfgang Reitherman, 1963. Animação da Disney.
"Camelot" (Camelot), de Joshua Logan, 1967, com Richard Harris. Musical.
"Monty Pithon em Busca do Cálice Sagrado" (Monty Pithon and the Holy Grail), de Terry Gilliam e Terry Jones, 1975, com Graham Chapman. Comédia.
"Excalibur" (Excalibur), de John Boorman, 1981, com Nigel Terry.
"Lancelot, o Primeiro Cavaleiro" (First Knight), de Jerry Zucker, com Sean Connery.
"Príncipe Valente" (Prince Valiant), de Anthony Hickox, 1997, com Edward Fox.

Um comentário:

Fábio Rocha disse...

Charlie Hunnam esta impecável no filme Rei Arthur. Ele sempre surpreende com os seus papeis, pois se mete de cabeça nas suas atuações e contagia profundamente a todos com as suas emoções. Adoro porque sua atuação não é forçada em absoluto. Suas expressões faciais, movimentos, a maneira como chora, ri, ama, tudo parece puramente genuíno. Seguramente o êxito de filme Rei Arthur deve-se a participação dele no filme, porque tem muitos fãs que como eu se sentem atraídos por cada estréia cinematográfica que tem o seu nome exibição. Além, acho que a sua participação neste filme de aventura realmente ajudou ao desenvolvimento da história. Ninguém poderia fazer o papel de Rey Arthur melhor do que ele.