*

*

terça-feira, 16 de maio de 2017

11 anos em compasso de espera

Maquete do Teatro e Centro de Convenções

O complexo cultural do Teatro e Centro de Convenções cujas obras foram paralisadas há 11 anos, então pelo governo Jaques Wagner, tinha previsão de ser inaugurado no ano de 2007. A construção foi iniciada no ano anterior, com investimento de R$ 9 milhões.
Pelo projeto, o complexo cultural é integrado por dois edifícios, interligados por uma passarela coberta. O Teatro com capacidade para 717 lugares e 196 metros quadrados de área, espaço projetado com equipamentos de som e iluminação de última geração, com possibilidade de que espetáculos de todos os níveis fossem encenados.
Ainda pelo projeto, o Teatro teria capacidade, também, para abrigar apresentações de grandes companhias de balé e orquestras sinfônicas, além de ser dotado de três salas de ensaio para dança e teatro, camarins coletivos e individuais e sala de cenário e oficina de produção.
O outro edifício tem destinação para o Centro de Convenções. A área construída total é de 3.090 metros quadrados, em dois pavimentos. No térreo, o salão de eventos, com área de 896 metros quadrados. O andar superior seria composto por duas salas para reuniões, com capacidade para 240 lugares, quatro salas menores, também destinada às reuniões, sala de imprensa e administração.
Além de atender uma carência de Feira de Santana, o objetivo de ser um vetor de expansão urbana àquela região da cidade. Uma obra que significa desenvolvimento cultural e econômico. Este fator de contribuição para o desenvolvimento da cidade continua em compasso de espera com 11 anos de governo petista, que parece não querer terminar e inaugurar a obra.

Nenhum comentário: