*

*
Clique na logo para ouvir

*

*

sábado, 28 de novembro de 2009

Sobre "Dio, Come Ti Amo"

No programa "Bom Dia, Feira", na Rádio Princesa FM, na manhã deste sábado, 28, a trilha musical de filme comentada por Dimas Oliveira foi "Dio, Come Ti Amo" (Deus, Como Te Amo), do filme do mesmo nome, produção ítalo-espanhola de Miguel Iglesias, lançada em 1966.
Com música e letra de Domenico Modugno, que também a interpreta, no filme é cantada por Gigliola Cinquetti, que faz uma jovem de família pobre que se enamora pelo noivo rico (Mark Damon) de sua melhor amiga (Micaela Cendalli).
A música venceu o Festival da San Remo em 1966 com Gigliola interpretando e foi aproveitado o embalo e realizado o filme, em preto e branco, que então foi um dos mais vistos pelo público, mesmo com a crítica arrasando. Em Feira de Santana, no Cine Madrid, existente na rua Castro Alves, ficou por cerca de um mês em cartaz, com sessões sempre lotadas. Depois, entrou em cartaz no Cine Íris. A música embalava bailes e "assustados" - festinha realizadas nas casas de famílias.
Melodramático, chamado de "água-com-açúcar", pois o público feminino levava lenço para enxugar as lágrimas, "Dio, Come Ti Amo" foi de fato um fenômeno de bilheteria que emocionava as platéias. Na cena final, ela canta a música em microfone no aeroporto e ele a ouve dentro do avião que está taxiando na pista e se tem certeza do happy-end.
Ainda no filme é inserida a música "Non Ho L'Etá" (Não Tenho Idade), com a qual Gigliola Cinquetti ganhou o mesmo Festival de San Remo, dois anos antes, ela com 16 anos.
No Brasil, Demétrio Carta fez a versão, que foi cantada por Agnaldo Rayol, Giane e até hoje, por Roberto Miranda. Na Itália, além de Gigliola e Modugno, foi cantada por Sergio Endrigo.
Edição de colecionador, em versão restaurada e remasterizada, foi lançada em DVD pela Versátil Home Vídeo - R$ 37,50 na 2001 Vídeo. Além do filme, tem muitos extras, incluindo biografia ilustrada de Gigliola Cinquetti, do compositor Domenico Modugno e um especial sobre o Festival de San Remo.

5 comentários:

Unknown disse...

Êsse deve ser dos bons, cheio de romantismo!!!Agora, a música "Dio Come Ti Amo", acho que todos a conhecem, tão linda que é. Também conheço a outra cantada por Gigliola Cinquetti, que estêve no JÔ Soares a pouco tempo, muitíssimo simpática, mas não disse a idade, por motivos óbvios...você acaba de entregar a idade dela: Se em 1966 ela tinha 16 anos, hoje tem...rsrs, mas nem parece.

Unknown disse...

Nossa, Dimas, me enganei, quem foi no Jô foi Mafalda Minnozi. Desculpe o engano.

Professor Voluntário disse...

Ufa Mariana! Vc me pregou um baita susto. Acompanho mais ou menos a vida profissional da Gigliola há uns doze anos e não sabia, segundo você, que ela tinha estado no Brasil e mais em particular no Jô Soares. Obrigado por dirimir em tempo minhas dúvidas. Já ia contactar um parente dela que mora em SP, e que eventualmente participa de uma de nossas comunidades no Orkut.
Mas, voltando a ela, realmente foi uma excelente cantora, apresentadora de programas de TV na RAI Italia e ultimamente tem feitos shows pela Europa, particularmente na Itália. Continua o mulherão de sempre (e que inveja do marido dela! Rssss...rsss...) porém com a voz já um pouco embargada por motivos óbvios. Mas mesmo que não cante mais, é sempre um deleite ouvi-la. Gravei mais de 100 vídeos musicais dela disponibilizados no YouTube. Vale a pena conferir. Abs.

Unknown disse...

Amor a quem e amor perdido que nuncate amor verdadeiro

Unknown disse...

O melhor filme que já assisti em toda minha vida