*

*
Clique na logo para ouvir

*

*

sábado, 28 de fevereiro de 2015

Filme ganhador de Oscar não é prestigiado


Não é a primeira vez que ocorre. Um grande filme ser desprezado pelo público feirense. Alguns cobram, principalmente no Facebook, que o Orient Cinemas Boulevard não passa filmes de qualidade. Nesse período, a cobrança é sobre os filmes oscarizados.
Desde quinta-feira, 26, está em cartaz, o drama "O Jogo da Imitação" (The Imitation Game), que ganhou o Oscar de Melhor Roteiro Adaptado (Graham Moore). Está em tão somente um horário, às, 20h50, com cópia legendada. Quem reclama da programação devia prestigiar.
Assisti ao filme na sessão da noite de sexta-feira, 27, na sala de 243 lugares, apenas cerca de 20 por cento da capacidade foi ocupada. No dia do lançamento, na quinta-feira, 26, o quadro foi o mesmo.
Lembrar que o filme teve outras sete indicações ao prêmio da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas de Hollywood: Filme, Direção (Morten Tyldum), Ator (Benedict Cumberbatch), Atriz Coadjuvante (Keira Knightley), Montagem (William Goldenberg), Design de Produção (Maria Djurkovic e Tatiana MacDonald) e Trilha Sonora (Alexandre Desplat).
O filme trata sobre o matemático britânico Alan Turing, nascido em 1912, que ficou conhecido por ser um gênio na área. Ele é conhecido atualmente como o pai da computação, pois graças às ideias geniais de sua mente brilhante a humanidade tem máquinas avançadas.
Durante a Segunda Guerra Mundial, ele serviu ao governo britânico para combater os nazistas. Não entrou no campo de batalha. Tinha comportamento estranho e complexo, era bem convencido e arrogante, não gostava de trabalhar em equipe, mas era dedicado ao seu trabalho.
"O Jogo da Imitação" é um filme muito bem feito, com trama bem desenrolada e com boas interpretações. Quem gosta de cinema e de tecnologia deve ser assistir.
O público feirense tem deste sábado, 28, até quarta-feira, 4, cinco dias, cinco sessões, para conferir "O Jogo da Imitação" na tela.

Nenhum comentário: