*

*

*

*

quarta-feira, 12 de julho de 2017

"A Câmara e as condecorações"

Por Adilson Simas
A Câmara desta cidade é a que tem instituído maior número de condecorações.
Apenas duas seriam necessárias: O título de cidadania e a Comenda Maria Quitéria.
O título para quem não nasceu na Feira. A comenda, àqueles com grandes serviços prestados, nos diversos setores, nascidos ou não na Feira.
Monsenhor Mário Pessoas foi o primeiro agraciado com a cidadania, final dos anos 50.
Radialista Edival Souza o primeiro agraciado com a comenda, final dos anos 70.
Como são muitas as condecorações, algumas, mesmo importantes, nem os vereadores conhecem.
Entre elas, a Medalha de Honra ao Mérito Olney São Paulo, iniciativa do então vereador Ângelo Almeida, que a casa aprovou em 2010 com a seguinte justificativa:
"Concedida anualmente a duas pessoas ou entidades que tenham contribuído na difusão da cultura e da arte e na revelação de jovens artistas no âmbito do Município de Feira de Santana."
Passados sete anos da sua instituição e em que pese a Feira ter hoje como ontem, um forte movimento artístico-cultural, a "Colenda Câmara de Vereadores" continua fechada para este segmento.
Ufa!
Fonte: "Blog Por Simas"

Nenhum comentário: