*

*
Clique na logo para ouvir

*

*

terça-feira, 27 de março de 2012

Targino Machado espera que Assembleia Itinerante seja mantida por Marcelo Nilo

Realizada na quinta-feira, 22, em Itabuna, Sul da Bahia, a Assembleia Itinerante foi marcada por muitas reclamações e protestos da população que reside na região. Para o deputado estadual Targino Machado (Foto: Divulgação), líder do bloco PRP/PSC/PTN na ALBA, as vaias proferidas aos governistas foram merecidas.
"A última quinta-feira foi um dia memorável, onde a Casa, na sessão itinerante, abriu as suas portas, as suas entranhas, para exercer seu verdadeiro papel: do poder de representação, onde o povo precisa estar presente. E já que não é bem representado pela maioria dos deputados, que, ao invés de fazer a pregação, seguindo as coisas que prometeu nas campanhas eleitorais, votando de acordo com seus ideais, vota a favor dos interesses político-partidários e, por vezes, também do governo. Só que nem sempre esses interesses vão ao encontro dos anseios da população", afirmou.
De acordo com o parlamentar, a revolta de todos, na oportunidade, tem um importante motivo: a falta de obras na região. "A informação que chegou para mim é que naquela região não existe uma obra do governo estadual. A única obra que existe do PT nesta região é o terrorismo biológico. A importação da vassoura-de-bruxa, essa miséria que contaminou não só os pés e a lavoura do cacau, mas infelicitou toda uma região. Essa Assembleia Itinerante foi bom para mostrar que os baianos não concordam com a inoperância do governo Wagner", finalizou.
Ainda segundo Targino, esse evento deve ser levado à todas as cidades da Bahia. "Fiquei feliz pela realização do evento em Itabuna e o considero salutar. O presidente da Casa deve levá-lo para todas as cidades. Naturalmente, não sei se acontecerão os protestos que ocorreram em Itabuna, da mesma forma em outros municípios, pois, se isso acontecer, a Bahia estará acabada nas suas esperanças e desenvolvimento", disse.
(Com informações de Maurício Naiberg, da Assessoria de Imprensa)

Nenhum comentário: