*

*
Clique na logo para ouvir

*

*

terça-feira, 26 de agosto de 2008

Ameaças e promessas

Por Rocha Martinez
Engraçado, enquanto Tarcízio Pimenta, candidato do Democratas à Prefeitura de Feira de Santana, fica com a prata da casa (prefeito José Ronaldo de Carvalho) que conhece os problemas domésticos, ou seja, não busca pretensiosos apoios de figuras nacionais, outros candidatos ostentam figurões, conhecidos charlatães na arte de fazer veladas ameaças, condicionando-as às promessas.
A população feirense ainda espera pela recuperação da BR-324, aguarda a duplicação do Anel do Contorno, está na expectativa de ouvir as sirenes das viaturas da Polícia, vislumbram a conclusão do Teatro e Centro de Convenções, de construção iniciada e adiantada, mas logo interrompida tão logo assumiu o novo governador do Estado, e, os pais feirenses, somente não aguardam pelo prometido Hospital da Criança, porque Feira de Santana já tem um hospital para os meninos, mas, este foi construído por José Ronaldo.
Ah, sim, não se pode esquecer, que também construiu a praça de alimentação da avenida Getúlio Vargas, o Parque da Cidade Frei José Monteiro, recuperou a Biblioteca Municipal Arnold Silva, restaurou o Paço Municipal Maria Quitéria e reforma o Teatro Margarida Ribeiro, construiu e está construindo os importantes viadutos, o Museu Parque do Saber, o Parque da Lagoa do Geladinho, o Ginásio de Esporte, centenas de praças, a exemplo da praça João Barbosa de Carvalho (a do Fórum), as três estações de transbordo, mercados construídos, urbanização e cobertura da feira livre da Estação Nova, da feirinha e da praça do Tomba, as obras de arte conhecidas como Portal do Sertão, que fazem os visitantes ao chegarem em Feira de Santana ter desde o início uma imagem positiva da pujança desta cidade.
Tem mais ações e intervenções, como a desapropriação das nascentes do rio Subaé - verdadeiro marco na política ambiental que se desenvolve em Feira de Santana -, com reflexos até em outros municípios, centros de aprendizagem e facilidades estruturais, que atraíram e atraem novas empresas para aqui se instalarem, possibilitando empregos e oportunidades de negócios variados, para todos segmentos profissionais, drenagens, quilômetros de ruas pavimentadas, instalação de unidades de saúde.
Ufa! Não dá para relacionar tudo que se fez e que está se fazendo nesses oito anos de governo.
Ora, ficar ameaçando que Feira de Santana só vai crescer se votar em determinado candidato, complementando as ameaças com promessas adredemente condicionadas, não pode ter um bom resultado sobre a dignidade do povo feirense, não pode suplantar tantas realizações.
O certo é que para Tarcízio Pimenta, é "melhor ter um pássaro na mão que dois voando para Brasília".

* Rocha Martinez é advogado e escritor

Nenhum comentário: