*

*

Rede Orient - A partir de quinta-feira, 14

Rede Orient - A partir de quinta-feira, 14
Orient Cineplace Boulevard - 15 - 18 (Dub) - 21 (Leg)

quinta-feira, 14 de julho de 2016

César Romero recebe Medalha Thomé de Souza



Artista plástico, crítico e psiquiatra, natural de Feira de Santana, César Romero foi indicado pela vereadora Kátia Alves para receber a Medalha Thomé de Souza, da Câmara Municipal de Salvador. Aprovada por unanimidade pela Casa, a honraria será concedida ao homenageado em solenidade marcada para o dia 12 de agosto, às 18 horas, no Plenário Cosme de Farias, no Paço do Poder Legislativo.
“O evento pretende coroar cinco décadas de carreira de César Romero, dedicadas à criação artística e à divulgação da cultura baiana no Brasil e no mundo”, afirma a vereadora.
De acordo com Kátia Alves, além de sólida trajetória como artista plástico, tendo participado de 500 exposições coletivas, 39 individuais e possuir trabalhos em 46 museus brasileiros, ele escreve há 40 anos ininterruptos para a  imprensa baiana. “Premiado pela longeva atuação, César é a única pessoa nascida no Nordeste a integrar a Comissão de Credenciais da Associação Brasileira de Críticos de Arte (ABCA) e a ocupar o cargo de Conselheiro Consultivo da Associação Paulista de Artistas Plásticos Profissionais (APA-SP)”, assinala.
César Romero assim se manifestou: “Estou muito honrado com a Medalha Thomé de Souza, aprovada por unanimidade pela Câmara Municipal. É um reconhecimento da cidade do Salvador através de seus representantes por meu meio século de atividades como artista visual e crítico de arte. Estou profundamente agradecido especialmente pela indicação da vereadora Katia Alves, que sempre foi sensível as manifestações culturais da cidade”.
Honraria
Instituída por meio da Resolução nº 334/73, a medalha Thomé de Souza é oferecida a personalidades e instituições que tenham se destacado e contribuído com relevantes serviços prestados à cidade. Os indicados são selecionados de forma criteriosa pela Mesa Diretora da Câmara, cuja aprovação depende de voto favorável de, no mínimo, dois terços dos integrantes da Casa.

Nenhum comentário: