Lançamento nacional

Lançamento nacional
Orient Cineplace Boulevard - 13 horas e 17h10

quinta-feira, 24 de julho de 2008

Preciosidade de Olney São Paulo

















Capas do livro de Olney São Paulo
Reprodução
Talvez pelos empréstimos feitos que nunca foram devolvidos ou pelas minhas várias mudanças de domicílio tinha perdido meu exemplar do livro "A Antevéspera e O Canto do Sol", de contos e novelas de Olney São Paulo, lançado em 1969, por José Álvaro Editor, do Rio de Janeiro, com a colaboração do Instituto Nacional do Livro.
Agora, graças à garimpagem na Internet, acabo de receber da Ex-Libris Livraria "Traça", um sebo virtual de Porto Alegre-RS, a preciosidade que é a publicação.
Como afirma o cineasta Alex Viany na apresentação, "são estórias daqui e de um outro mundo, da Bahia e do Brasil, contos sempre motivados por uma tradição baiana-brasileiro-universal".
"Manhã Cinzenta", "argumento ou roteiro cinematográfico, conto ou narrativa literária", como disse Viany, abre o livro em que "se misturam os interesses cinematográficos e literários de Olney São Paulo", ainda segundo o cineasta, que viu Olney passar seu texto para a tela.
Na primeira parte do livro, "contos de uma cidade morta", além de "Manhã Cinzenta" tem "A Antevéspera", "Fuga", "Sede", "Festim à Meia Noite", e "A Última História". Na segunda parte, "estórias do sertão enfermo", além de "O Canto do Sol", tem "A Morte em Tempo de Estio na Encruzilhada do Destêrro", "A Rebelião e o Vento", "O Destacamento", "O ABC do Enforcado", e "A Transcendente Anunciação da Rosa".
Lembrar que o livro foi lançado em 1969 em Feira de Santana na Livraria Jacuípe, de Humberto Mascarenhas, na praça Bernadino Bahia. Também que em suas andanças em Feira de Santana, depois de estar morando no Rio de Janeiro, no início dos anos 70, Olney deixou comigo vários exemplares em consignação, que foram tiveram venda avulsa a interessados.

Um comentário:

Mário Sant'Ana disse...

A diversidade de temas (artes, cinema, variedades e política) do blog demais é de causar inveja aos demais de Feira. A qualidade da informação com textos bem escritos tem motivado sempre a nossa leitura.