Dê este livro - R$ 30,00 - de presente

Dê este livro - R$ 30,00 - de presente
Adquira no Boulevard Shopping (na Cappa Clara Tabacaria), Restaurante Flor do Maracujá (na Kalilândia), bancas Avenida, Cidreira e Status (na avenida Getúlio Vargas), no Espaço Cultural e O Folheteiro (no Mercado de Arte Popular)

Venda antecipada no Orient Cineplace Boulevard

Venda antecipada no Orient Cineplace Boulevard

Venda antecipada no Orient Cineplace Boulevard
Lançamento em 15 de agosto no Orient Cineplace Boulevard - 11 - 13h20 - 15h40 - 18 - 20h20

quarta-feira, 20 de fevereiro de 2019

"Eu Sou Inimigo da Globo" em primeiro lugar no Twitter

Internautas entendem que
a emissora é inimiga do povo brasileiro

Após a revelação do áudio entre o presidente Jair Bolsonaro e o ex-secretário da Presidência Gustavo Bebianno ser divulgado, a Rede Globo lançou uma nota na Globo News dizendo que não tem inimigos.
A resposta é para a fala do presidente que foi contra o encontro entre Bebianno e o vice-presidente de Relações Institucionais do Grupo Globo, Paulo Tonet Camargo, no Palácio do Planalto.
Bolsonaro afirmou: "Gustavo, o que eu acho desse cara da Globo dentro do Palácio do Planalto: eu não quero ele aí dentro. Qual a mensagem que vai dar para as outras emissoras? Que nós estamos se aproximando da Globo. Então não dá para ter esse tipo de relacionamento. Agora… Inimigo passivo, sim. Agora… Trazer o inimigo para dentro de casa é outra história".
A nota da emissora sobre essa fala foi que "O Grupo Globo considera que não tem nem cultiva inimigos". Defendeu-se a postura da empresa afirmando que "sua missão é levar ao público jornalismo independente - dando transparência a tudo o que é relevante para o País - e entretenimento de qualidade".
Mas no Twitter, apoiadores do presidente subiram a hashtag "Eu Sou Inimigo da Globo" e o assunto ficou em primeiro lugar no trend topics do microblog.
"Eu sou inimiga da Globo porque a Rede Globo é inimiga do Brasil. Eu não coloco inimigos dentro da minha casa e o governo Bolsonaro está correto em fazer o mesmo", escreveu uma internauta.
"Eu acho que chamar a Globo de inimiga é suave de mais, essa emissora é arqui-inimiga não só do governo Bolsonaro, mas também do povo brasileiro", disse a professora Paula Marisa.
Fonte: "Gospel Prime"

Um comentário:

Unknown disse...

#sou inimiga da Globo pela minha família e pelo brasileiros isso não e5jornalista sério é de fofoca e esse desespero porque governo tirou os patrocínio milionários ... prostituta #Redeglobonao.