#vaiterBRT

terça-feira, 13 de setembro de 2016

José Ronaldo destaca Hospital da Mulher como serviço de excelência na saúde



Obras do BRT concluídas em um ano
"A um custo anual de R$ 34 milhões, Feira de Santana é uma das poucas  exceções entre os municípios brasileiros que conseguem manter, com  recursos próprios, um hospital público", ponderou o prefeito José  Ronaldo, ao se referir ao Hospital da Mulher, considerado pelo candidato à reeleição "um serviço de excelência" prestado à população na área de Saúde.
A assertiva de José Ronaldo se deu ao responder aos radialistas Fernando Moreira e Luiz Santos, ao indagá-lo, durante o programa "Linha Direta", na Rádio Sociedade, ao meio-dia desta terça-feira, 13, sobre a possibilidade de o Município construir um hospital geral, com vistas a suprir as demandas crescentes. O candidato a vice-prefeito Colbert Martins (PMDB) acompanhou José Ronaldo.
"Imaginem o quanto não custaria aos cofres do Município construir um hospital geral? Quem prometeu a construção de um hospital novo foi o governador e seus aliados. Há alguns meses, também prometeram converter o Hospital da Criança num hospital materno-infantil, e nada fizeram, até agora", indignou-se José Ronaldo, atribuindo estas responsabilidades ao Governo do Estado.
"VAI TER BRT"
Aludindo-se aos elogios colhidos pelo Governo do Rio de Janeiro, no quesito "mobilidade urbana", durante as Olimpíadas sediadas na cidade carioca, tendo no BRT o seu principal enfoque, José Ronaldo reafirmou que, "no máximo dentro de um ano", as obras deste modal de transporte estarão concluídas, em Feira de Santana.
"É o povo que está sentindo a necessidade desta alternativa de transporte. A tendência é melhorar cada vez mais o sistema. Para isso, o Município está investindo também na pavimentação de ruas, e novos corredores de ônibus estão sendo pavimentados", afirmou.
(Com informações da Ascom da Coligação: "O Trabalho Vai Continuar”)

Nenhum comentário: