Pré-estreia nesta quarta-feira, 14, às 20 horas

Pré-estreia nesta quarta-feira, 14, às 20 horas
No Orient Cineplace Boulevard

No Orient Cineplace Boulevard, a partir de quinta-feira, 15

No Orient Cineplace Boulevard, a partir de quinta-feira, 15
13 horas e 17h10

terça-feira, 13 de novembro de 2018

"Substituta de Moro nega pedido que poderia adiar sentença no caso Instituto Lula"


A juíza Gabriela Hardt negou um pedido das defesas de Lula e do executivo Paulo Ricardo Barqueiro de Melo, delator da Odebrecht, por novos interrogatórios na ação penal que apura pagamento de propina, por meio da compra de um terreno para o Instituto Lula.
Os pedidos, como registramos aqui, foram motivados pela nomeação de Sergio Moro como ministro da Justiça de Jair Bolsonaro. Os advogados alegaram necessário "respeito aos princípios da ampla defesa e do contraditório".
A substituta de Moro decidiu que não faz sentido.
"Cabe à Defesa comprovar eventual prejuízo na prolação da sentença por outro juiz, o que, em princípio, não ocorreu", diz ela, em trecho da sentença (veja a íntegra aqui).

Fórum de alto nível em Barcelona


Secretários de Planejamento e de Trabalho, Turismo e Desenvolvimento Econômico representam Feira de Santana

O Smart City Expo World Congres, que ocorre até quinta-feira, 15, em Barcelona, no Hall 2 do Gran Vira Venue, é o maior evento sobre cidades inteligentes do mundo e está em sua oitava edição. 
Nele, a participação dos secretários de Planejamento Carlos Brito e de Trabalho, Turismo e Desenvolvimento Econômico, representando Feira de Santana.
Trata-se de um fórum de alto nível que prevê trocas de boas práticas em políticas públicas e criação de sinergias entre as principais partes interessadas no movimento de cidades inteligentes.
Este ano, o SCEWC se concentra em cinco tópicos principais: transformação digital, ambiente urbano, mobilidade, cidades inclusivas e compartilhadas, e governança e finanças.
O Congresso Mundial Smart City Expo oferece um ponto de encontro único para setores de cidades inteligentes e uma plataforma inovadora para ação urbana em todo o mundo por meio da promoção de oportunidades de negócios. O evento é dedicado a criar um futuro melhor para as cidades e seus cidadãos em todo o mundo.
Na imagem, Carlos Brito e Borges Júnior em reunião de trabalho na Câmara de Comércio Brasil-Catalunha.

Comércio funciona no feriado da Proclamação da República


Está autorizado o funcionamento de estabelecimentos comerciais nesta quinta-feira, 15, dia da Proclamação da República, feriado nacional, criado pela Lei nº 662, de 6 de abril de 1949.
O prefeito Colbert Martins considerou a solicitação conjunta do Sindicato do Comércio de Feira de Santana e do Sindicato dos Empregados no Comércio de Feira de Santana para decretar a medida.
Os estabelecimentos comerciais localizados no centro da cidade, funcionam das 9 às 14 horas, Boulevard Shopping, das 14 às 20 horas, e América Outlet, das 10 às 22 horas.


"Twiter e Facebook se omitiram diante de fake news"

Especialistas em redes sociais não esperavam o desmentido do Twitter e Facebook agora, duas semanas depois da eleição, e sim quando foi "denunciado", a nove dias do segundo turno, o suposto "impulsionamento" de mensagens para beneficiar o candidato presidencial Jair Bolsonaro. As duas redes sociais se omitiram mesmo sabendo que não passava de "fake news" a denúncia que impactou na intenção de votos.
Crime de mando?
A nove dias do segundo turno, a "Folha" divulgou que empresários pró-Bolsonaro teriam contratado o suposto impulsionamento por até R$ 12 milhões.
Pontos preciosos
O "escândalo" refletiu na campanha: Bolsonaro perdeu ao menos cinco pontos na intenção de votos na última semana do primeiro turno.
Estranho silêncio
Facebook e Twitter negam qualquer impulsionamento por Bolsonaro. Só não explicam porque demoraram 26 dias para anunciar isso.
Fonte: Cláudio Humberto

segunda-feira, 12 de novembro de 2018

Feira livre foi cenário de "O Pistoleiro"

João Carlos Barroso nas filmagens de "O Pistoleiro", na feira livre de Feira de Santana
Foto: Reprodução
Nas minhas lembranças do convívio com o cineasta Olney São Paulo, sempre conto que no início de 1976, assistimos juntos ao filme baiano "O Pistoleiro", de Oscar Santana, no Cine Timbira, em sessão noturna. Neste sábado, 23, revi em DVD o filme baiano, graças a cópia cedida pelo professor Carlos Brito, do Núcleo da Preservação da Memória Feirense, que tem estado em contato com o cineasta Oscar Santana.
Antes de ser extinta, a feira livre de Feira de Santana foi cenário do filme. Aos 39 minutos aparece o personagem de Rui Resende em locação no passeio do Paço Municipal, sentado em uma cadeira de engraxate (vivido por um adolescente na época conhecido como Barrão). Ele oberva uma vítima que está na feira livre, na praça João Pedreira e caminha entre as barracas. Depois, com pouco mais de uma hora de filme, aparece o personagem de João Carlos Barroso em cena na praça Fróes da Motta.
"O Pistoleiro" conta a história de três matadores de aluguel, bem ao estilo dos que atuam no Nordeste. Um (Rui Resende) deles é veterano na profissão, já com a índole criminosa impregnada. Outro (Emiliano Queiroz), é ingênuo, quase débil mental, e o terceiro (João Carlos Barroso), o circunstancial, comete um assassinato por vingança e é obrigado, sob a proteção de um mandante (Gilberto Mestrinho), a enveredar pelo caminho do crime.
Assim, o tema do filme é "a preservação da vida e a contestação a morte premeditada", segundo Oscar Santana. Para ele, "partindo desse principio resolvi fazer um filme analisando o comportamento do homem diante da morte premeditada".
No filme, a morte é quase sempre motivada por vingança, religiosidade, afronta pessoal e por motivos econômicos.
O ator João Carlos Barroso, que faz o papel título, foi candidato ao Prêmio Coruja de Ouro, na categoria de protagonista. Ele, mais Gilberto Mestrinho, Emiliano Queiroz, Rui Resende, Elza de Castro, Regina Célia e Denise Bandeira, atores coadjuvantes da Rede Globo, que foram contratados. No elenco de sustentação, nomes baianos como Roberto Ferreira (o Zé Coió), Milton Gaúcho, Francisco Santos, Garibaldo Matos, Yan Sobanski, João Di Sordi, Maria Ligia - estes dois do elenco de "O Grito da Terra", de Olney - e o compositor Fernando Lona.
Oscar Santana, da Sani Filmes, é pioneiro no cinejornalismo baiano, criando, com outros, "A Bahia na Tela", no tempo em que as “atualidades” eram imprescindíveis como complementos nacionais antes do filme em cartaz. Com a sua produtora continua a fazer cinema até hoje. Pode-se afirmar que é único empresário baiano bem sucedido na área de cinema, com documentários premiados pelo apuro técnico, alto grau de carpintaria e artesania.
Postagem feita no dia 23 de maio de 2009

Morre Stan Lee


Faleceu nesta segunda-feira, 12, Stan Lee, aos 95 anos. Ele era um dos ícones da indústria de quadrinhos. Criou grande parte dos personagens da Marvel Comics. Ele apareceu em vários filmes, como ele mesmo. 
Filmografia
2018 Venom - em cartaz, no Orient Cineplace Boulevard
2018 Homem-Formiga e a Vespa
2018 Vingadores: Guerra Infinita
2018 Pantera Negra
2017 Thor: Ragnarok
2017 Homem-Aranha: De Volta ao Lar
2017 Guardiões da Galáxia Vol. 2
2016 Doutor Estranho
2016 X-Men: Apocalipse (na Foto, IMDb)
2016 Capitão América: Guerra Civil
2016 Deadpool
2015 Homem-Formiga
2015 Vingadores: Era de Ultron
2014 Guardiões da Galáxia
2014 O Espetacular Homem-Aranha 2: A Ameaça de Electro
2014 Capitão América 2: O Soldado Invernal
2013 Thor: O Mundo Sombrio
2013 Homem de Ferro 3
2012 O Espetacular Homem-Aranha
2012 The Avengers: Os Vingadores
2011 Capitão América: O Primeiro Vingador
2011 Thor 
Fonte: IMDb


"Bolsonaro atrai investidores em fuga do México"

O México, que tem um governo de esquerda, está perdendo investimentos para o Brasil, que elegeu um governo de direita.

Diz a Bloomberg:
"Ativos mexicanos têm ficado para trás de seus concorrentes desde que o novo presidente Andres Manuel Lopez Obrador desmantelou o projeto de um aeroporto, medida que foi seguida por uma proposta de seu partido de cortar as taxas bancárias.
Enquanto isso, o presidente eleito do Brasil, Jair Bolsonaro, está conquistando investidores com planos de vender empresas estatais, reformar a Previdência e reduzir o déficit fiscal, atraindo fundos de outros mercados emergentes."
Fonte: https://www.oantagonista.com

Secretários feirenses em Congresso Mundial de Cidades Inteligentes em Barcelona

No Smart City Expo World Congress, em Barcelona, na Espanha, a participação dos secretários de Planejamento Carlos Brito e de Trabalho, Turismo e Desenvolvimento Econômico Antônio Carlos Borges Júnior, representando Feira de Santana, até quinta-feira, 15. 
Com representantes de outras cidades brasileiras eles têm a oportunidade de conhecer de primeira mão as experiências de outras cidades do resto do mundo.
No congresso mundial, todos os expositores - são 840 - com mais de 400 expoentes especialistas em planejamento urbano, energia renovável, resiliência e inclusão social.
Estão conhecendo sobre o futuro da conectividade e da economia circular, entre outros temas de cidades inteligentes.
Nesta segunda-feira, 12, os dois feirenses participaram de reunião da Câmara de Comércio Brasil-Catalunha (Foto).


Natal: ação com a Bauducco antecipa clima festivo no Boulevard


O clima de Natal já chegou ao Boulevard e o shopping realizará uma ação que já é tradição na cidade: Natal Bauducco no Boulevard. A ação visa proporcionar aos clientes a oportunidade de adquirir latas temáticas natalinas de panettones e chocottones da marca Bauducco, por valor reduzido, durante o mês de novembro.
Para participar, é preciso juntar R$ 200,00 em compras + R$ 20,00 em espécie e trocar por uma lata (750 gramas) do seu sabor preferido até 30 de novembro, ou enquanto durar o estoque. Cada CPF pode retirar até três latas. O balcão de trocas ficará localizado na entrada E3.
(Com informações de Julia Raquel, da ComunicAtiva Associados)

"Acertou em cheio"


Levantamento Paraná Pesquisas aniquila as críticas à escolha do juiz Sérgio Moro para o Ministério da Justiça: na faixa etária que compõe a maioria dos brasileiros (de 24 aos 59 anos), a aprovação é de 85,3%.
Fonte: Cláudio Humberto

"Quanto pior, melhor"


Nas redes sociais, a turma do PT e da "resistência" contra a vitória do presidente eleito dizem que "não podemos deixar [Bolsonaro] fazer um bom governo, nem tirar o Nordeste da miséria".
Fonte: Claudio Humberto

"Esse caos tem responsáveis"

Por Percival Puggina

Insegurança generalizada, permanentes riscos de lesão física e patrimonial, indisciplina nos colégios, baixíssimo rendimento escolar, desrespeito a pais e professores, promiscuidade, gravidez na adolescência, drogas, falta de referências morais e perda da noção de limites, corrupção em variados níveis e modos… Como tudo isso pode acontecer em tão curto espaço de tempo, no espaço de tempo de uma geração, da minha geração? Quando nasci o Brasil não era assim e pude observar a degradação da sociedade brasileira, saindo praticamente do ponto zero, chegar ao quadro atual. Cavalheiros e damas dos anos 30, 40, 50! Nós vimos o Brasil ir assumindo essa face sinistra.
Não se diga que é tudo fruto do acaso. De fatalidades e coincidências. O caos tem responsáveis. Exatamente porque a tudo assisti, sei como tudo começou, mediante a propagação de ideias erradas, perversas, desorientadoras! São as mesmas que hoje batem cabeça revoltadas contra a vitória de Jair Bolsonaro, consagrado nas urnas por afirmar enunciados conservadores.
Terrível audácia, a desse sujeito que ousa mencionar Deus mais de uma vez no mesmo discurso! Tipo repulsivo esse que fala em autoridade, em respeito aos mais velhos, em responsabilidade, em combater a impunidade e prender bandidos. Em proteger a inocência infantil e a instituição familiar. Sujeito impertinente esse que quer estudante estudando e professor ensinando, que não vai legalizar drogas e não confunde liberdade com libertinagem.
É tudo relação de causa e efeito! O caos que se instalou na sociedade brasileira resulta de uma série de estratégias políticas revolucionárias que precisam desse caos para prosperar. São estratégias viabilizadas por professores que, enquanto nada ensinam, cultivam a rebeldia adolescente ao ponto de ruptura com as referências familiares e, de lambuja, promovem a imagem "missionária" de Che Guevara. São estratégias que, quanto mais criticas faziam à TV Globo, mais se valiam dos desarranjos morais promovidos em suas novelas para produzir uma geração de pais irresponsáveis, moderninhos, “progressistas”. São estratégias que precisam da CNBB, dos padres militantes, da teologia da libertação e de suas más parcerias para a incrível esterilização voluntária da missão evangelizadora da Igreja e de tantos educandários católicos. Tudo isso é o avesso do que a sociedade precisa para seu desenvolvimento econômico, para a efetiva harmonia social, para o efetivo pluralismo e para a efetiva superação de preconceitos.
Sem dúvida, o melhor sinal no horizonte deste ano que já vai terminando foi o renascimento de um conservadorismo ainda embrionário, buscando modo, voz e expressão. Parcela significativa da sociedade percebeu, finalmente, as relações de causa e efeito entre ideias e estilos de vida propagados entre nós e o estrago que acabaram produzindo. A permissividade geral nos trouxe a este ponto. Os que criaram o caos social constrangendo toda divergência, agora se agitam para defendê-lo nos jornais, microfones e telinhas de sempre.
Percival Puggina, membro da Academia Rio-Grandense de Letras, é arquiteto, empresário e escritor e titular do site www.puggina.org, colunista de dezenas de jornais e sites no país. Autor de "Crônicas Contra o Totalitarismo"; "Cuba, a Tragédia da Utopia"; "Pombas e Gaviões"; "A Tomada do Brasil". integrante do grupo Pensar+.
Fonte: https://diariodopoder.com.br

sábado, 10 de novembro de 2018

Festival Japonês em 1960 no Cine Santanópolis

O Festival Japonês no Cine Santanópolis ocorreu entre 5 e 11 de maio de 1960, conforme anúncio no jornal "Folha do Norte", edição de 16 de abril daquele ano.
Foram sete filmes de quinta-feira, 5, a quarta-feira, 11, um por dia.
Os filmes, na ordem, foram:
"Morte à Fera" (*)
"Corações Solitários" (*)
"As Aventuras dos Guerreiros Vagabundos" (Segoku Gunto-Den), de Toshio Suge, 1959, com Toshiro Mifune, Yoko Tsukasa e Takashi Shimura.
"O Bando Sinistro" (*)
"O Conto do Samurai" (Aru Lengo no Shogai), de Hiroshi Inakagi, 1959, com Toshiro Mifune, Yoko Tsukasa e Akira Takarada.
"Fortaleza Escondida" (Kakushi Toride no San-Akunim), de Akira Kurosawa, 1958, com Toshiro Mifune e Misa Uehara.
"3 Brotos Alucinantes" (*)
(*) Sem maiores dados.

Noite cultural diferenciada


Mais uma ação diferenciada com a noite de pura cultura proporcionada pela Fundação Senhor dos Passos, através no Núcleo de Preservação da Memória Feirense Rollie E. Poppino, tendo como sítio o belo Casarão Fróes da Motta, na sexta-feira, 9.
O lançamento do livro "Memórias - Arnold Ferreira da Silva" ocorreu concomitantemente com concerto da sesquicentenária Sociedade Filarmônica 25 de Março em homenagem póstuma ao sócio benemérito Arnold Ferreira da Silva.
O livro - R$ 40,00 - tem como organizadores Carlos Alberto Almeida Mello e Carlos Alberto Oliveira Brito, que autografaram exemplares para os presentes.
O historiador Antonio Moreira Ferreira afirma categoricamente na apresentação da publicação que "Feira de Santana fica devendo aos autores mais esse pedaço da recuperação da sua história".
No concerto da 25 de Março, sob a regência de Antonio Neves, com alunos da Escola de Música Professor Estevam Moura, foram executados dobrados, marcha, valsa, fantasia e canções populares, inclusive "Asa Branca", de Luiz Gonzaga e Renato Teixeira, com arranjo de Antônio Neves. A seleta platéia aplaudia de pé as enlevantes peças musicais.
Presenças de: Arnold Silva Neto, Ítala Pitombo e Valdy Pitombo, netos do homenageado postumamente, José Raimundo de Azevedo e Sarah Pires, Adauto Franco e Edilzia, Dálvaro Neto e Ieda, artista plástico Juraci Dórea, presidente do Instituto Histórico e Geográfico de Feira de Santana Lia Célia Leal, secretário de Desenvolvimento Econômico Antonio Carlos Borges Júnior, Ada Bahia com o filho Carlitinho Bahia, Reginaldo Caribé com a filha Mônica,  Wilson Pereira, escritor José Brandão, jornalistas José Carlos Teixeira e Licia Silva, Lívia Silva, Lindaura Silva, Alfredo Falcão, Péricles Mercês, professores Ana Rita Neves e José Francisco Amaral, fotógrafo Ângelo Pinto, Roberto Brito, Antônio Azevedo, Francisco Pinto Moraes, Paulo Caribé, colunista Ailton Pitombo, entre outros.

Festival de Reprises da 20th Century Fox no Cine Santanópolis

Mais uma lembrança de festivais de filmes, no Cine Santanópolis, nos anos 1960.
Graças ao jornalista José Carlos Teixeira, que também gosta de cinema, informação sobre anúncio no jornal "Folha do Norte", edição de 16 de abril de 1960, com programação do Festival de Reprises da Fox e Festival Japonês.
O primeiro, em abril de 1960, com sete filmes de sexta-feira, 23, a sábado, 29, um por dia.
Os filmes, na ordem, foram:
"Jardim do Pecado" (Garden o Evil), western de Henry Hathaway, 1954, com Gary Cooper, Susan Hayward, Richard Widmark e Rita Moreno.
"Carmen Jones" (Carmen Jones), drama de Otto Preminger, 1954, baseado na ópera de Bizet, com Harry Belafonte e Dorothy Dandridge.
"Casa de Bambu" (House of Bamboo), filme noir de Samuel Fuller, 1955, com Robert Ryan, Robert Stack e Shirley Yamaguchi.
"O Rei e Eu" (The King and I), musical de Walter Lang, 1956, com Yul Brynner e Deborah Kerr.
"Ilha nos Trópicos" (Island in the Sun), drama romântico de Robert Rossen, 1957, com James Mason, Joan Fontaine, Joan Collins, Harry Belafonte, Dorothy Dandridge e Stephen Boyd.
"E Agora Brilha o Sol" (The Sun Also Rises), drama romântico de Henry King, 1957, com Tyrone Power, Ava Gardner e Errol Flynn.
"Caçador da Fronteira" (The Deerslayer), aventura de Kurt Newman, 1957, com Lex Barker e Rita Moreno.
Em outra postagem, o Festival Japonês.

sexta-feira, 9 de novembro de 2018

"A banição do PT"


A edição 2551 da revista "IstoÉ" está no ar: "A banição do PT" 
Nas bancas e na Internet


Desenvoltura de deputada federal eleita


Em Brasília-DF, nesta semana, deputada federal eleita Professora Dayane Pimentel com Sérgio Moro, futuro ministro da Justiça, e o vice-presidente nacional do PSL, Julian Lemos, deputado federal eleito pela Paraíba. 


MDB informa mudança de endereço da sede em Salvador


O Movimento Democrático Brasileiro da Bahia (MDB-BA) informa a mudança de endereço do partido, em Salvador. A nova sede está localizada no Edifício Mundo Plaza, na avenida Tancredo Neves, n° 620, Caminho das Árvores, 28® andar, sala 2810. O horário de funcionamento agora será das 8 às 17 horas, de segunda-feira a sexta-feira.
MDB da Bahia
Av. Tancredo Neves, n°620
Edifício Mundo Plaza, 28® andar, sala 2810
Caminho das Árvores, Salvador – BA
CEP: 41820-020
(Com informações de Cinara Pereira, da Assessoria de Imprensa do MDB Bahia)




Lançamento de livro e concerto da 25 de Março


Noite de cultura no Casarão Fróes da Motta
No lançamento do livro "Memórias - Arnold Ferreira da Silva", concerto da sesquicentenária Sociedade Filarmônica 25 de Março em homenagem póstuma ao sócio benemérito Arnold Ferreira da Silva, nesta sexta-feira, 9, a partir das 19 horas, no Casarão Fróes da Motta.
O livro "Memórias - Arnold Ferreira da Silva" é uma biografia do político e jornalista Arnold Ferreira da Silva (03.08.1894-08.07.1965).
A publicação tem como organizadores por Carlos Alberto Almeida Mello e Carlos Alberto Oliveira Brito e conta com 142 páginas.
Tem apresentação de Antonio Moreira Ferreira, que afirma categoricamente que "Feira de Santana fica devendo aos autores mais esse pedaço da recuperação da sua história".
No programa do concerto vão ser executados os dobrados "Presidente Carlos Brito", de Antonio França, e "Sonhador", de Osvaldo Cabral; a marcha "Therezinha Silva", de Heráclio Guerreiro; a valsa "Professora Edelvira Oliveira", de Antonio França; "Fantasia Nº 9", de João Camelier com bombardino solo; mais as canções populares "My Way", de Paul Anka, com arranjo de Paulo Neto; "Azul da Cor do Mar", de Tim Maia, com arranjo de Wellington das Mercês; e "Asa Branca", de Luiz Gonzaga Renato Teixeira, com arranjo de Antônio Neves.
O regente da 25 de Março é o maestro Antonio Neves (Foto 2) e o corpo musical - 27 integrantes, incluindo alunos da Escola de Música Maestro Estevam Moura -, conta com Julia Santana e Verena Silva, flautas; Weverton Rodrigues, Stanley Kael, Jorge Sousa, Reinaldo, Tâmilly Souza e Marina Santos, clarinetas; Ruth Carvalho, sax soprano; Paulo Alexandrino, sax tenor;  Sidney Ramos, sax barítono; Aurelino Dias (Nagibe), José Carneiro, João Augusto Reis e Welton Bacelar, trompetes; Sara Fadigas e Maria Layane Oliveira, João da Hora Farias, João Oliveira e Jaime Machado, trombones; Antonio Batista, bombardino; Paulo Neto e Gabriel Silva, tubas; Antonio da Silva, Fabricio e Raphael Reis, percussão.
A ação cultural é da Fundação Senhor dos Passos, através no Núcleo de Preservação da Memória Feirense Rollie E. Poppino.


"Balaio Político" desta sexta-feira


Nova missão
No final de outubro, o deputado federal eleito Zé Neto (PT), esteve em Brasília-DF, "onde conheci muito do que é o funcionamento do Congresso Nacional, para essa nova missão como deputado federal", como revelou em sua página do Facebook.
Moro x Lula
"Lula foi condenado e preso porque cometeu um crime, e não por causa das eleições", do juiz Sergio Moro, em sua primeira coletiva após a confirmação de que será ministro da Justiça do governo do presidente Jair Bolsonaro.
Perigo
"O governo Bolsonaro representa um perigo para a democracia? Sim, se entendermos que o vocabulário bem-pensante denomina de democracia o governo dos exilados de 1964, que, por não haverem desfrutado do poder no período militar, acreditaram merecer uma democracia só deles, com exclusão da maioria conservadora." Do filósofo Olavo de Carvalho. 
Acerto
A Paraná Pesquisas divulgou na terça-feira, 6, um levantamento sobre a percepção do brasileiro quanto a nomeação do juiz Sérgio Moro para o Ministério da Justiça.
Acerto II
Segundo a pesquisa, 82,6% dos brasileiros acreditam que o presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) acertou ao convidar o magistrado para o governo.
Acerto III
Foram entrevistados 2.020 brasileiros em 174 municípios e em 26 Estados mais Distrito Federal, entre 3 a 5 de novembro.
Arnold
"A Câmara Municipal compra do coronel João Pedreira, o sobrado à esquina da praça do mesmo nome, onde já funciona o governo da comuna". Nota na coluna "Crônica Feirense” (1923-1924), de Arnold Silva. A aquisição se deu em 3 de janeiro de 1888, como consta no livro "Memórias - Arnold Ferreira da Silva", que tem lançamento nesta sexta-feira. 
Coluna publicada no jornal "NoiteDia", edição desta sexta-feira, 9

quinta-feira, 8 de novembro de 2018

"Entrevista Com Deus" será lançado dia 15 em mais de 250 salas de cinema

Filme está em sétimo lugar entre os 10 mais aguardados, de acordo com o site AdoroCinema



A uma semana para a estreia do filme "Entrevista Com Deus", que ocorre  na quinta-feira, 15, os questionamentos e lições sobre fé, salvação e livre-arbítrio têm sido ansiosamente aguardados pelos espectadores. Com a pergunta-chave "O que você perguntaria para Deus?", o longa-metragem apresenta a história de Paul Asher (Brenton Thwaites), um jornalista enfrentando questionamentos na vida e em crise no casamento, se vê diante da oportunidade de entrevistar o Todo Poderoso, Deus (David Strathairn). Em diversos momentos, Paul é confrontado sobre sua fé e vive situações contestadoras.
A campanha de lançamento realizada pela 360 WayUp em parceria com a Imagem Filmes tem gerado grande repercussão e muitos internautas têm pensado na hipótese de entrevistar Deus e lançado suas perguntas nas redes sociais, como, por exemplo: "Como foi para Deus dizer 'sim' para pessoas que erram todos os dias?"; "Se Deus enviasse Jesus nos dias de hoje, Ele teria um canal no YouTube para se comunicar com as pessoas?"; "Como Deus enxerga o ser humano, em meio a tanto ódio no mundo?"; "Como arrancar um sorriso de Deus?".
Muitos nomes conhecidos do meio cristão também estão participando. Um deles  é o cantor Tony Allysson, que em suas mídias divulgou que dentre tantas perguntas, a sua seria "Como acessar o poder do Espírito Santo em minha vida de forma mais profunda, como ter mais intimidade com Deus?".
De acordo com Ygor Siqueira, CEO da 360 WayUp, o filme tem tudo para ser um sucesso.
"A expectativa é que o filme alcance o público geral, que seja uma mensagem que traga esperança e que este lançamento possa trazer respostas para muitas perguntas que temos no dia a dia. A ideia é que no fim de semana de estreia muitos grupos de amigos possam se reunir nas salas de cinema de todo o país, porque isso é fundamental para que o filme continue em cartaz por mais tempo", afirma.
A promoção de grupos continua em todo o território nacional. A partir de 50 ingressos, todos do grupo pagam meia. Confira o anúncio abaixo, convide os seus amigos e marque na agenda: Entrevista com Deus, dia 15 de novembro nos cinemas.
(Com informações de Paloma Furtado, da Assessoria de Imprensa de 360 WayUP)



"À espera de novas condenações, Lula trava o PT"

Por Josias de Souza
Formou-se no PT um grupo que enxerga no resultado das urnas uma nova chance para aprender com os erros que fizeram do antipetismo a maior força política da temporada eleitoral de 2018. Esse núcleo defende a saída de Gleisi Hoffmann da presidência do partido e a desobstrução do debate sobre uma autocrítica genuína. Informado, Lula travou o movimento.

Preso em Curitiba desde 7 de abril, Lula executou três lances. Num, sinalizou que continua prestigiando Gleisi. Noutro, cortou as asas de Fernando Haddad, que alguns companheiros enxergavam como um líder emergente. Num terceiro lance, Lula empurrou para depois do Carnaval de 2019 qualquer debate sobre o futuro da legenda e o formato da oposição a ser feita ao governo de Jair Bolsonaro.
Com sua trava, Lula represou articulações que estavam em estágio embrionário. Mas o nível da inquietação interna no PT continua subindo. Sobe num ritmo calculado - nem tão rápido que parece contestação à liderança de Lula nem tão devagar que ignore as evidências de que o grande líder está fadado a amargar pelo menos mais duas novas condenações na Lava Jato, dessa vez sem Sergio Moro, o ''demônio'' para o qual Lula tentava transferir suas culpas.
O pedaço inquieto do petismo projetava a costura de alianças políticas em novas bases, agora sem a pretensão de que o PT voltasse a impor aos parceiros sua liderança hegemônica. O grupo passou a recear que, ao trancar o debate, Lula condene o PT ao isolamento. Na semana passada três aliados - PCdoB, PSB e PDT - começaram a colocar em pé um bloco de oposição na Câmara. Sem o PT.
Na quarta-feira, enquanto Haddad visitava Lula na cadeia de Curitiba, Ciro Gomes (PDT) e Marina Silva (Rede) discutiam em Brasília a formação de uma frente de centro-esquerda para fazer oposição ao governo de Jair Bolsonaro. De novo, sem o PT.
Na 13ª Vara Federal de Curitiba, a juíza substituta de Sergio Moro, Gabriela Hardt, interrogou, também na quarta-feira, três delatores da Odebrecht na ação sobre o sítio utilizado pela família Lula da Silva em Atibaia. Marcelo Odebrecht e seu pai, Emílio, reafirmaram que a obra de reforma da propriedade foi feita como retribuição por favores prestados ao Grupo Odebrecht durante os governos de Lula.
Ex-diretor da Odebrecht, Alexandrino Alencar também repetiu o que dissera em sua delação. Segundo ele, as obras no sítio foram bancadas pela empreiteira a pedido da então primeira-dama Marisa Letícia. Alega-se que ela queria presentear o marido quando ele deixasse a Presidência. Alexandrino contou ter levado o pedido de Marisa a Emílio Odebrecht, que ordenou a execução das obras.
É contra esse pano de fundo que Lula leva o pé à porta para bloquear a movimentação do grupo que defende um debate franco sobre as perversões cometidas pelo PT. Pela enésima vez, o petismo se dá conta de que Lula pensa primeiro nele, não no partido que fundou.
Fonte: https://josiasdesouza.blogosfera.uol.com.br/

Professora Dayane analisa disputar Prefeitura em 2020

Candidatura vem sendo especulada

Com 115.156 votos para Jair Bolsonaro, em Feira de Santana, e expressiva votação da professora Dayane Pimentel, na Bahia, a candidatura para prefeita em 2020, da primeira mulher feirense a representar a Princesa do Sertão na Câmara Federal, vem sendo especulada na cidade e analisada pela professora.
Dayane Pimentel (PSL), que foi eleita deputada federal com 136.742 votos, mais os 115.156 votos dos feirenses em Jair Bolsonaro fortalecem a candidatura de Dayane em 2020. Um dos pontos que mais repercute sobre os resultados do pleito eleitoral é a possibilidade da mulher mais votada neste ano, na Bahia, concorrer à Prefeitura de Feira.
Para a deputada que representa na Bahia, o presidente eleito Jair Bolsonaro saber que seu nome está sendo cogitado para disputar a Prefeitura de Feira em 2020, "reflete a vontade de mudança do povo brasileiro que levou o capitão da reserva à Presidência da República e que a população de Feira continua a manifestar".
"Fui eleita para legislar pelo povo brasileiro em Brasília e concorrer em 2020 não estava nos planos. Porém, não posso fechar os olhos para a vontade do povo da minha cidade que deu expressiva votação a mim e a Jair Bolsonaro. Vou analisar todo o cenário político para as próximas eleições e avaliar a possibilidade de lançar minha candidatura", considerou. 
Sobre a possibilidade de apoiar ou lançar algum candidato, Dayane Pimentel observa que existem nomes para analisar. "A possibilidade de apoiar algum candidato ou até mesmo lançar um nome novo para a disputa é real, porém, toda essa dinâmica da política será constantemente monitorada e no momento certo tomarei uma decisão", encerra professora Dayane.
(Com informações da Assessoria de Comunicação)

"Deputados tentam aprovar 'pacote contra Moro' ainda este ano"

Medidas alteram a legislação sobre delação premiada e caixa dois

O juiz Sérgio Moro (Foto) está licenciado até o final do ano e saiu da Lava Jato após sua nomeação para ser o próximo ministro da Justiça, a convite do presidente eleito Jair Bolsonaro. O Partido dos Trabalhadores tenta "melar" a indicação, alegando que o magistrado responde a um processo da sigla contra ele no Conselho Nacional de Justiça.
Ao mesmo tempo, um grupo de parlamentares de diversas legendas está tentando convencer o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, "a votar projetos que alteram a legislação de delação premiada, caixa dois e a prescrição de crimes de improbidade."
A pressa deles em realizar a votação antes do final do ano deve-se ao temor de que as leis "endureçam" após a posse do novo Congresso, que tem um perfil mais conservador. Muitos dos novos deputados e senadores se elegeram com um discurso de combate à corrupção.
Uma dessas propostas modificaria os termos da lei sobre uma delação, que só terá validade com a apresentação de provas e se o colaborador tiver participado diretamente dos fatos. Ou seja, não valeriam mais relatos sobre conhecimentos sobre um crime.
Também pode ser aprovada uma lei que altera o entendimento do Supremo Tribunal Federal sobre "crimes contra o erário". Em agosto a Corte havia decidido que as ações de ressarcimento são "imprescritíveis" nesses casos.
Fonte: https://noticias.gospelprime.com.br/

Diplomação de Jair Bolsonaro na Presidência no dia 10 de dezembro

Data foi acertada entre a Presidência da Corte e o governo de transição do candidato eleito no pleito deste ano
O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) marcou para segunda-feira, 10 de dezembro - Dia Internacional dos Direitos Humanos -, a cerimônia de diplomação do presidente eleito Jair Bolsonaro e do seu vice Antônio Mourão. A solenidade vai ocorrer no Plenário do TSE, em Brasília, em horário a ser confirmado.
A data foi acertada na tarde de quarta-feira, 7, entre a Presidência do Tribunal e a equipe do governo de transição. Os detalhes da cerimônia serão discutidos nos próximos dias. 
Cerimônia de diplomação 
Ato jurisdicional indispensável e solene, a diplomação é a etapa do processo eleitoral em que se confirma que os candidatos eleitos cumpriram todas as formalidades previstas em lei e estão aptos a serem empossados. 
A solenidade representa o marco final por meio da qual a Justiça Eleitoral entrega oficialmente, a eleitos e suplentes, o diploma eleitoral - documento que permite o exercício do mandato. 
Nas eleições presidenciais, cabe ao TSE realizar a diplomação dos eleitos, em cerimônia que acontece no Plenário da Corte. Os diplomas serão assinados pela presidente do Tribunal, ministra Rosa Weber. 
Este ritual é promovido desde 1951, quando Getúlio Vargas retornou à Presidência da República por meio do voto popular. Suspensa durante o regime militar - de 1964 a 1985 -, a solenidade retornou ao TSE após a redemocratização do país, em 1989, com a eleição de Fernando Collor de Mello. 
Para receber o diploma, os candidatos eleitos precisam estar com o registro de candidatura deferido e as contas de campanha julgadas. De acordo com o Calendário Eleitoral deste ano, as solenidades de diplomação devem ocorrer até o dia 19 de dezembro. 
Fonte: TSE

Aniversário de Carlos Brito

Nesta quinta-feira, 8, da de aniversário de Carlos Brito (Foto), secretário de Planejamento.
Professor da Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs), é também integrante da Fundação Senhor dos Passos e destacado "garimpeiro" de preciosidades históricas e memoriais de Feira de Santana, através do Núcleo de Preservação da Memória Feirense Rollie E. Poppino. Também é dirigente de secular Sociedade Filarmônica 25 de Março.
Um dia depois de sua data natalícia, Brito quem presenteia a cidade com o lançamento do livro organizado por ele e por Carlos Mello: "Memórias: Arnold Ferreira da Silva", no Casarão Fróes da Motta, de quebra com concerto da 25 de Março.

Filmes em Exibição no Orient Cineplace Boulevard

Semana até quarta-feira, 14 de novembro


PRÉ-ESTREIA

ANIMAIS FANTÁSTICOS: OS CRIMES DE GRINDELWALD (Fantastic Beasts: The Crimes of Grindelwald), de David Yates, 2018. Com Eddie Redmayne, Katherine Waterston e Dan Fogler. Aventura. Newt Scamander reencontra os amigos e une forças com seu antigo professor de Hogwarts, Albus Dumbledore, para enfrentar o terrível Gellert Grindelwald. Cópia dublada. Não recomendado para menores de 12 anos. Duração: 112 minutos. Horário: 20 horas, somente na quarta-feira, 14. Sala 4 (261 lugares).
                                 LANÇAMENTOS NACIONAIS
O GRINCH (The Grinch), de Yarrow Cheney e Scott Moisier, 2018. Animação. Baseado no clássico de Theodor Seuss Geisel, Dr. Seuss. O Grinch é um monstro verde que tenta estragar o Natal da cidade de Quemlândia. Ele vive uma vida solitária dentro de uma caverna no com a companhia de seu cachorro, Max. Mas, ele tem seu coração mudado pelo generoso espírito natalino de uma jovem garota.  Cópia dublada. Classificação: Livre. Duração: 90 minutos. Horários: 11 horas (no sábado, 10), 13, 15, 17 e 19 horas. Sala 4 (lugares).
OPERAÇÃO OVERLORD (Overlord), de Julius Avery, 2018. Com Jovan Adepo, Wyatt Russell, Pilou Asbaek e Mathilde Olivier. Thriller. A história de dois soldados norte-americanos atrás das linhas inimigas no Dia D. Não recomendado para menores de 16 anos. Duração: 110 minutos. Horários: 14h50, 17 horas e 19h10, com cópia dublada, e 21h30, com cópia legendada. Sala 1 (24 lugares).
MILLENIUM: A GAROTA NA TEIA DE ARANHA (The Girl in the Spider’s Web), de Fede Alvarez, 2018. Com Claire Foy, Lakeith Stanfield, Sulvia Hoeks e Sverrir Gudnason. Thriller. Uma jovem hacker e um jornalista se vêem capturados numa teia de espiões, criminosos cibernéticos e oficiais corruptos do governo. Não recomendado para menores de 16 anos. Duração: 112 minutos. Horários: 14 horas, 18h50, com cópia dublada, e 21h10, com cópia legendada. Sala 2 (158 lugares).
                                              CONTINUAÇÕES
JOHNNY ENGLISH 3.0 (Johnny English Strikes Again), de David Kerr. Com Rowan Atkinson. Comédia. Após um ataque cibernético revelar a identidade de todos os agentes secretos britânicos, Johnny English é convocado para deixar sua aposentadoria e descobrir o hacker por trás do plano de ataque. Segunda semana. Cópia dublada. Não recomendado para menores de 12 anos. Duração: 88 minutos. Horários: 11h10 (no sábado, 10) e 13 horas, na Sala 1; e 20h50, na Sala 3 (165 lugares).
BOHEMIAN RHAPSODY (Bohemian Rhapsody), de Bryan Singer, 2018. Com Rami Malek, Lucy Boynton, Bem Hardy e Mike Myers. Drama musical biográfico. Celebração do Queen, sua música e seu cantor principal Freddie Mercury, que desafiou estereótipos e quebrou convenções para se tornar um dos artistas mais admirados. O sucesso meteórico da banda através de suas canções icônicas e som revolucionário, a quase implosão quando o estilo de vida de Mercury sai do controle e o reencontro na véspera do Live Aid, em 1985, onde Mercury, agora enfrentando uma doença fatal, comanda a banda em uma das maiores apresentações da história do rock. Segunda semana. Cópia dublada. Não recomendado para menores de 14 anos. Duração: 132 minutos. Horários: 11h20 (no sábado, 10) e 16h15. Sala 2.

O QUEBRA-NOZES E OS QUATRO REINOS (The Nutcracker and the Four Realms), de Lasse Hellstrom e Joe Johnston, 2018. Com Keira Knightley, Mackenzie Fox e Helen Mirren. Aventura. Clara perde a única chave mágica capaz de abrir um presente de valor incalculável dado por seu padrinho. Ela decide, então, iniciar uma jornada de resgate que a leva pelo Reino dos Doces, o Reino das Neves, o Reino das Flores e o Quarto Reino. Segunda semana. Cópia dublada. Classificação: Livre. Duração: 101 minutos. Horários: 11h30 (no sábado, 10), 14h20, 16h30 e 18h40. Sala 3 (261 lugares).
VENOM (Venom), de Ruben Fleischer, 2018. Com Tom Hardy, Michelle Williams, Woody Harrelson e Michelle Lee. Thriller de ação. Eddie Brock é um jornalista que investiga o trabalho de um cientista, suspeito de utilizar cobaias humanas em experimentos mortais. Quando ele acaba entrando em contato com um simbionte alienígena, Eddie se torna Venom, uma máquina de matar incontrolável. Não recomendado para menores de 14 anos. Cópia dublada. Quarta semana. Horário: 21 horas. Sala 4.
                                      ENDEREÇO E TELEFONE
Orient Cineplace Boulevard - Multiplex do Boulevard Shopping, telefax 3225-3185 e telefone 3610-1515, para informações sobre programas e horários.
(Com informações do Departamento de Marketing de Orient Cinemas).