*

*
Clique na logo para ouvir

*

*

quarta-feira, 27 de fevereiro de 2019

"Bolsonaro está bem nas ruas, não no Congresso"

Posta à prova com a reforma da Previdência, a popularidade do presidente Jair Bolsonaro continua em alta nas ruas, de acordo com levantamento realizado pelo instituto Paraná Pesquisa, mas no Congresso ainda não se cristalizou. Até na Bahia, onde o petista Fernando Haddad o derrotou em novembro (ele teve 27,31% dos votos no 2º turno), Bolsonaro virou o jogo e já é aprovado por 57,7%. Já no Congresso, ainda são modestas as estimativas de apoio à reforma.
Três quintos
Para ser aprovada, a emenda que vai mudar o sistema previdenciário necessita de 308 votos na Câmara ou três quintos dos deputados.
Motivo principal
Eleito prometendo o fim do "toma lá, dá cá", Bolsonaro tem negado cargos ambicionados por parlamentares. Cresce a birra do Congresso.
Pressão das redes
O governo conta com a pressão popular (especialmente através das redes sociais) para "motivar" parlamentares a reformar a Previdência.
Ponto importante
O apoio à reforma da Previdência cresce vagarosamente. Deputados parecem ignorar que as redes sociais elegem, mas também cobram.
Fonte: Cláudio Humberto

Nenhum comentário: