#vaiterBRT

sexta-feira, 7 de outubro de 2016

Estratégia pulverizada

Por Dimas Oliveira

A vitória acachapante, esmagadora, de balaiada e fragorosa de José Ronaldo (Democratas), reeleito prefeito de Feira de Santana, ratifica a insignificância da oposição na cidade e demonstra que o PT, aqui também, está em baixa total, mesmo com ex-presidentes, ex-governador e atual governador batendo ponto na campanha.
Bancaram até uma estratégia de pulverização de candidaturas, incentivada por parte dos meios de comunicação locais, que foi por água abaixo e entrou pelo cano, não dando certo pela superioridade numérica do democrata, que vence sua quarta - ou quinta, incluindo a de 2012, com Tarcízio Pimenta - eleição com mais facilidade que as anteriores. Sempre em primeiro turno.
Sua primeira eleição para prefeito foi em 2000, vencendo em primeiro turno, assim como na eleição de 2004. Na eleição de 2012, de novo eleito em primeiro turno, obteve então a vitória eleitoral de maior percentual no Norte e Nordeste do país, obtendo o percentual de 66,04%.
Agora, com 212.408 votos, a vitória de 165.516 votos de frente - 71,12% - para o segundo colocado.
Nem precisava ser vidente para saber que no cenário atual, a vantagem de José Ronaldo seria como as urnas confirmaram.
Quem acreditou nas mentiras da oposição agora tem que dar o braço a torcer, colocar a viola no saco e assumir que são gatos-pingados e marcados para a gozação.
Coluna publicada no jornal "NoiteDia", edição desta sexta-feira, 7

Nenhum comentário: