#vaiterBRT

terça-feira, 4 de outubro de 2016

Apontamentos sobre as eleições

82,90% do eleitorado de Feira de Santana foram às urnas no domingo, 2, com o comparecimento de 329.617 votantes do colégio eleitoral de 397.588. A abstenção foi de 67.971 pessoas (17,10%).
Dos que foram votar 22.622 (6,86%) anularam o voto e 8.314 (2,52%) votaram em branco.
O não voto atingiu 98.907 pessoas, 12.634 a mais que a votação conjunta dos cinco adversários do prefeito José Ronaldo, que obtiveram 86.273 votos.
Em Feira de Santana não é hora de mudar, nem de ter outra opção, muito menos de ser "uma cidade criativa, inclusiva e sustentável". Com isso, o trabalho vai continuar.
Influência externa não cola em eleição municipal em Feira de Santana. De nada adiantaram as participações - virtuais ou não - de Lula, Dilma, Jaques Wagner, Rui Costa, Marina Silva, Lídice da Matta, Domingos Leonelli e João Leão na campanha.
Fazer campanha "Fora Temer!" não rendeu nada para o candidato Ângelo Almeida (PSB), que ficou em quinto lugar.
Declarar ser de cor parda também não adiantou nada para os candidatos Ângelo Almeida, Leonardo Pedreira e Zé Neto.
Menos duas mulheres na Câmara Municipal. Nem Cintia Machado (PMB), com 4.054 votos, nem Neinha Bastos (PTB) com 3.929 votos, conseguiram reeleição. Gerusa Sampaio (Democratas), com 6.395 votos, e Eremita Mota (PSDB), com 5.253 votos, permanecem no Legislativo.
Dos dez partidos de oposição ao prefeito José Ronaldo, a reeleição de dois vereadores: Edivaldo Lima (PP) e Alberto Nery (PT) e a eleição de Zé Filé (Pros).
O candidato petista Zé Neto não conseguiu eleger nenhum vereador. A reeleição de Alberto Nery, de voo próprio, não é atribuída à influência dele. Ele perdeu com Tarcísio Branco, Adriano Costa e Zé Grande.
Danilo Ferreira, o candidato petista que fez campanha combatendo a implantação do BRT, obteve tão somente 541 votos. A água suja do lençol freático que ele bebeu não ajudou em nada.
Enquanto Jhonatas Monteiro (Psol) obteve 27.503 votos (9,21%) para prefeito, ficando em terceiro lugar, os seis candidatos a vereador do partido somaram 2.309 votos, com Lorena Aguiar sendo a mais votada, com 711 votos.
O candidato do PCO Leonardo Pedreira foi o lanterna das eleições com 283 votos (0,09%). Um dos três candidatos a vereador do partido nanico teve mais votos que ele - Hamilton (Milton), com 339.

Nenhum comentário: