*

*

*

*

sexta-feira, 20 de maio de 2016

Produção de balões de ensaio continua grande

Por Dimas Oliveira

O Partido Humanista da Solidariedade (PHS) elegeu um vereador em Feira de Santana nas eleições de 2012: Robeci da Vassoura. Com o troca troca partidário no início de abril, o partido ganhou mais três vereadores: Ronny, que se elegeu pelo PSDB, Pablo Roberto, que se elegeu pelo PT e passou pelo PMDB, e Tonhe Branco, eleito pelo PSC.
Ter a segunda maior bancada da Câmara Municipal hoje - a primeira é a do Democratas, com cinco vereadores -  está levando o PHS a pensar em lançar candidatura a prefeito, por "uma exigência da direção estadual", segundo o vereador Pablo Roberto.
Presidente da Câmara e presidente municipal do partido, o vereador Ronny seria o nome para disputar a Prefeitura. Segundo o vereador Welligton Andrade, Ronny já entrou em contato com agência de publicidade do Sul do país para fazer a campanha, o que é negado pelo presidente.
De pronto, a questão: caso ocorra mesmo a candidatura anunciada, a Câmara Municipal não terá na próxima legislatura um dos seus quatro atuais vereadores do PHS. Hoje, não existe garantia da eleição de todos eles, pelo que se avalia nos bastidores. Ronny colocaria em risco sua virtual permanência no Legislativo?
O certo é que a produção de factoides e balões de ensaio continua grande em Feira de Santana e junto com a tal candidatura do PHS, reaparece o nome do suplente de deputado federal Colbert Martins (PMDB) - ele prefere ser nominado de ex-deputado.
Como já comentamos antes, Colbert não tem a intenção de candidatura em 2016 - prefere ir para Brasília. Na verdade, ele se incomoda com seu nome sendo jogado no cenário. É um desgaste de sua imagem esse jogo sub-reptício que se levanta.
Coluna publicada na edição desta sexta-feira, 20, do jornal "NoiteDia", que inadvertidamente saiu com título da semana anterior, "Recorte do que revela rede social".

Nenhum comentário: