*

*

segunda-feira, 23 de maio de 2016

"Governo do PT aparelhou estatal com amigos"



A estatal Empresa Brasil de Comunicação (EBC), responsável pela TV Brasil, foi transformada em cabide de boquinhas para amigos de Dilma, do antecessor Lula e do PT. Milhões de reais dos contribuintes foram desperdiçados em programas de amigos petistas. Um deles, o diretor de teatro Aderbal Freire Jr, casado com a atriz Marieta Severo, recebia R$ 91 mil por mês, cinco vezes mais que o presidente da própria EBC.
Assim é fácil
Sócia da FBL, produtora do "ABZ do Ziraldo" levava R$ 717 mil/ano, Rozane Braga assinou manifesto "anti-golpe". Inútil: foi cancelado.
Cancelado
O programa "Papo de Mãe", de Mariana Kotscho, filha de ex-assessor de Lula, custava ao contribuinte R$ 2,4 milhões/ano. Foi cancelado.
Caro programa
O programa "Observatório da Imprensa", comandado por Alberto Dines, faturava R$ 233 mil por mês e R$ 2,8 milhões ao ano na estatal EBC.
Cortado à metade
O programa "Expedições", produzido pela empresa Roberto Werneck Produções, teve o contrato de R$ 1,6 milhão cortado pela metade.
Fonte: Cláudio Humberto

Nenhum comentário: