*

*
Clique na logo para ouvir

*

*

sábado, 31 de agosto de 2019

"Ongs gastam com elas milhões para Amazônia"

Auditoria em 18 contratos com ongs, no valor de R$ 252,2 milhões, revela que grande parte desses recursos do Fundo Amazônia acabou no bolso de pessoas ligadas aos projetos. Um caso é exemplar: dos R$ 14,2 milhões entregues à ong Imazon, R$ 12,4 milhões (87% do total) foram pagos a seus próprios integrantes. "Consultorias" etc. levaram R$ 3,7 milhões (26,5%). O caso está entregue ao Tribunal de Contas da União (TCU), que já definiu relator: o ministro Vital do Rêgo.

Apoio caro, hein?

O objeto do projeto de R$14,2 milhões da Imazon sugere enrolação: "Apoiar a adequação ambiental de imóveis rurais na Amazônia Legal".

Auditoria acusa

A ong Imazon faturou R$ 36,6 milhões em três contratos com o Fundo Amazônia. E o BNDES liberou dinheiro sem prestação de contas.

Contribuição milionária

A Imazon recebeu R$ 9,7 milhões para "contribuir" na "mobilização de atores locais", blábláblá, torrando 85% do total em custeio e pessoal.

Boca de siri
Solicitada a explicar gastos tão significativos com seu próprio pessoal, a Imazon não respondeu ao pedido até o fechamento desta edição.
Fonte: Claudio Humberto

sexta-feira, 30 de agosto de 2019

Cidadania para Bolsonaro eleva Câmara


Presidente Jair Bolsonaro com a deputada federal feirense Professora Dayane Pimentel
Foto: Facebook

Na quarta-feira, 28, a Câmara Municipal  aprovou a indicação para que o presidente Jair Bolsonaro receba o Título de Cidadão Feirense.
Com o gesto, o Legislativo é elevado no meio de tantas outorgas a figuras sem expressão.
Lembrar que há quase dez anos, em 9 de setembro de 2009, o hoje presidiário Luís Inácio Lula da Silva foi aprovado pela Câmara Municipal para receber o Título de Cidadão Feirense, quando estava na Presidência.
Ainda presidente, em 23 de julho de 2010, Lula agradeceu aos vereadores em discurso, quando inaugurava o conjunto Residencial Ville, do programa "Minha Casa, Minha Vida".

"Estudo internacional conclui: não se nasce gay"


Por Bruna de Pieri 
Um estudo internacional concluiu que não existe o que é conhecido por "gene gay". A pesquisa aponta que não existem fatores genéticos suficientes para dizer que a atração por pessoas do mesmo sexo esteja no DNA de um indivíduo. Trocando em miúdos: não se nasce gay.
Encabeçado por 11 cientistas, o estudo foi publicado nesta sexta-feira, 30, pela revista Science. Foram ouvidas 477.522 pessoas do Reino Unido e Estados Unidos.
Os autores relatam que estudos anteriores sobre o componente genético do comportamento homossexual ainda não eram suficientes para "detectar sinais genéticos" se uma pessoa nasce homossexual ou não. Já a pesquisa atual, tem essa capacidade.
"Pela primeira vez, os novos conjuntos de dados em larga escala fornecem potencial estatístico suficiente para identificar variantes genéticas associadas ao comportamento sexual com pessoas do mesmo sexo (aquelas que já tiveram um casal do mesmo sexo versus aqueles que nunca o tiveram antes), estimar a proporção de variação na característica de acordo com todas as variáveis ​​como um todo, estimar a correlação genética entre comportamento sexual com pessoas do mesmo sexo e outras características e analisar a biologia e a complexidade da característica", diz o documento.
Com isso, os pesquisadores viram que a orientação sexual de uma pessoa não depende tão somente do DNA, mas sim vários fatores externos, aspectos socioculturais, localização geográfica e a educação recebida. Fatores genéticos ajudam a explicar apenas um terço das diferenças ligadas ao comportamento sexual.
A análise encontrou cinco posições nos cromossomos humanos, chamadas locus, que podem estar de fato relacionadas à orientação sexual, mas cada uma tem uma influência muito pequena na definição final deste comportamento.
Tema 'delicado'
De acordo com noticiários internacionais, os autores do estudo disseram que estavam conscientes da "delicadeza" do assunto. Dois pesquisadores informaram a repórteres na terça-feira, 27, que eles mesmos eram gays. Com medo de serem mal interpretados, eles  chegaram ao ponto de consultar associações LGBT sobre como iriam comunicar os resultados da pesquisa.

Ancine nega assumir prejuízos do filme "Marighella"


A Diretoria Colegiada da Agência Nacional de Cinema (Ancine) indeferiu dois pedidos da produtora O2 Cinema relativos ao filme "Marighella", de Wagner Moura, cinebiografia do guerrilheiro comunista, que tenta transformar em herói o político baiano Carlos Alberto Marighella (05.12.1911-04.11.1969).
Um dos pedidos negados pela Ancine diz respeito ao ressarcimento de recursos no valor de R$ 1 milhão investidos na realização do filme. A diretoria da agência disse que a verba foi aprovada como parte do orçamento original e não poderia ser ressarcida com recursos públicos.
Outro pedido negado é referente ao adiantamento de verba para uso na comercialização do filme, que foi lançado em 15 de fevereiro deste ano, no Festival de Cinema de Berlim.

Balaio Político


Permanência
Em Feira de Santana, permanência tem sido a palavra chave na política. Não existe desejo de mudança na maioria do eleitorado.
Sem alternância
Não tem existido alternância de poder em Feira de Santana. Entra eleição, sai eleição e o quadro não se modifica. Uma das razões é a incompetência das oposições.
Avanço para a retaguarda
As mesmas pessoas que atrasaram a implantação do BRT continuam com o propósito de puxar Feira de Santana para baixo. Agora, fazem mobilizações contra o "shopping popular", que está prestes a entrar em funcionamento.
Presença
Ao lado do vereador licenciado Eli Ribeiro, secretário de Habitação, e do deputado estadual José de Arimatéia, o ex-prefeito José Ronaldo participou do ato de filiação de novos integrantes do Partido Republicano (PR), na semana passada.
Sugestão
A deputada federal Professora Dayane Pimentel apoiando a sugestão de utilização do valor do Fundão Eleitoral - de R$ 3,7 bilhões - para combater as queimadas na Amazônia.
Repugnância
"Assistir ao Jornal Nacional defendendo a tese de Macron em prol da internacionalização da Amazônia só para atacar o governo Bolsonaro foi uma das cenas mais repugnantes do jornalismo nacional", da atriz Regina Duarte no Twitter.
Publicação na edição desta sexta-feira, 30, do jornal "NoiteDia"

Parabéns, Jorge Magalhães!


Nesta sexta-feira, 30, data de aniversário do repórter fotográfico Jorge Magalhães. Formado em Comunicação Social, ele mantém o site "Correio Feirense" e é parceiro do Blog Demais.
A comemoração, em família, será ao lado da esposa, filhos e netos.