*

*
Clique na logo para ouvir

*

*

sábado, 23 de março de 2019

Musical que inaugurou o Cine Madrid há 61 anos



José Ferrer e Merle Oberon em "Bem no Meu Coração", filme que inaugurou o Cine Madrid no início de fevereiro de 1958
Foto: Reprodução

No seu "Túnel do Tempo", no "Blog Por Simas", Adilson Simas sempre lembra que no início de fevereiro de 1958, "exibindo o filme “Bem no Meu Coração”, da companhia Metro, é inaugurado o Cine Madrid, com tela panorâmica e 375 cadeiras confortáveis, o cinema é instalado na rua Castro Alves 1.641".
Lembrar que com dez anos de idade, assisti ao filme que inaugurou o Cine Madri, empreendimento de M. Muniz. "Bem no Meu Coração" (Deep in My Heart), de Stanley Donen, 1954, também tem o título (como no DVD da minha coleção) de "Para Sempre no Meu Coração". Foi o 37º filme que vi em cinema, como está em caderno de anotações de filmes vistos.
O musical trata sobre o prolífico compositor húngaro Sigmund Romberg (Jose Ferrer), com mais de duas mil canções e 80 operetas, das quais grande parte migrou para o cinema. Na trama, enquanto na Broadway se vivia a era do ragtime, Romberg preferia tocar lindas valsas de sua terra natal no Cafe Vienna. A dona do charmoso lugar, Anna Mueller (Helen Traubel) tenta convencê-lo a aderir ao novo estilo musical. Enquanto isso, ele precisa conquistar o coração de uma mulher relutante, Dorothy Donnelly (Merle Oberon).
O filme reúne ainda no elenco: Walter Pidgeon (Shubert), Paul Henreid (Florenz Ziegfeld), Tamara Toumanova, Doe Avedon, Joan Weldon, Russ Tamblyn, e em participações especiais: Rosemary Clooney, Gene Kelly, Fred Kelly, Jane Powell, Cyd Charisse, Ann Miller, Vic Damone, Howard Keel, Tony Martin.
Continuo perguntando: alguém tem imagens do Cine Madri para que se possa lembrar mais desse simpático e querido cinema dos anos 50 a 70?

Nenhum comentário: