Clique na imagem

*

*
Clique na logo para ouvir

*

*

quarta-feira, 27 de fevereiro de 2019

Lembrança da bela atriz Debra Paget


Debralee Griffin, aliás Debra Paget, nasceu em 19 de agosto de 1933. Completa 86 anos. Foi atriz até 1963. De rara beleza, ela teve sucesso em Hollywood - no ano em que o filme "A Princesa do Nilo" estava em cartaz, ela recebia mais cartas do que Marilyn Monroe e Betty Grable -, principalmente nos anos 50 e 60, trabalhando em filmes como "Os Dez Mandamentos", "Demétrios, o Gladiador" e "Ama-me Com Ternura", primeiro filme de Elvis Presley.
Debra Paget foi casada com o ator e cantor David Street, com o diretor Budd Boetticher, e com Louis C. Kung, em 1964, quando abandonou o cinema.
Em 1987, o fundo para filmes de TV e cinema presenteou Debra Paget com o Prêmio Golden Boot por sua contribuição ao desenvolvimento e preservação da tradição dos faroestes tanto em filmes para cinema como para TV.
Filmes: "Uma Vida Marcada" (Cry of the City), de Robert Siodmak, 1948; "Sangue do Meu Sangue" (House of Strangers), Joseph L. Mankiewicz, 1949; "Flechas de Fogo" (Broken Arrow), de Delmer Daves,1950; "Ave do Paraíso" (Bird of Paradise), de Delmer Daves, 1951; "Horas Intermináveis" (Fourteen Hours), de Henry Hathaway, 1951; "A Vingança dos Piratas" (Anne of the Indies), de Jacques Tourneur), 1951; "Marcha Triunfal" (Stars and Stripes Forever), de Henry Koster, 1952; "A Família do Gênio" (Belles On Their Toes), 1952; "Os Miseráveis" (Les Miserables), de Lewis Milestone, 1952; "Demétrius, o Gladiador" (Demetrius ande the Gladiators), de Delmer Daves, 1954; "A Princesa do Nilo" (Princess of the Nile), de Harmon Jones, 1954; "O Príncipe Valente" (Prince Valiant), de Henry Hathaway, 1954; "A Lei do Bravo" (White Feather), de Robert D. Webb, 1955; "Os Dez Mandamentos" (The Ten Commandments), de Cecil B. de Mille, 1956; "A Última Caçada" (The Last Hunt), de Richard Brooks, 1956; "As Aventuras de Omar Khayyam" (Omar Khayyam), de William Dieterle, 1957; "Da Terra à Lua" (From the Earth To the Moon), de Byron Haskin, 1958; "O Tigre da Índia" (Der Tiger von Eschnapur), de Fritz Lang, 1959; "Sepulcro Indiano" (Das Indische Grabmal), de Fritz Lang, 1959; "Ama-me Com Ternura" (Love Me Tender), de Robert  D. Webb, 1959; "O Sepulcro dos Reis" (Il Sepolcro dei Re), de Fernando Cerchio, 1960; "Muralhas do Pavor" (Tales of Terror), de Roger Corman, 1962; "Castelo Assombrado" (The Haunted Palace), de Roger Corman, 1963.

Nenhum comentário: