Dê este livro - R$ 30,00 - de presente

Dê este livro - R$ 30,00 - de presente
Adquira no Boulevard Shopping (na Cappa Clara Tabacaria), Restaurante Flor do Maracujá (na Kalilândia), bancas Avenida, Cidreira e Status (na avenida Getúlio Vargas), no Espaço Cultural e O Folheteiro (no Mercado de Arte Popular)

terça-feira, 1 de janeiro de 2019

Bolsonaro se compromete com desejo de mudança dos brasileiros

Livre de ideologias, governo terá o desafio de levar segurança e emprego ao povo e evitar a desconstrução da família
Presidente fez discurso à Nação logo após receber a faixa presidencial
Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Colocar em prática o projeto que a maioria da população escolheu nas urnas e promover as transformações necessárias no País são duas prioridades do presidente da República, Jair Bolsonaro. No seu discurso após receber a faixa presidencial no parlatório, no Palácio do Planalto, ele disse que suas ações serão norteadas pela Constituição.
Por conseguir formar um governo com ministros técnicos, capazes de ajudar na transformação do Brasil, será possível colocar os interesses dos brasileiros em primeiro lugar. “Os favores politizados, partidarizados devem ficar no passado, para que o governo e a economia sirvam de verdade a toda Nação”, afirmou.  
Desafios
De acordo com o novo presidente, um dos desafios será enfrentar "os efeitos da crise econômica, do desemprego recorde, da ideologização de nossas crianças, do desvirtuamento dos direitos humanos e da desconstrução da família".
Em seu discurso, pediu que a sociedade não permita que "ideologias nefastas", que destroem valores, tradições e o alicerce da sociedade, dividam os brasileiros. "Podemos, eu, você e as nossas famílias, todos juntos, restabelecer padrões éticos e morais que transformarão nosso Brasil", disse. 
Segurança e educação
Para Bolsonaro, é urgente acabar com a ideologia que defende bandidos e criminaliza policiais. "Nossa preocupação será com a segurança das pessoas de bem e a garantia do direito de propriedade e da legítima defesa, e o nosso compromisso é valorizar e dar respaldo ao trabalho de todas as forças de segurança", ressaltou.
Como uma das promessas de seu governo, o presidente afirmou que o País vai priorizar a educação básica, diminuindo a desigualdade social. "Temos que nos espelhar em nações que são exemplos para o mundo e que, por meio da educação, encontraram o caminho da prosperidade", afirmou.
Ao encerrar seu discurso, disse: "a nossa bandeira nunca será vermelha. Só será vermelha se precisar do nosso sangue para mantê-la verde e amarela".
Fonte: Planalto

Nenhum comentário: