segunda-feira, 17 de julho de 2017

Deus não decepciona

"O primeiro 'deus está morto' da história não foi de Nietzche, foi de Arão. O deus que morre é sempre aquele homem ou ídolo que aprendemos a nos relacionar, colocando no lugar do verdadeiro Deus. Quando matamos o deus que criamos nos apressamos a criar substitutos. Deus nunca morre. Arão errou quando achou que seu deus, Moisés, tinha morrido no monte."
A reflexão é de Gerson Júnior sobre a mensagem da noite de domingo, 16, no Aprisco, dada pelo pastor Eduardo Bergstein, conhecido como Tio Du, a partir de Êxodo 32: 1 a 14, quando questionou sobre a posição de cada qual diante de Deus, qual a intimidade de cada um para com o Senhor. Para ele, Deus não decepciona.
Na introdução, tratou sobre a tecnologia do mundo atual. Tecnologia para o bem e também para o mal, útil e detestável, considerando que "Deus não se impacta com a era tecnológica".

Nenhum comentário: