Terceira semana

Terceira semana
No Orient Cineplace Boulevard - 18h50

No Orient Cineplace Boulevard

No Orient Cineplace Boulevard

*

*

segunda-feira, 8 de maio de 2017

Inscrição aberta para curso História da Bahia

O Instituto Histórico e Geográfico de Feira de Santana (IHGFS) e o Instituto Geográfico e Histórico da Bahia (IGHB) estão com inscrições abertas para o curso História da Bahia - especial Feira de Santana. As aulas, de 5 a 9 de junho, serão realizadas em duas turmas (matutino e vespertino), na Associação Comercial e Empresarial de Feira (Acefs), no bairro Kalilândia. 
O curso será ministrado pela professora doutora Antonietta d'Aguiar Nunes, com carga horária de 20 horas. Tem o apoio da Prefeitura de Feira de Santana, Centro de Cultura Amélio Amorim, Acefs, Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs), Universidade Federal da Bahia (Ufba) e Universidade do Estado da Bahia (Uneb).
Durante o curso, além de contar a História de Feira de Santana, serão debatidos temas como a Pré História Brasileira e Baiana; capitanias hereditárias; primeiros engenhos; o século XVIII baiano: ouro em Rio de Contas e Jacobina; Revolução dos Búzios; a província da Bahia do século XIX; a Bahia republicana; revolução de 1930 e a chamada Era Vargas.
Estão sendo oferecidas 100 vagas. A taxa de inscrição é R$ 100,00 e pode ser feita pelo site https://www.eventbrite.com.br/e/curso-historia-da-bahia-feira-de-santana-tickets-34265807954?aff=es2
No encerramento do encontro, a professora Antonietta Nunes lançará o livro "História Baiana, dos Tempos Pré-Históricos ao Brasil Reino". 
O IGHB é uma das 15 instituições apoiadas pelo programa Ações Continuadas a Instituições Culturais, iniciativa da Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (Secult) através do Fundo de Cultura da Bahia (FCBA).
Programa – Curso História da Bahia
5 - Pré-História e indígenas que aqui viviam quando os europeus chegaram. Aimorés (jês ou tapuias) e paiaiás (cariris) na região da hoje Feira de Santana. Chegada dos europeus. Expedições exploradoras e guarda-costeiras. Escambo do pau Brasil. Criação do Estado do Brasil.
6 - Séculos XVI/XVII - Exploração econômica da terra. A cultura açucareira como pólo dinâmico. Tráfico negreiro. Criação de gado, fumo e agricultura de subsistência como economias subsidiárias. Freguesia de São José das Itapororocas em 1696 em terras então pertencentes ao município de Cachoeira; Confederação dos Cariris: 1683-1713.
7 - Século XVIII - Fazenda Santana dos Olhos d´Água, capela de Santana e S. Domingos, e início da feira de gado e outros produtos no 1º quartel do século. Ouro em Jacobina e Rio de Contas. Feira de Santana como entroncamento de vários caminhos.  Reinado de D. José I  D. José Botelho de Matos, arcebispo de 1741-1760, criou seminário e 21 freguesias. Transferência da capital do estado do Brasil para o Rio de Janeiro em 1763. Reinado de D. Maria I.  Quilombos.
8 - Século XIX - Transmigração da família real. Brasil Reino. Luta para a expulsão dos portugueses, com colaboração do soldado Medeiros (Maria Quitéria de Jesus Medeiros) Separação dos reinos lusófonos e Brasil Império. Rebelião federalista de Guanais Mineiro ficando Feira do lado dos legalistas. Criação do município de Feira em 1833. Participação na Sabinada em 1837. Criação freguesia de Santana em 1846. Visita dos imperadores Pedro II e Teresa Cristina em 1859. Recriação da freguesia de São José das Itapororocas em 1864. Elevação em 1873 a cidade com o nome de "Cidade Comercial da Feira de Sant'Ana". Quilombos negros, movimento abolicionista e Lei Aurea.
9 - Período Republicano. Guerra de Canudos. 1909 - fundação da "Folha do Norte", o mais antigo órgão de imprensa em circulação no Estado da Bahia. 1927 - Criação da Escola Normal. Revolução de 1930. Governos de Getúlio Vargas (1930-1945). 1937 - 1ª Micareta em Feira. 1967 - Fundação do Museu Regional de Arte. 1977 - Extinção da feira livre no centro da cidade.1978 - Inauguração do Museu Casa do Sertão na Uefs. 2003 Fundação do IHGFS.
 Sobre a coordenadora 

Antonietta d'Aguiar Nunes (Foto) é instrutora e coordenadora do Curso de História da Bahia desde 2011. Graduou-se em História em 1963 pela Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras da Ufba. Residiu em São Paulo onde fez a pós-graduação em Arte e Arquitetura na Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da USP, lecionando História na Pontifícia Universidade Católica e na Faculdade Prof. Carlos Pasquale. Retornando a Salvador, ensinou História da Bahia na Faculdade de Turismo da professora Olga Mettig e ingressou na Faculdade de Educação da Ufba para dar aulas de História da Educação, como professora substituta e depois concursada, onde fez mestrado e doutorado. Foi ainda historiógrafa do Arquivo Público do Estado da Bahia, desde 1981 até quando se aposentou em 2011.
Fonte: ighbahia@gmail.com

Nenhum comentário: