sexta-feira, 12 de maio de 2017

"Bumlai pode ter combinado depoimento com Lula"



A força-tarefa suspeita que José Carlos Bumlai combinou com Lula seu depoimento, na véspera do interrogatório do ex-presidente. Ao depor, Bumblai implicou a falecida Marisa Letícia no caso da compra de terreno para a sede do Instituto Lula, afirmando que foi ela, e não Lula, quem lhe pediu "ajuda" para concretizar a negociata. Interrogado sobre o caso do tríplex-propina do Guarujá, Lula também culpou Marisa.
Armação ilimitada
Bumlai teria servido à estratégia canalha de implicar a falecida para Lula tentar se livrar da acusação sobre o tríplex-propina da OAS.
Provável lorota
A Sérgio Moro, Bumlai disse que Marisa lhe pediu "ajuda" para fechar o negócio do terreno, como se fosse ela a gestora do Instituto Lula.
De volta ao cárcere
Confirmada a armação de Lula, a força-tarefa deve pedir a suspensão da prisão domiciliar de Bumlai, ordenada pela Segunda Turma do STF.
Conta-propina
Lula é acusado de comprar o tríplex e o sítio com recursos da "conta propina", criada pela Odebrecht para mantê-lo, após seu governo.
Macunaíma não faria isso
Lula já foi comparado por aliados até a Macunaíma, "herói sem nenhum caráter" eternizado na obra de Mário de Andrade. Mas nem Macunaíma jogaria culpa na falecida mulher para tentar se livrar de condenação.
Mitômano como réu
Ao ser questionado por Sérgio Moro por que não pediu que o PT investigasse denúncias envolvendo políticos do partido na Lava Jato, Lula, de cara limpa, respondeu não ter "nenhuma influência no PT".
Saiu pela culatra
A presença de adoradores de Lula em Curitiba, embora modesta, foi interpretada por magistrados de uma forma geral, da primeira instância aos tribunais superiores, como tentativa inaceitável de intimidação.
Pensando bem...
... dizer que a mulher não gostava de praia, mesmo sendo mentira, explica por que Lula também arrumou um sítio para chamar de seu
Fonte: Cláudio Humberto

Nenhum comentário: