*

*

quinta-feira, 18 de maio de 2017

"Bomba pode fazer Temer renunciar ao mandato"

A delação do empresário Joesley Batista e diretores da JBS Friboi, revelada no jornal O Globo, terá o efeito devastador de bomba atômica. Confirmada a denúncia, poderá custar o mandato do presidente Michel Temer, se não por impeachment, por renúncia. Assessores próximos de Temer sempre disseram que ele jamais enfrentaria um processo de impeachment, como o de Dilma Rousseff. O presidente foi gravado dando aval à compra do silêncio do ex-deputado Eduardo Cunha.
Tucanos abatidos
As delações também ferem de morte, definitivamente, o presidente do PSDB, Aécio Neves, gravado pedindo R$ 2 milhões.
Reformas param
No curtíssimo prazo, a "bomba atômica" disparada por Joesley Batista deve dificultar a aprovação das reformas trabalhista e da previdência.
De confiança
Agravando-se a crise, Temer pode até renunciar. Mas somente o fará quando houver um nome de confiança para sucedê-lo por via indireta.
Vergonha alheia
O único grande suicídio em razão da política, no Brasil, foi o de Getúlio Vargas, na "República do Galeão". Hoje, no redemoinho da República de Curitiba, o grande líder do PT pede para que morram no lugar dele.
Fonte: Claudio Humberto

Nenhum comentário: