*

*

*

*

terça-feira, 18 de abril de 2017

"Sinais de Cinza: A Peleja de Olney Contra o Dragão da Maldade" tem exibição


Assista ao trailer
O documentário "Sinais de Cinza: A Peleja de Olney Contra o Dragão da Maldade", do cineasta baiano Henrique Dantas, tem sessão especial nesta terça-feira, 18, às 19 horas, na Saladearte - Cinema do Museu, na Vitória, em Salvador. A exibição será seguida de debate com o autor.
O filme refaz a trajetória  do cineasta baiano Olney São Paulo (1936-1978), nascido em Riachão do Jacuípe - e que viveu em Feira de Santana -, que foi perseguido e torturado pela ditadura militar, por causa do média-metragem "Manhã Cinzenta" (1969). 
"Sinais de Cinza", explica o autor, "procura dar a dimensão da importância do cinema de Onley São Paulo (Foto), assim como dos absurdos cometidos pela ditadura militar na vida deste cineasta caboclo e sertanejo, que tinha a ideia de mudar o mundo a partir de seu cinema revolucionário". 
O filme trabalha com projeções de obras de Olney em espaços desgastados por onde ele passou ao longo de sua vida, incluindo a sala em que foi torturado. E tem sua narrativa costurada através de depoimentos de cineastas como  Guido Araújo, Luís Paulínio dos Santos, Nelson Pereira dos Santos, Orlando Senna e Silvio Tendler.
Finalizado há quatro anos, em 2013, "Sinais de Cinza" passou por festivais como a Mostra Internacional de Cinema de São Paulo, Festival do Rio e Festival de Havana. O cineasta Henrique Dantas também é autor dos documentários "Filhos de João: O Admirável Mundo Novo Baiano", sobre o grupo musical Novos Baianos, e "A Noite Escura da Alma", sobre a  ditadura militar na Bahia.  

Nenhum comentário: