No Aprisco

No Aprisco

quinta-feira, 13 de abril de 2017

Cinema brasileiro fora do Festival de Cannes



Poster oficial da 70ª edição Festival de Cannes faz homenagem à atriz italiana Claudia Cardinale
Foto: Reprodução

A organização do 70º Festival Internacional do Filme de Cannes divulgou nesta quinta-feira, 13, a sua programação completa.
A edição 2017 do evento, um dos principais do cinema internacional, vai ocorrer entre 17 a 28 de maio. Ao todo, 18 filmes vão disputar a Palma de Ouro.
49 longas-metragens de 29 países foram selecionados a partir de um total de 1.930 propostos. Esses números contam com os trabalhos apresentados fora de competição, em sessões da meia-noite ou mostras especiais. O número de filmes inscritos em 2016 tinha sido de 1.869.
Dos 49 selecionados, 18 longas estarão em competição pela Palma de Ouro.
E 16 filmes serão exibidos na mostra paralela "Un Certain Regard" (Um Certo Olhar).
Entre os diretores que disputam a Palma de Ouro, apenas o austríaco Michael Haneke já foi premiado: por "A Fita Branca" (2009) e "Amour" (2012).
Dos 18 filmes que concorrem à Palma de Ouro, quatro são assinados por cineastas franceses, quatro por americanos, dois por coreanos, um por um húngaro, um por um britânico, um por um austríaco, um por um russo, um por um ucraniano, um por um grego, um por um alemão e um por um japonês. Nenhum brasileiro.
Três mulheres cineastas estão disputando a Palma de Ouro, o mesmo número que no ano passado: a americana Sofia Coppola, a japonesa Naomi Kawase e a britânica Lynne Ramsay.
Lista de filmes em disputa da Palma de Ouro em Cannes:
– "Loveless", de Andrey Zvyagintsev
– "Good Time", de Benny Safdie e Josh Safdie
– "You Were Never Really Here", de Lynne Ramsay
– "L'Amant Double", de François Ozon
– "Jupiter's Moon", de Kornél Mandruczo
– "A Gentle Creature", de Sergei Loznitsa
– "The Killing of a Sacred Deer", de Yorgos Lanthimos
– "Radiance", de Naomi Kawase
– "Le Jour d'Après", de Hong Sangsoo
– "Le Redoutable", de Michel Hazanavicius
– "Wonderstruck", de Todd Haynes
– "Happy End", de Michael Haneke
– "Rodin", de Jacques Doillon
– "O Estranho Que Nós Amamos", de Sofia Coppola
– "120 Battements Par Minute", de Robin Campillo
– "Okja", de Bong Joon-Ho
– "In the Fade", de Fatih Akin
      "The Meyerowitz Stories", de Noah Baumbach 
 Fonte: France Press

Nenhum comentário: