No Aprisco

No Aprisco

sábado, 25 de março de 2017

Lembrando "O Dia em Que a Terra Parou"

"O Dia em Que a Terra Parou" (The Day the Earth Stood Still), de Robert Wise, de 1951, é um clássico do cinema. Ficção-científica, em preto & branco, o filme é uma parábola sobre os anos 50, que são conturbados com o início da guerra fria. Tenho exemplar na minha coleção de DVD.
Uma nave espacial pousa em Washington D.C., e um extraterrestre com formas humanas, Klaatu (Michael Rennie), sai dela para fazer um apelo pacifista com o fim das guerras entre humanos. Ele ainda tem tempo de estudar o comportamento humano.
O filme sugere a ameaça comunista, trata de ciência versus militarismo, pânico. Família também é tema colocado - mãe solteira e relacionamento rompido -, além de amizade. A importância do rádio como difusor de notícias também é ressaltada.
O filme é inspirado no conto "Adeus ao Mestre", de Harry Bates, lançado em 1949.
Interessante a sequência da lousa, quando Klaatu anota soluções para equações de um cientista, e a frase "Klaatu barada nikto" - significado jamais explicado e que é cultuada entre aficionados da ficção científica -, usada pela personagem feminina (Patricia Neal) para controlar ação do robô.
O título se refere à paralisação literal da Terra por 30 minutos, numa demonstração do poder do extra-terreste Klaatu.
Em 2008, foi feito remake de "O Dia em Que a Terra Parou", com direção de Scott Derrickson e com Keanu Reeves encabeçando o elenco.
O diretor

Robert Wise (10 de setembro de 1914-14 de setembro de 2005) foi montador de "Cidadão Kane", 1941; dirigiu, entre outros filmes, "Punhos de Campeão" (The Set-Up), 1949; "Ratos do Deserto" (The Desert Rats), 1953; "Meu Filho, Minha Vida" (So Big), 1953; "Helena de Tróia" (Helen of Troy), 1955; "Honra a um Homem Mau" (Tribute To a Bad Man), 1956; "Marcado Pela Sarjeta" (Somebody Up There Likes Me), 1956; "Famintas de Amor" (This Could Be the Night), 1957; "O Mar É Nosso Túmulo" (Run Silent Run Deep), 1958; "Eu Quero Viver!" ( I Want To Live!), 1958; "Amor, Sublime Amor" (West Side Story), 1961; "A Noviça Rebelde" (The Sound of Music), 1965; "O Canhoneiro do Yang-Tsé" (The Sand Pebbles), 1966; "A Estrela" (Star!), 1968; "O Dirigível Hindenburg" (The Hindenburg), 1975; "Jornada nas Estrelas: Caminho das Estrelas" (Star Trek: The Motion Picture), 1979.

Nenhum comentário: