segunda-feira, 27 de março de 2017

Cine Timbira: Primeiro ano (1973) com filmes destacados



Inaugurado há 44 anos, em 27 março de 1973, o Cine Timbira apresentou naquele primeiro ano, filmes destacados como "Ardil 22" (Catch 22), de Mike Nichols; "Um Homem Chamado Cavalo" (A Man Called Horse), de Elliot Silverstein; "A Filha de Ryan" (Ryan's Daughter), de David Lean; "Billy Jack" (Billy Jack), de T. C. Frank; "O Passado Condena" (Klute), de Alan J. Pakula; " O Pequeno Grande Homem" (Little Big Man), de Arthur Penn; "Onde os Homens São Homens" (McCabe & Mrs. Miller), de Robert Altman; "Confissões de um Comissário ao Procurador da República" (Confessione di um Comissario al Procuratore della Republica), de Damiano Damiani; "Este Louco, Louco Amor" (Le Grand Amour), de Pierre Etaix; "Quando É Preciso Ser Homem" (Soldier Blue), de Ralph Nelson; "Era uma Vez... no Oeste" (Once Upon a Time... in the West), de Sergio Leone; "Operação França" (The French Connection), de William Friedkin; "Queimada" (Burn), de Gillo Pontecorvo; "Investigação Sobre um Cidadão Acima de Qualquer Suspeita" (Indagni Su um Cittadino al di Sopro di Ogni Sospetto), de Elio Petri.
Também os filmes brasileiros "Azyllo Muito Louco", de Nelson Pereira dos Santos; "Como Era Gostoso Meu Francês", de Nelson Pereira dos Santos; "Os Inconfidentes", de Joaquim Pedro de Andrade; "Memória de Helena", de David Neves; "Quando o Carnaval Chegar", de Carlos Diegues.
As informações foram tiradas de coluna de Cinema assinada por Dimas Oliveira no jornal "Feira Hoje", edição de 3 de janeiro de 1974, sobre balanço cinematográfico daquele ano.

Nenhum comentário: