*

*

*

*

sexta-feira, 6 de janeiro de 2017

30 anos sem Festa de Santana

Por Dimas Oliveira 
Se ainda acontecesse - ainda bem que não -, a edição 2017 da Festa de Santana seria iniciada na sexta-feira, 15 de janeiro, com o novenário dedicado à padroeira do lugar na Catedral Metropolitana. Na quinta-feira, 21, ocorreria a Lavagem. No domingo (Domingo Maior), 24, ocorreria o término do novenário, e na terça-feira, 26, a vez de ser realizada a Levagem da Lenha, com a procissão sendo efetivada na quarta-feira, 27.
Como se sabe, a Festa de Santana, em seu lado profano, não existe mais - são 30 anos sem o evento -, desde que foi extinta, por decreto, em 1987, pelo então prefeito José Falcão da Silva, atendendo ao bispo diocesano da época, dom Silvério Albuquerque. 
A alta incidência de ocorrências policiais e a libertinagem em plena praça Monsenhor Renato Galvão motivaram o pedido do religioso. Também a pressão que recebia de lideranças evangélicas.
O certo é que não tem jeito para a festa profana voltar a ser realizada. Nem com o argumento de se tratar de uma manifestação cultural. 
Seria um fato intolerável para a Igreja Católica, que promove a festa religiosa no mês de julho.
Coluna publicada no "NoiteDia", edição desta sexta-feira, 6

Nenhum comentário: