*

*

*

*

terça-feira, 17 de outubro de 2017

Trailer de "Tempestade: Planeta em Fúria"



Assista
Trailer do filme de ação "Tempestade: Planeta em Fúria", que tem lançamento nacional nesta quinta-feira, 19, no Orient Cineplace Boulevard.

Trailer de "Além da Morte"



Assista
Trailer do filme de terror "Além da Morte", que tem lançamento nacional nesta quinta-feira, 19, no Orient Cineplace Boulevard.

Filmes de ficção-científica nas telas

1. Gerard Butler em "Tempestade: Planeta em Fúria" 
2. Ellen Page em "Além da Morte"
Fotos: IMDb 
Ação, ficção-científica e thriller estão em "Tempestade: Planeta em Fúria" (Geostorm), de Dean Devlin. Trata-se do principal lançamento nacional desta semana, no Orient Cineplace Boulevard, a partir desta quinta-feira, 19.
A outra novidade é o drama de terror e ficção-científica "Além da Morte" (Flatliners). "Cruze a linha. A morte o seguirá de volta" é a frase de efeito para atrair o público. Na trama, experiências de quase morte são descobertas por um grupo de estudantes de medicina.
Na trama de "Tempestade: Planeta em Fúria", um criador de satélites precisa trabalhar em parceria com o irmão não muito querido para impedir que uma tempestade de proporções épicas destrua o planeta. Gerard Butler encabeça o elenco, que ainda tem Jim Sturges, a bela Abbie Cornish, Ed Harris e Andy Garcia.
Entre as cinco continuações, destaque para a ficção-científica "Blade Runner 2049", sequência de "Blade Runner: O Caçador de Andróides", clássico de Ridley Scott, realizado há 35 anos, em 1982. Entra em terceira semana em apenas um horário, às 21 horas, pena que com cópia dublada. O indicativo é de que é a última semana.
As demais continuações são a animação "As Aventuras do Capitão Cueca: O Filme"; o thriller de terror e mistério "A Morte Te Dá Parabéns"; mais a comediota brasileira "Como Se Tornar o Pior Aluno da Escola". As três em segunda semana.
Por fim, em terceira semana, "Pica-Pau: O Filme", que junta animação e live action.

Charge de Sponholz



                                    Fonte: Roque Sponholz

Tasso Franco lembra: "Pedro Irujo e sonho de grande jornal em Feira"

Novo 'Feira Hoje': Egberto Costa, Sérgio Carvalho, Tasso Franco, dona Irene Irujo, Luís Pedro e Ricardo Araújo
Foto: Reprodução

No site "Bahia Já", o jornalista Tasso Franco trata sobre a memória politica de Pedro Irujo, recentemente falecido. No segundo episódio, publicado no dia 27 de setembro, ele narra sobre jornal "Feira Hoje" e o Sistema Nordeste de Comunicação.
"Um sonho. Nunca chegou a ser efetivado como sistema. Fracassei nessa missão como profissional de comunicação. Não chegou a ser um fracasso porque senti, desde quando começamos a operar nessa direção no sentido de unificar a linguagem e os comandos dessas emissoras, que não havia uma vontade política e determinação efetiva de Pedro. Ou seja, não era um projeto sólido, assentado em bases visíveis", diz.
Lembra mais: "Num sábado daqueles da vida, ano 1991, fomos a Feira de Santana conhecer suas rádios e o Feira Hoje - o jornal tabloide fundado por um grupo de jovens idealistas, nos anos 1970 - José Carlos Teixeira (seu primeiro editor), Raimundo Pinto, Raimundo Gama, Dímpino Carvalho e Luís Almeida - e que agora lhe pertencia, e que tinha certa força na cidade. Moacir Mansur e Ricardo Araújo eram os Ceos de Irujo nesta cidade.
Quando chegamos no Feira Hoje ele falou sem meias palavras: - Vamos transformar esse jornal num veiculo maior, mais poderoso, no modelo e formato de 'A Tarde'. 
Achei a ideia ótima porque a imprensa escrita era meu ramo e a essa altura já havia me designado para cumprir essa missão. Feira, no entanto, não tinha tecnologia local para isso. Não exista uma máquina rotativa na cidade. O 'Feira Hoje' era impresso em máquina plana, folha a folha. 
O jornal já havia sido passado, ao longo do tempo, entre 1970/1990, a Alfredo Falcão e José Olímpio, e depois a Modezil Cerqueira, o qual, dono da TV Subaé/Globo, vendeu as rádios Nordeste e Subaé e mais o jornal a Pedro, por volta de 1988. Carlos Geilson, hoje, deputado estadual, era radialista da Subaé, em 1985, ainda com Modezil e depois seguiu com os Irujo.
Na volta para Salvador falei para Pedro: - Vamos procurar o representante da Goss, a marca alemã de rotativas, e eu topo implantar o projeto. 
Mudei-me com mala e cuia para um hotel em Feira, importamos do Rio Grande do Sul, um técnico (Sêo Azis) para instalar as duas rotativas e a dobradeira no Feira Hoje e mudamos todos os procedimentos industriais do jornal. E, também, algumas mudanças na redação com o saudoso Egberto Costa e outros jornalistas.
Era preciso acreditar no projeto. Foram aproximadamente uns seis a meses meses de trabalho entre a importação das máquinas, montagem, compra das bobinas de papel, regulagem, treinamento de pessoal. Tudo do zero porque ninguém fazia isso na cidade. 
Na redação foi menos complicado, mas, trabalhoso, porque mudamos apenas a diagramação, o jornal saindo de tabloide para standard com mancha gráfica de 52.5 cm x 29.7 cm por página (era tabloide 28 cmx38cm), igual 'A Tarde' como queria Pedro, e isso implicava numa série de procedimentos desde a diagramação/industrial, redação e distribuição.
Feira, de lembrança, ainda vivia sua fase final do jornalismo boêmio e romântico com nossos encontros memoráveis no Ponto do Zequinha com Anchieta Nery, Dimas Oliveira, Egberto, Antonio José Larangeira, Jânio Rego, Neire Matos e outros
Fizemos o trabalho na surdina e o jornal foi as bancas com essa dimensão provocando grande impacto na sociedade local. Uma intensa repercussão ainda que mais restrita aos meios da própria comunicação e comunicadores e empresas ligadas a esse sistema - as agências de publicidade, fornecedores, etc - do que propriamente ao que mais nos interessava: os leitores. 
O jornal avançou pouco em termos de vendas e havia motivos implícitos nesse comando. Primeiro que Feira sempre teve um sistema de emissoras de rádio muito forte e esse é um meio mais popular e barato, do que o meio impresso, A TV Subaé, se TV já não era novidade, em Feira só a partir dos anos iniciais de 1990 é que ganha força junto ao público, também um meio mais acessível.
Como enfrentá-los? Fizemos de tudo o que foi possível ao nosso alcance com Ricardo Araújo e Moacir Mansur atuando integrados (jornal e rádios Nordeste e Subaé) nessa direção, mas, o 'Feira Hoje', não teve o grande impacto que esperávamos. Estava começando no Brasil, nessa época, a era dos sistemas onlines nos jornais e do avanço da Internet, as novas mídias que surgiam. 
Quando o jornal saiu, sem consultá-lo coloquei no expediente meu nome como Superintendente. Uma sexta a gente no Baby Beef a papear e ele gozou-me: - Quer dizer que usted és el superintende do 'Feira Hoje'.
Respondi em espanhol: - Soy. 
E caímos na risada."
Fonte: http://www.bahiaja.com.br


segunda-feira, 16 de outubro de 2017

Preparação de abará e acarajé em workshop do Senac



A culinária brasileira foi influenciada por diversas culturas, como a africana, a indígena, a europeia e a portuguesa. A Bahia herdou dos africanos os pratos que, hoje, a identificam: o vatapá, caruru, acarajé, abará, e a moqueca de peixe, entre outros, além de diversos tipos de doces.
Dentre os principais pratos da culinária baiana, encontra-se o acarajé, considerado patrimônio cultural imaterial do país.Em sua composição, encontramos ingredientes que apresentam alto valor nutritivo, como o feijão fradinho, rico em proteína, ferro e zinco, e o alho e a cebola, importantes para a melhora da imunidade e ricos em inulina, prebiótico que auxilia no crescimento e atividade das bactérias benéficas do intestino.
Valorizando esta culinária, o Senac está com vagas abertas para o Workshop de Preparo de Acarajé e Abará (24 a 27/10, das 13 às 17 horas, CH: 16h, Investimento: 2x R$ 60,00)
Conheça algumas receitas que serão produzidas na cozinha pedagógica:
Massa do Acarajé
Ingredientes:
·        01 kg de feijão fradinho
·        80 g de cebola ralada
·        02 litros da flor de azeite
·        Sal q. b.
·        50 g de gengibre
Modo de preparo:
Coloque o feijão de molho por três horas, depois o lave em seguida retire toda a casca. Depois de lavar passe no moedor, processador ou liquidificador para transformar a massa. Acrescente a cebola ralada, o sal e a gengibre. Continue moendo ou processando por alguns minutos. Com uma colher de pau, bata bastante a massa para que fermente e fique leve. Modele o acarajé e frite no azeite bem quente. Coloque o recheio e BOM APETITE!
OBS: O acarajé completo possui 800 calorias que equivale um almoço.
Molho de Pimenta
Ingredientes:
·        100 g de pimenta malagueta seca
·        50 g de camarão seco
·        01 cebola picada
100 ml de azeite de dendê
Modo de preparo:
Em uma frigideira coloque o azeite para aquecer. Acrescente a cebola picada deixando dourar por alguns minutos. Coloque o camarão e por último a pimenta malagueta junto com uma pitada de sal, deixe fritar por alguns minutos. Retire do fogo coloque em um recipiente e deixe esfriar.
Bolinho de Estudante
Ingredientes:
·        500 g de tapioca
·        400 ml de leite de coco
·        300 ml de leite
·        100 g de açúcar
·        01 xícara de coco ralado
·        Canela em pó e sal q.b.   
Modo de Preparo:
Em um refratário, coloque a tapioca junto com o leite de coco, o açúcar, o coco ralado, o sal e os demais ingredientes. Misture bastante. Com a massa ainda mole, modele os bolinhos e leve a geladeira para resfriar por alguns minutos. Depois frite em óleo bem quente e passe no açúcar e na canela. Sirva ainda quente.
Outras receitas previstas para esse curso:
•        Massa do abará
•        Vatapá de pão
•        Caruru
•        Salada verde
•        Cocada preta
•        Cocada de leite com ameixa
•        Cocada de amendoim com chocolate
•        Acaçá
Reserve sua vaga agora mesmo: 75 3604-0150
Endereço: Rua Domingos Barbosa de Araújo, 48, Kalilândia.   
(Com informações de Kerciane Matos, da Coordenação de Banco de Oportunidades do Senac) 

"Odebrecht pode ter tentado 'combinar' depoimentos"



Repercute nos tribunais superiores a convocação de ex-executivos da Odebrecht, feita pelo presidente do grupo, Emílio Odebrecht, para supostamente "combinar depoimentos". A convocação de executivos teria sido para "alinhar" de depoimentos de delação premiada, em razão da "divergência" entre declarações de Marcelo Odebrecht e de um ex-diretor da Odebrecht realizações, Paulo Melo. A divergência que poderia custar a anulação do acordo que favorece o filho de Emílio.
Bateu o desespero
Marcelo Odebrecht é o único dos 77 ex-executivos sob acordo de delação premiada a permanecer preso por decisão do juiz Sérgio Moro.
A divergência
Marcelo diz que Melo, encarregado de pagar propinas a Lula, sabia dos detalhes da operação, mas o ex-executivo diz que era só portador. 
Pode isso, justiça?
E pode combinar versões para evitar 'racha'?”, perguntou um ministro de tribunal espantado com a "convocação" de Emílio, às claras.
Críticos se aproveitam
A suposta "cominação de versões" na Odebrecht tem sido usada no STF e STJ por críticos do instituto da delação premiada na Lava Jato.
Fonte: Cláudio Humberto

sábado, 14 de outubro de 2017

Qualidade da Educação Básica tem seminário



Na próxima quarta-feira, 18, a realização do VIII Seminário sobre Qualidade da Educação Básica, promovido pela  Academia de Educação de Feira de Santana, das 8 às 12 horas, no Auditório da Associação Comercial e Empresarial de Feira de Santana.
Com o tema "Casos Positivos da Evolução do Desempenho Escolar", o seminário pretende analisar os exemplos de evolução dos indicadores educacionais que apontam a elevação crescente do Ideb  além do previsto, as razões dessa evolução e como tem repercutido na melhoria do desempenho do aluno, na redução da evasão e dos indicadores de repetência.
Como expositores estão confirmadas as presenças do prefeito de Mata de São João Marcelo Oliveira, da secretária de Educação, Cultura, Esporte e Lazer de Boa Vista do Tupim professora Maria Vilma Arruda e da  gestora do Centro de Educação Básica (CEB) da Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs) professora Kátia Danielle Silva. 
As experiências a serem abordadas tanto pelo CEB/Uefs como pelos dois municípios convidados, certamente serão enriquecedoras, uma vez que estes vem apresentando  uma evolução positiva no índice do Ideb nos últimos anos. 
Os dois municípios convidados são referência no Estado, pelo trabalho que vem realizando ao longo dos últimos anos na área da educação, valendo a pena conhecer mais de perto essa experiência. 
O seminário é aberto ao público e quem desejar receber certificado deve fazer a sua inscrição pelo e-mail academia.edufsa@gmail.com . As vagas são limitadas 
(Com informações da Academia de Educação de Feira de Santana)

Designer de interiores destacada



O trabalho da designer de interiores Silvana Rosemberg no projeto da  Clínica Angi em Feira de Santana está sendo destacado (Fotos: Divulgação).
Ela usou o aconchego e elegância em cada espaço. "Foi um trabalho muito prazeroso, queria um espaço mais humanizado, agradável de estar para pacientes e médicos. Usei tons de madeira e espelho bronze, o resultado ficou perfeito", comenta a designer.
Silvana está participando da Casa Cor Bahia, em Salvador, com o Quarto da Malu. Não deixem de conhecer. A mostra vai até dia 29. 
(Com informações da jornalista Lilia Campos)

sexta-feira, 13 de outubro de 2017

Trump lista ações que tentam desfazer os abusos do governo Obama





"Estamos parando os ataques aos valores judaico-cristãos"
 
Por Jarbas Aragão

O presidente Donald Trump falou sobe as decisões de sua administração diante de um encontro de conservadores na capital Washington, nesta sexta-feira, 13. Diante da plateia da 12 ª Cúpula Anual do Eleitores de Valores, ele garantiu: "estamos parando os ataques aos valores judaico-cristãos".
Em seu discurso, Trump garantiu ainda que "nos últimos 10 meses, cumprimos uma promessa após a outra", passando a citar os pontos altos de seu governo. Lembrou que nomeou um juiz conservador e pró-vida para a Suprema Corte: Neil Gorsuch.
"Para proteger o nascituro, restabeleci uma política estabelecida pelo presidente Ronald Reagan. Para proteger a liberdade religiosa, incluindo grupos como esse, assinei uma nova ação executiva durante o Dia Nacional de Oração", pontuou.
Trump também mostrou contrariedade à Emenda Johnson, lei que proíbe igrejas de se envolverem em atividades políticas, prometendo que enquanto for presidente, "não permitirá que o governo censure os sermões, ou direcione nossos pastores, nossos ministros religiosos ou nossos rabinos".
"Estas são as pessoas que queremos ouvir e elas não serão mais silenciadas", continuou Trump, sob aplausos da plateia. Destacou ainda que está lutando contra leis moralmente frouxas instituídas por Barack Obama, como a que obrigava instituições religiosas a violarem seus princípios tendo de oferecer a possiobilidade de aborto aos seus empregados, como medida de saúde pública.
O presidente disse ainda estar cientes das lutas de ativistas cristãos conservadores. Por isso, garantiu que, dentro do possível, está fazendo esforços contínuos para "parar os ataques aos valores judaico-cristãos".
O presidente do Family Research Council, Tony Perkins, afirmou que ele e outros líderes conservadores estão "agradecidos por ouvir de um presidente que está cumprindo as promessas que fez durante a campanha".
"A ordem executiva do presidente Trump sobre a liberdade religiosa e as ações de acompanhamento contra o aborto demonstram que ele está empenhado em desfazer as políticas anticristãs da administração anterior e restaurar a verdadeira liberdade religiosa", comemorou.  
Com informações Christian Post

O que é arte

A arte é tudo o que pode causar uma emoção estética, tudo que é capaz de emocionar suavemente a nossa sensibilidade, dando a volúpia do sonho e da harmonia, fazendo pensar em coisas vagas e transparentes, mas iluminadas e amplas como o firmamento, dando-nos a visão de uma realidade mais alta e mais perfeita, transportando-nos a um mundo novo, onde se aclara todo o mistério e se desfaz toda a sombra, e onde a própria dor se justifica como revelação ou pressentimento de uma volúpia sagrada. É em conclusão, a energia criadora do ideal.
Definição de Clóvis Monteiro

Escutando o rádio

O radialista Renivaldo Alves, Reny, 53 anos, 38 deles dedicados ao rádio, ocupa há oito anos o cargo de chefe da Divisão de Mídia da Secretaria de Comunicação Social (Secom). Ele comanda o trabalho de rádio escuta da Prefeitura de Feira de Santana.
A Divisão sintoniza em cinco aparelhos de rádios ao mesmo tempo, e são ouvidos diariamente 22 programas, entre 5h30 e 19 horas.
Reny trabalha com quatro estagiárias - duas pela manhã e duas pela tarde. São as estudantes de Comunicação Social Alane Silva, 7º semestre de Jornalismo na UFRB, Beatriz Nascimento Gonçalves (Foto), 6º semestre de Publicidade e Propaganda da Unef, Luana Lemos e Rose Costa, ambas do 7º semestre da FAT. 
Com o material selecionado são elaborados boletins que são enviados ao prefeito e aos secretários.
Matéria publicada na edição desta sexta-feira, 13, do jornal "NoiteDia"

"Bolsonaro, Lula e a mídia"



Por Ipojuca Pontes
Pesquisa do manipulável Datafolha, do Grupo Folha (jornal amestrado pelas esquerdas), diz que Lula da Selva está à frente na disputa presidencial para 2018.
Na pesquisa, o velho guru da seita petista (condenado a 9 anos e seis meses de prisão por crimes de lavagem de dinheiro e corrupção passiva) aparece na liderança das intenções de votos: ele fica com 35% na preferência do eleitorado,  enquanto Jair Bolsonaro emplaca 17% na predileção dos eleitores.
Ninguém sabe ao certo em que feudo ou circunstâncias essa gente do DF arranca tais resultados. Mas o fato indiscutível é que mais de 53% da população brasileira querem ver Lula, para todo o sempre - e o quanto antes - por trás das grades. Ademais, como todos sabem, em se tratando de manipulação, a mídia esquerdista não  se envergonha em tratar Jesus Cristo como se um Zé Buchinho fosse, ou jurar, de mãos postas, que focinho de porco é tomada elétrica. Puro nonsense.
(Uma das muitas técnicas da desinformação comunista consiste em confundir, de forma premeditada, a mente do cidadão. De fato, desde os tempos da NKVD e da velha KGB  (atual FSB) fomenta-se, nas redações em geral, o ativismo de fanáticos empenhados em criar uma segunda realidade, totalmente desvinculada da verdade dos fatos. Para isso, gastam-se anualmente bilhões de dólares, remunerando em todo o mundo o trabalho sujo de mais de meio milhão de agentes, inclusive no Brasil).
No momento, diante da ascensão irreversível da candidatura de Bolsonaro à Presidência da República, que já soma mais de 30 milhões de votos, a mídia amestrada vem tratando Bolsonaro como se tratasse de uma "ameaça perigosa". Duvidam? Basta ler uma nota de Ancelmo Góes (codinome "Ivan", nas rodas da  KGB), no engajado O Globo, ou ver/ouvir qualquer noticiário chinfrim da tropa de choque da Globo News (uma canal de TV a serviço da "causa vermelha") para sentir no ar o aroma pestilento.  
Essa gente chega à ejaculação precoce ao classificar o deputado Federal mais bem votado do Rio de Janeiro como homofóbico, xenófobo, fascista, nacionalista, racista, misógino – e o que lhe vier a telha. Tiro pela culatra: com esse jogo sujo, no entanto, só faz crescer as intenções de votos favoráveis a Bolsonaro, coligidas nas esquinas, nos lares, nas fábricas, no comércio, em suma, no circuito boca a boca de todo o País.
Para se avaliar o descrédito dessa tropa, basta conferir: nos últimos tempos, onde essa gente meteu sua colher contaminada pelo ódio e pela mentira – sifu! Senão, vejamos: perdeu feio no referendo pelo livre comércio de armas; ferrou-se no plebiscito do Brexit; caiu de quatro na campanha sórdida movida contra Trump; errou adoidado na eleição alemã; foi (e continua sendo) derrotada na campanha de descrédito que moveu contra Temer e sua inarredável patota. E ainda se viu  fragorosamente derrotada ao apoiar o comunista Freixo contra o pastor Crivella na campanha pela Prefeitura do Rio. Com efeito, o eleitor e o mundo, fora da órbita globalista,  caminham para o lado oposto à pressão exercida pela canalha da mídia amestrada. De fato, quem diabo vai acreditar na falsa ira de Arnaldo Jaburu, nas informações viciadas do impontualíssimo Pontual ou nos tortuosos comentários de  William Waack?
Ninguém. Provavelmente nem mesmo os bilionários donos das Organizações Globo.
Como já escrevi dezenas de vezes, há enorme distância entre Bolsonaro e Lula, abutre da política brasileira cevado à sombra da mídia vermelha. Para começo de conversa, Jair Bolsonaro é um oficial formado pela Academia Militar de Agulhas Negras, que seleciona seus candidatos a partir de atributos e valores consagrados pela excelência.
Para chegar ao posto de capitão do exército, Bolsonaro estudou (com alguns dos melhores professores do País) História do Brasil, Física Aplicada, Cálculo, Tecnologia da Informação e Comunicação, Línguas (inglesa, espanhola e portuguesa), Psicologia, Filosofia, Técnicas Militares e outras tantas matérias de nível superior. Vale adiantar que, ao longo do curso, o aluno, para permanecer na Aman, só pode ser reprovado uma única vez. Caso contrário, cai fora.  
Como político eleito várias vezes para a Câmara Federal, Bolsonaro se tornou deputado atuante, decente e corajoso. No legislativo, salvo exceção, tem enfrentado de peito aberto a sanha estratégica da comunalha, insurgindo-se contra o aborto, o casamento gay, as cotas raciais, a liberação das drogas, a anistia aos usuários do caixa dois e da propina - em suma, tudo aquilo que a população repudia tenazmente, mas que as esquerdas (bem pensantes ou trogloditas) querem impor à Nação.
Bolsonaro travou dura batalha contra a volta do famigerado imposto da CPMF (criado por FHC), se insurgiu contra as apurações fraudulentas de votos em urnas eletrônicas programadas por gangues venezuelanas e ainda defendeu o fuzilamento de FHC, responsável pela entrega (por preço irrisório) da Vale do Rio Doce ao especulador George Soros.
E quanto ao Lula, o rato que ruge, réu condenado e arauto do PT, o partido dos trambiques?
Sobre isto falaremos no próximo artigo. 

 



"Imbassahy vira mosca morta no núcleo do poder"



Desprestigiado, até porque é acusado de não honrar o que combina, e cada vez mais isolado, o ministro Antônio Imbassahy (Secretaria de Governo) mal é cumprimentado pelos líderes de partidos governistas. E quase todos seguem o exemplo do líder do PP, deputado como Arthur Lira (PP-AL): se têm algo a tratar com o governo, procuram despachar diretamente o ministro Eliseu Padilha (Casa Civil), que resolve.
Até os tucanos
Se antes apenas os tucanos eram os únicos a falar bem de Imbassahy, hoje em dia nem mesmo os políticos do PSDB poupam-lhe desaforos.
Estabillidade
Michel Temer se afeiçoou a Imbassahy, por isso não o demite. Mas o ministro baiano já não joga papel relevante na articulação política.
Ministro quem?
Antonio Imbassahy vive o pior dos mundos, segundo fonte do Planalto: seus auxiliares não o respeitam e até tomam decisões sem consultá-lo.
A Bahia é o meu país
Imbassahy se empolgou no cargo e priorizou seu projeto de disputar o governo da Bahia, em 2018. Irritado, o "centrão" rompeu com ele.
Fonte: Cláudio Humberto

quinta-feira, 12 de outubro de 2017

Trump cumpre promessa: Em apoio a Israel, Estados Unidos saem da Unesco



Os Estados Unidos fizeram um anúncio que pode mudar a relação do país mais poderoso do mundo com as Nações Unidas. Nesta quinta-feira, 12, o governo Trump cumpriu uma de suas promessas de campanha e defendeu Israel a ponto de abandonar a Unesco, a agência de educação e cultura das Nações Unidas.
A organização, que possui 190 membros, há anos adota sistematicamente uma postura anti-Israel em suas decisões. Desde 2011 os EUA não contribuíam mais financeiramente com a Unesco como protesto após a agência conceder aos palestinos o status de membros plenos.
Oficialmente, a saída da Unesco só vale a partir de 31 de dezembro de 2018. Em comunicado, o Departamento de Estado americano disse: "A decisão não foi fácil e reflete as preocupações dos EUA com crescentes contas atrasadas na Unesco, a necessidade de reformas fundamentais na organização e o contínuo viés anti-Israel".
A intenção dos EUA é de "continuar engajados como Estado observador não membro".  A diretora-geral da Unesco, Irina Bokova, acredita que a decisão dos EUA representa uma "derrota para o multilateralismo e para a família ONU".
A decisão americana de abandonar a agência faz parte dos cortes orçamentários no Departamento de Estado. Esta não é a primeira vez que os Estados Unidos deixam a organização. Durante o governo de Ronald Regan, o país rompeu os laços com a Unesco, mas acabaram retomando com George W. Bush.
Dominada por representantes de países islâmicos, a Unesco vem tomando decisões antissemitas, negando a ligação histórica (e bíblica) de Jerusalém com Israel e declarou que lugares históricos como as tumbas de Abraão em Hebron eram patrimônio dos palestinos.
Com informações Reuters e Times of Israel

"Demorou, mas chegou nela"



Demorou mais de três anos para se responsabilizar a ex-presidente do Conselho de Administração da Petrobras Dilma Rousseff pela compra da refinaria de Pasadena. Prejuízo mínimo: R$ 1,7 bilhão ao País.
Mais de R$ 6 bilhões
O Tribunal de Contas da União bloqueou os bens de Dilma & Cia pela maracutaia da compra superfaturada da refinaria de Pasadena (EUA), em 2006, por US$ 1,93 bilhão, equivalentes a R$ 6 bilhões. O valor da negociata inclui o empreendimento e os "custos de manutenção".
Péssima compra
Segundo a ex-presidente da Petrobras Graça Foster na CPI do Senado, em 2014, a refinaria de Pasadena dava prejuízos até 2014. Dilma teve bens bloqueados por essa péssima compra que autorizou.
Fonte: Cláudio Humberto

"Lula se compara ao demônio e pede 'respeito"'




                   Ex-presidente acredita que ainda tem força política

Por Jarbas Aragão
Já condenado em primeira instância, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva sabe que talvez não poderá concorrer em 2018. Por isso subiu o tom e fez um discurso inflamado contra a Lava Jato, exigindo um pedido de desculpas do juiz Sergio Moro.


O petista é réu em sete ações penais, e sempre negou todas as acusações, embora exista abundância de provas e testemunhos de vários delatores. "Eu sei que tô lascado, todo dia tem um processo. Eu não quero nem que Moro me absolva, eu só quero que ele peça desculpas", afirmou Lula em um seminário que participou em Brasília.
"Eles [investigadores] chegam a dizer: 'Ah, se o Lula não for candidato, ele não vai ter força como cabo eleitoral'. Testem", desafiou.
Lula diz que Moro usou "mentiras contadas pela Polícia Federal e pelo Ministério Público" para julgá-lo e condená-lo, mas que ele não tem "medo".
"Eu quero que eles saibam o seguinte: se eles estão acostumados a lidar com deputado que tem medo deles, a mexer com senadores que têm medo deles, quero dizer que tenho respeito profundo por quem me respeita, pelas leis que nós ajudamos a criar, mas não tenho respeito por quem não me respeita e eles não me respeitaram", bradou diante dos presentes, num tom bem diferente do que usou nas vezes que foi ouvido por Moro em Curitiba.
Afeito a usar a comparações religiosas, acreditando que causará algum tipo de efeito, Lula disse se comparou ao demônio.
"Não tenho cara de demônio, mas quero que eles me respeitem como se eu fosse, porque eles sabem que a economia não vai ficar subordinada ao elitismo da sociedade brasileira", vociferou, em tom de ameaça.
Em março deste ano, Lula havia se comparado a Deus, dizendo que as pessoas não podiam levar seu nome "em vão". A afirmativa de agora mostra que ele está mais assertivo nas comparações.
Com informações Folha de SP

quarta-feira, 11 de outubro de 2017

Filmes em Exibição no Orient Cineplace Boulevard



Semana até 18 de outubro de 2017

LANÇAMENTOS NACIONAIS
A MORTE TE DÁ PARABÉNS (Happy Death Day), de Christopher Landon, 2017. Com Jéssica Rothe, Charles Aitken e Rachel Matthews. Thriller de horror e mistério. Uma mulher é assassinada e fica presa entre vida e morte. Ela deve resolver o mistério de seu próprio assassinato, ressuscitando várias vezes até descobrir quem foi o autor do crime. Só quando ela compreender o que causou sua morte, pode conseguir escapar de seu destino trágico. Não recomendado para menores de 14 anos. Duração: 96 minutos. Horários: 14h40 e 20h50, com cópia dublada, na Sala 3 (165 lugares); 21h20, com cópia legendada, na Sala 4 (261 lugares).
COMO SE TORNAR O PIOR ALUNO DA ESCOLA, de Fabrício Bittar, 2017. Com Danilo Gentili, Fabio Porchat e Joanna Fomm. Comédia. Os estudantes Bernardo e Pedro se veem divididos entre as obrigações escolares. Após momentos de frustração, Pedro encontra no banheiro um diário contaminado com dicas para instaurar o caos na escola sem ser notado. Não recomendado para menores de 14 anos. Duração: 106 minutos. Horários: 16h20, 18h40 e 21 horas. Sala 2 (158 lugares).
AS AVENTURAS DO CAPITÃO CUECA (Captain Underpants: The First Epic Movie), de David Soren. Animação. Duas crianças hipnotizam o malvado diretor da escola onde estudam e o transformam no personagem de suas histórias em quadrinhos, o bondoso e elástico Capitão Cueca. Cópia dublada. Classificação: Livre. Duração: 89 minutos. Horários: 13h20, 15h20, 17h20 e 19h20. Sala 4 (261 lugares).
CONTINUAÇÕES
BLADE RUNNER 2049 (Blade Runner 2049), de Denis Villeneuve, 2017. Com Ryan Gosling, Harrison Ford, Ana de Armas, Jared Leto e Robin Wright. Ficção-científica. Trinta anos depois dos acontecimentos do primeiro filme, um novo Blade Runner desenterra um segredo que tem o potencial de transformar em caos o que resta da sociedade. Em segunda semana. Não recomendado para menores de 14 anos. Duração: 164 minutos. Horários: 14h50 e 18 horas, com cópia dublada, e 21h10, com cópia legendada. Sala 1 (240 lugares).
PICA-PAU: O FILME (Woody Woodpecker), de Alex Zamm. Animação e live action. O brincalhão e travesso Pica-Pau está metido em mais uma de suas divertidas brigas por território e, dessa vez, os inimigos são o vigarista Lance Walters e sua namorada Brittany. Eles estão determinados a construir a sua grande casa dos sonhos mas, para isso, precisam derrubar a casa do Pica-Pau, que promete não deixar barato. Em segunda semana. Cópia dublada. Classificação: Livre. Duração: 84 minutos. Horários: 13 horas, na Sala 1: e 16h50 e 18h50, na Sala 3.
LEGO NINJAGO: O FILME (Lego Ninjago Movie), de Charlie Bean e Paul Fisher, 2017. Animação. Ninjas, samurais e senseis se unem na luta contra dragões, serpentes, seres mutantes e um vilão que deseja retomar o poder. Em terceira semana. Cópia dublada. Classificação: Livre. Duração: 102 minutos. Horário: 14h10, até domingo, 14. Sala 2.
ENDEREÇO E TELEFONES
Orient Cineplace Boulevard - Multiplex do Boulevard Shopping, telefax 3225-3185 e telefone 3610-1515 para saber informações sobre programas e horários.
(Com informações do Departamento de Marketing de Orient Cinemas)