No Aprisco

No Aprisco

sábado, 10 de dezembro de 2016

Índios no cinema 3: Crazy Horse

O chefe Sioux Crazy Horse (Cavalo Louco), que enfrentou o general Custer, da 7ª Cavalaria, na batalha de Little Big Horn, em 1876, foi interpretado por vários atores no cinema.
Começou com Paul Logan em "West Wind", de Lionel Belmore, em 1915. Depois, Guate Mozin em "Fighting Pioneers", de Harry L. Fraser, 1935; e High Eagle em "Custer's Last Stand", de Elmer Clifton, 1936. São filmes desconhecidos, com atores e diretores idem.
Em 1941, o personagem surge interpretado por Anthony Quinn em "O Intrépido General Custer" (They Died With Their Boots On), de Raoul Walsh, 1941.
Na sequência, Chief Thundercloud, ator índio, em "Buffalo Bill" (Buffalo Bill), de William A. Wellman, 1944.
Iron Eyes Cody, tamém de origem índia, interpretou o personagem histórico em dois filmes: "Índio Heróico" (Sitting Bull), de Sidney Salkow, 1954; e "O Grande Massacre" (The Great Sioux Massacre), de Sidney Salkow, 1965.
O chefe indígena foi título original em "Sioux Crazy Horse", que no Brasil se chamou "O Grande Guerreiro", de George Sherman, 1955, com Victor Mature (Foto: Reprodução) no papel.
No western cômico com Os Três Patetas "Os Reis do Faroeste" (The Outlaws Is Coming), de Norman Maurer, 1965, teve aparição de Murray Alper como o chefe Crazy Horse.
Em "Os Bravos Nunca Morrem" (The Legend of Custer), de Norman Foster, 1968, Michael Dante faz o personagem icônico. 
Por fim, nos meados dos anos 70, o personagem esteve no filme com Charles Bronson "O Grande Búfalo Branco" (The White Buffalo), de J. Lee Thompson, 1977, com Will Sampson.

Um comentário:

VERDADE QUE LIBERTA disse...

Raul Seixas compôs a música �� cachorro �� urubu em homenagem ao chefe sioux