Venda antecipada de ingresso no Orient Cineplace Boulevard

Venda antecipada de ingresso no Orient Cineplace Boulevard

Lançamento nacional dia 31

Lançamento nacional dia 31
No Orient Cineplace Boulevard

No Orient Cineplace Boulevard

No Orient Cineplace Boulevard

sábado, 19 de novembro de 2016

Filmes que não foram lançados em Feira de Santana em 2016

Jennifer Lawrence em "Joy - O Nome do Sucesso"
Ewan McGregor como Jesus em "Últimos Dias no Deserto"
Fotos: Divulgação

A cada semana são lançados no Brasil cerca de dez filmes novos. Nem todos chegam a Feira de Santana, no único complexo de exibição, o Orient Cinemas Boulevard, com quatro salas. Os lançamentos que chegam, muitos arrasa-quarteirões, duram várias semanas em cartaz, o que acaba impedindo a exibição da maioria dos filmes.
Neste ano, como nos demais, vários filmes não chegaram nas telas. Assim, seis deles adquiri DVDs para ter a oportunidade de visão: "Os Oito Odiados" (The Hateful Eight), de Quentin Tarantino; "Spotlight - Segredos Revelados" (Spotlight), de Thomas McCarthy; "Joy - O Nome do Sucesso" (Joy), de David O. Russell; "Trumbo - Lista Negra" (Trumbo), de Jay Roach; "Ave, César!" (Hail, Caesar!), de Joel Coen e Ethan Coen; e "Milagres do Paraíso" (Miracles From Heaven), de Patricia Riggen. 
Outros dois, acabei assistindo pelo NetFlix: "A Grande Aposta" (The Big Short), de Adam McKay; e "Suíte Francesa" (Suite Française), de Saul Dibb.
Filmes - reconhecidos como de qualidade acima da média - que não foram lançados em Feira de Santana em 2016: "Steve Jobs" (Steve Jobs), de Danny Boyle; "Horas Decisivas" (The Finest Hours), de Craig Gillespie; "Um Homem Entre Gigantes" (Concussion), de Peter Landesman; "Ressurreição" (Risen), de Kevin Reynolds; "Conspiração e Poder" (Truth), de James Vanderbilt; "O Jovem Messias" (The Young Messiah), de Cyrus Nowrasteh; "Decisão de Risco" (Eye in the Sky), de Gavin Hood; "O Maior Amor do Mundo" (Mother's Day), de Garry Marshall; "A Vingança Está na Moda" (The Dressmaker), de Jocelyn Moorhouse; "Jogo do Dinheiro" (Money Monster), de Jodie Foster; "Elvis e Nixon" (Elvis and Nixon), de Liza Johnson; "Florence - Quem É Essa Mulher?" (Florence Foster Jenkins), de Stephan Frears; "A Intrometida" (The Meddler), de Lorene Scafaria; "Negócio das Arábias" (A Hologram For the King), de Tom Tykwer; "Amor & Amizade" (Love and Friendship), de Whit Stillman; "Perfeita É a Mãe" (Bad Moms), de Jon Lucas e Scott Moore; "Águas Rasas" (The Shallows), de Jaume Collet-Serra; "Café Society" (Café Society), de Woody Allen; "Aquarius", de Kleber Mendonça Filho; "Últimos Dias no Deserto" (Last Days in the Desert), de Rodrigo García; "Sete Homens e um Destino" (The Magnificient Seven), de Antoine Fuqua; "O Bebê de Bridget Jones" (Bridget Jones's Baby), de Sharon Maguire; "O Contador", de Gavin O'Connor; e "O Mestre dos Gênios" (Genius), de Michael Grandage.

Nenhum comentário: