#vaiterBRT

quarta-feira, 30 de novembro de 2016

"Filme Noir Volume 7" adquirido



Já adquiri o lançamento da Versátil "Filme Noir Vol. 7", digistack com três DVDs que reúne seis clássicos do gênero dirigidos por mestres como Fritz Lang, John Sturges e Nicholas Ray, incluindo inéditas versões restauradas das obras-primas "Almas Perversas" e "Cinzas Que Queimam". Contém mais de uma hora de extras, com ótimos especiais sobre os filmes. A edição é limitada e com seis cards.  
Disco 1  
"Almas Perversas" (Scarlet Street), de Fritz Lang, 1945. Com Edward G. Robinson, Joan Bennett, Dan Duryea. A obsessão amorosa de um homem de meia idade por uma prostituta o leva ao crime e à decadência moral. Inspirando-se no clássico francês "A Cadela", de Jean Renoir, 1931, Lang criou uma das obras-primas absolutas do film noir.
"Cinzas Que Queimam" (On Dangerous Ground), de Nicholas Ray, 1951. Com Ida Lupino, Robert Ryan, Ward Bond. Um detetiva é enviado para investigar o assassinato de uma jovem fora da cidade. A irmã do assassino pede que este tenha uma segunda chance. Mais um filme noir fascinante do genial Nicholas Ray (de "No Silêncio da Noite").
Disco 2  
"Tensão" (Tension), de John Berry, 1949. Com Richard Basehart, Audrey Totter, Cyd Charisse. Após ser traído e abandonado pela mulher, pacato gerente de farmácia assume outra identidade e busca vingança. A diva Audrey Totter vive uma icônica femme fatale neste ótimo film noir de John Barry (de "Por Amor Também Se Mata").
"A Taverna do Caminho" (Road House), de Jean Negulesco, 1948. Com Ida Lupino, Richard Widmark, Cornel Wilde. O dono de uma casa de shows se apaixona por uma cantora, que se envolve com o gerente do local. É o início de um triângulo amoroso. A lendária Ida Lupino (de "Seu Último Refúgio") canta e brilha neste excelente film noir. 
Disco 3  
"Justiça Injusta" (The Sound of Fury/Try and Get Me!), de Cy Endfield, 1950. Com Frank Lovejoy, Kathleen Ryan, Richard Carlson. Um homem desempregado se envolve com um assassino e ambos realizam um trágico sequestro. Baseado no mesmo evento retratado em "Fúria", de Fritz Lang, este é um dos filmes mais chocantes do cinema norte-americano.
"A Noite de 23 de Maio" (Mystery Street), de John Sturges, 1950. Com Ricardo Montalbán, Sally Forrest, Bruce Bennett. Quando o corpo de uma prostituta grávida é encontrado numa praia, um policial recebe a ajuda de um professor de Harvard para descobrir o assassino. O filme utiliza ciência forense em sua trama policial.

Nenhum comentário: